rio20 copyO Governo do Piauí marcará presença durante a realização da  Conferência Mundial  Rio + 20  sobre o desenvolvimento sustentável,  que ocorrerá no período de 18 a 22 de Junho, no Rio de Janeiro. A conferência global teve inicio no último dia 13, no Rio Centro. Acompanhado da comitiva formada por secretários e autoridades, o governador Wilson Martins participará de palestras e debates proferidos por especialistas e chefes de estados e representantes de vários países.



De acordo com o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Dalton Macambira, o Piauí participará dos diálogos para o Desenvolvimento Sustentável. Nos dias 20, 21 e 22, o secretário acompanhará o governador durante o evento, onde será desenvolvido o Segmento de Alto Nível. Será um momento onde participará somente a expressiva presença dos Chefes de Estado e de Governo, além de altos representantes de 193 países.



Dalton Macambira seguirá para o Rio de Janeiro antes da comitiva estadual  para participar no dia 18,  às 11:00h,  do Encontro de Secretário de Meio Ambiente dos Estados e Municípios. O encontro é promovido pelos órgãos públicos de Meio Ambiente, representados pelas Associações – Abema e Anamma e tem por objetivo apresentar  e debater as propostas e recomendações formuladas no âmbito dos estados com a participação dos municípios e da sociedade civil – para o desenvolvimento sustentável  dos principais biomas brasileiros.



“Será um momento para discutir o Pacto Nacional pela Gestão das Águas visando à construção de compromisso entre os entes federais para a promoção do uso múltiplo e sustentável dos recursos hídricos, sobretudo, nas bacias hidrográficas compartilhadas. Já com relação aos biomas, estaremos destacando os Cerrados e a Caatinga”, enfatiza Macambira.



Piauí tem 12 milhões de hectares de Cerrado

A Carta do Cerrado, Conservação e Desenvolvimento do Bioma apresentará as diretrizes e prioridades para a conservação e o desenvolvimento sustentável do segundo maior bioma do Brasil, que responde por 24% do território do país, com uma grande diversidade de ecossistemas e espécies, abrigando as nascentes dos principais rios nacionais.



Seguindo as discussões, os representantes estaduais e municipais irão apresentar a Carta da Caatinga, resultado de amplo processo de debate com a sociedade dos estados do bioma, que formaliza os compromissos a serem  assumidos pelos governos, parlamentos, setor privado, terceiro setor, movimentos sociais. Comunidade acadêmica e entidades de pesquisa para a promoção do desenvolvimento sustentável desse bioma.



O Governo do Estado apresentará na Rio + 20 as ações que vêm promovendo em busca de garantir a preservação do Bioma Cerrados. “O Piauí possui a maior área preservada do cerrado brasileiro”,  garante o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Dalton Macambira. O Estado possui 12 milhões de hectares de Cerrado. Desse total, seis milhões localizados na região sudoeste do Estado são agricultáveis. Atualmente, apenas cerca de 11% da área agricultável estão sendo utilizados. Ou seja, a utilização da área agricultável do Cerrado piauiense ainda está na sua etapa inicial.



Piauí tem tolerância zero com o desmatamento

Três importantes providências foram tomadas para que o Piauí mantenha esse importante bioma preservado. Primeiro,  alteração do Código Florestal do Piauí, aumentando a reserva legal de 20% para 30%. Em estados como São Paulo e Paraná, por exemplo, essa área é de apenas 20%. Além disso, o Governo do Estado adotou a política de tolerância zero em relação ao desmatamento ilegal e à produção ilegal de carvão.



A Delegação do Governo do Piauí na Rio + 20 é formada pelo governador Wilson Martins, o Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Dalton Macambira; o Secretário de Estado do Governo, Wilson Brandão;  o Secretário de Planejamento, César Fortes; Presidente da Assembleia Legislativa, Themistocles Sampaio; deputada estadual, Margareth Coelho; Desembargador Edvaldo Pereira Moura; presidente do Tribunal de Justiça, Desembargadora Eulália Ribeiro Gonçalves; Procuradora Geral de Justiça do Piauí, Zélia Saraiva; e o  Conselheiro Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, Joaquim Kennedy Barros.




Governo do Estado


 


raimundolibórioO Grito Terra Brasil realizado em Brasília no mês de maio teve uma participação de mais de dez mil pessoas e o evento se deu na Esplanada dos Ministérios com representações de quatro mil sindicatos,  27 federações e representantes da Contag,  informou o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Floriano, Raimundo Libório.
 

Terra Brasil é um dos  principais eventos da agenda do movimento sindical do campo, que reúne milhares de trabalhadores rurais de todo o País e que se realiza em Brasília.


O Grito da Terra Brasil é uma mobilização promovida pela Contag e apoiada pela (Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag) e pelos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STRs) e possui um caráter reivindicatório.
 
 

É por essa razão que a manifestação pode ser considerada como uma espécie de data-base dos agricultores familiares, dos trabalhadores sem-terra,  dos assalariados e das assalariadas rurais brasileiras.
 


De acordo com o diretor já foram feitas várias reivindicações e é esperado que  em breve haja algumas respostas para os agricultores. “Estamos aguardando a homologação do Decreto, porque o decreto tem que ser reconhecido nacionalmente no Ministério pra poder vir os benefícios que o governo federal tem para os agricultores”,  enfatizou.
 
 

Entre as reivindicações foram feitos pedidos de frente de serviços para os agricultores de Floriano-PI.  "A presidente Dilma, prometeu a bolsa estiagem que pode ser retirada pelo agricultor que não tiver o garantia safra e se o decreto não for reconhecido o município fica fora dos benefícios", concluiu Raimundo Libório.  O Grito da Terra Piauí vai se realizar no dia 25 de Julho em Teresina.
 
 
 
Da redação
IMAGENS: piauinoticias.com

A disputa política em Floriano está acirrada, e o deputado Gustavo Neiva, líder do PSB na Assembleia Legislativa do Piauí, promete uma disputa limpa. "Queremos mostrar ao povo de Floriano as propostas do PSB para trazer à cidade o desenvolvimento planejado para tirar o município do atraso", afirma Neiva.
 
 

Gustavo Neiva (PSB) confirmou a dobradinha que fará oposição ao atual grupo político que governa a cidade. A chapa é formada por Gilberto Júnior (PSB) e  Salomão Holanda (PRB).
 

gustavo

Segundo a assessoria de imprensa do parlamentar, as últimas pesquisas realizadas na região, apontaram larga vantagem em relação aos concorrentes e forte aceitação popular para o candidato apoiado por Gustavo Neiva na disputa da prefeitura de Floriano.
 



De acordo com o Deputado, esse mês é decisivo. "As negociações estão avançadas e vamos apresentar a melhor saída para Floriano". O próximo passo, segundo o deputado, será o apoio do PSDB.
 
 

Fonte: editoria de cidades
A Frente Parlamentar de Políticas Públicas que vem atuando no combate ao álcool e outras drogas e que é formada por membros da Assembléia Legislativa do Estado do Piauí, realizou uma audiência em Floriano nessa quinta-feira, 14, com presenças de inúmeras autoridades, entre as quais, a deputada petista Rejane Dias, o vice-prefeito de Floriano, bioquímico Oscar Procópio e o vereador Edvaldo Araujo.
audienciapublica0

Estavam presentes representantes de entidades que atuam no combate às drogas, como exemplo, integrantes da Comunidade Terapêutica Peniel, entidade que cuida de cerca de 40 pessoas que tem problemas com dependência química.
 


A Frente vem sendo presidida pela  deputada Rejane e o propósito das audiências é ouvir representantes das entidades locais que trabalham  com o intuito de combater as drogas.
 
audienciapublica
Para as audiências são convidadas pessoas que integram o Ministério Público, Câmara Municipal, Poder Executivo e outros órgãos entidades que em determinados momentos chegam a expor situações que possam contribuir para combater as drogas e ajudar famílias.
 
 
Os temas abordados durante as audiências estão direcionados a repressão, prevenção, tratamento, reinserção e políticas sobre as drogas. As cidades de Parnaíba e Picos já foram contemplados e logo após as audiências são elaborados projetos de lei que promovam a inserção de dependentes químicos no seio da sociedade.
 
 
 
Da redação
IMAGENS: piauinoticias.com