No próximo dia 18 de maio, deputados da Comissão de Infraestrutura Econômica e Política Social da Assembleia Legislativa participarão de Audiência Pública, na Localidade Malícia, no município de Uruçuí, na região Sul do Piauí, para discutir com empresários, representantes da sociedade local, prefeito e vereadores os melhores caminhos para melhorar o escoamento da produção agrícola dos Cerrados Piauienses.
 
 


O requerimento foi assinado pelos deputados Antonio Félix (PSB), Ana Paula (PMDB), Luciano Nunes (PSDB) e Gustavo Neiva gustavocarnav(PSB/foto). Também participarão dos debates representantes do DNIT, DER-PI, SETRANS, SEINFRA, da Prefeitura de Uruçuí, Câmara Municipal, Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, da Associação de Produtores Rurais da Serra Branca, BUNGE Alimentos, Cacique Derivados de Petróleo, Empresa Ribeirão Fertilizantes, Eletrobrás-PI, do Sidicato dos Trabalhadores Rurais de Uruçuí e da Federação da Agriculturra do Piauí.
 
 
 

Há cerca de 15 dias o deputado Antonio Félix participou de um encontro com vereadores e empresários do setor agrícola de Uruçuí, onde foi discutida uma proposta a ser apresentada ao Governo do Estado do Piauí para investimentos do Programa Parceria Pública Privada (PPP).
 
 


Atualmente diversas famílias de gaúchos, e de outros Estados do País, atuam na produção de milho, soja e algodão nos cerrados piauienses. Antonio Félix confirmou que empresários da Paraíba deverão fazer investimentos na produção de frangos. Também será construída uma usina com capacidade de produção de 60 toneladas de ração animal.
 
 
 

Segundo Antonio Félix, várias famílias gaúchas ali radicadas reclamam da necessidade da construção de asfalto no trecho de estrada que liga o povoado Santa Rosa a transcerrados, para o escoamento da produção agrícola.
 
 
Alepi

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí segue julgando esta semana os pedidos de cassação de mandato de vereadores que mudaram de partido no ano passado.


A Corte vai deliberar sobre uma petição em que o Ministério Público Eleitoral pede que o vereador do município de Madeiro, Carlos Alberto Silva, perca o mandato por desfiliação sem justa causa. O relator do caso é o juiz Valter Rebelo.


Outro vereador que pode perder o mandato hoje é José Ivoneide Teixeira, da cidade de Pimenteiras. O juiz Agrimar Rodrigues é o relator do processo. Já na terça-feira será apreciada uma Ação Penal com denúncia de compra de votos feita pelo Ministério Público contra o prefeito de Marcos Parente, Manoel Emídio de Oliveira, e Maria de Fátima Carnib, vice-prefeita. O desembargador José Ribamar de Oliveira é o relator do processo.


Maria da Cruz de Neiva Moura, vereadora de Regeneração, também será julgada por infidelidade partidária na terça-feira. Apenas este ano, o TRE-PI já cassou 24 vereadores por infidelidade partidária.


Mandatários que migraram para as novas agremiações partidárias, PSD e PPL, não foram acionados pelo Ministério Público tendo em vista que, de acordo com a Resolução TSE nº 22.610/2007, a criação de novo partido político enquadra-se como justa causa para a desfiliação.


O TRE-PI também julga mais uma Ação Penal contra um prefeito piauiense. Francisco Ubaldo Nogueira, prefeito de Nazária, responde a uma denúncia do Ministério Público Eleitoral pelos supostos crimes de compra de votos e de obter, para uso próprio ou de outrem, documento público ou particular, material ou ideologicamente falso para fins eleitorais. (S.B.)




Sávia Barreto

apicultoresNa última quinta-feira, 03, uma caravana de 27 apicultores paraenses fizeram uma visita à Cooperativa Mista de Apicultores da Microrregião de Simplício Mendes (COMAPI). Essa visita de intercâmbio foi organizada pelo SEBRAE do estado do Pará, e coordenada pelo gestor de apicultura na região nordeste paraense, Marcos César Reis Gomes.


A caravana foi composta por apicultores de 04 municípios: Garrafão do Norte, Cachoeira do Piriá, Augusto Correa, e Tracuateua. O auxiliar administrativo, e assessor de comunicação da cooperativa, João Batista (JB) fez uma explanação sobre o histórico e a atual realidade da apicultura em Simplício Mendes.

 

 

 

Portal AZ

O Governo do Estado, em parceria com o Governo Federal, está apoiando as prefeituras piauienses a mobilizar pessoas extremamente pobres a frequentar cursos de qualificação profissional do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).
 


Os municípios interessadas em receber os recursos do Fundo Nacional da Assistência Social (FNAS) devem aderir até a próxima terça-feira (8) ao programa. Os recursos podem ser usados pelas prefeituras para contratação de equipes que vão acompanhar e monitorar a trajetória dos alunos. Também podem ser utilizados em ações de mobilização e divulgação, como contratação de carro de som.
 


Na Região Nordeste, o Ministério do Desenvolvimento Social vai disponibilizar recursos para que os municípios acima de 50 mil mobilizem as comunidades, para que tenham informações sobre os cursos do Pronatec Brasil Sem Miséria e possam participar deles. A ideia dos governos é incentivar mais pessoas a se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal para participar dos cursos de qualificação.
 


A Diretoria de Inclusão Produtiva do MDS esclarece que as cidades, além de ter mais de 50 mil habitantes no Norte, Nordeste e Centro-Oeste e acima de 80 mil no Sul e Sudeste, devem oferecer, no mínimo, 200 vagas pelo Pronatec para adquirir direito ao co-financiamento do FNAS.
 


Para formalizar a adesão, ao basta a prefeitura acessar o endereço eletrônico: www.mds.gov.br/brasilsemmiseria/pronatec e clicar no link que encaminha ao formulário eletrônico. A senha de acesso a o formulário é a mesma já usada pela secretaria no Cadastro Nacional do Sistema Único da Assistência Social.
 
 
 
Da redação