detran placasluminosasO Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI) informa que, atendendo à Resolução 372 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que exige o uso de placas refletivas para veículos automotores, passará a fiscalizar a determinação a partir do dia 1º de abril em todo o Estado.

 

O uso das placas e tarjetas refletivas será obrigatório para todos os tipos de veículos, desde que sejam novos e seu primeiro emplacamento aconteça a partir de 1° abril ou que tenham sua documentação transferida para outro Estado ou município a partir dessa mesma data. “As placas dos antigos veículos serão trocadas na renovação do emplacamento. Não haverá aumento no preço das placas e ninguém será multado por estar usando a antiga placa”, esclarece o diretor geral do Detran, Antonio Vasconcelos.

 

Também entrará em vigor a partir de abril a exigência do aumento da placa das motos. Segundo a resolução, a altura das placas das motocicletas passará de 13,6cm para 17cm, e o comprimento de 18,7cm para 20cm. Com isso, aumenta também o tamanho de letras e números, com exceção da cidade de origem: de 4,2cm para 5,3cm de altura - quase do tamanho das placas de automóveis.

 

O objetivo destas novas medidas é facilitar a visibilidade, garantindo assim mais segurança aos motoristas. “O aumento do tamanho da placa da moto e essa película refletiva nos darão uma maior segurança no trânsito. Em dias chuvosos ou à noite, elas possibilitarão uma melhor visualização da distância de um veículo em relação a outro”, destaca Antonio Vasconcelos, acrescentando que a adoção das placas refletivas também dificultará a clonagem, o roubo e o furto de veículos.

 

A determinação, que passaria a vigorar a partir de 1º de janeiro, foi adiada para 1º de abril a fim de dar um prazo extra para os proprietários adequarem seus veículos. Atualmente, essas películas são facultativas para os veículos e obrigatórias para motos.

 

Fonte: Governodopi

O Hospital Regional Tibério Nunes (HRTN) de Floriano, que tem as instalações no bairro Manguinha,  receberá nessa segunda-feira, 26,  duas ambulâncias novas para as ações do órgão em saúde que atende os florianenses e pacientes de outros municípios da região.  Os veículos foram adquiridos, um deles com recursos do Estado e o outro com investimento próprio.
hospitalflo

As informações da solenidade de entrega das duas ambulâncias à direção do HRTN foram repassadas nesta noite de domingo, 25, pelo próprio diretor do órgão, médico Pedro Atem, por meio de uma ligação telefônica ao piauinoticias.com.



De acordo com o profissional em saúde, a entrega com presenças de servidores em saúde, convidados e participação da imprensa estará ocorrendo as 8:00h.
Da redação
Na sexta-feira, 23, o Partido Comunista do Brasil (PC do B) de Floriano comemorou os 90 anos de existência do partido no Brasil, com um café da manhã que contou com a presença do presidente estadual do PC do B deputado federal Osmar Júnior, a presidente do diretório municipal Silvia Neres, os senadores Wellington Dias e Ciro Nogueira, o prefeito Joel Rodrigues e o vice-prefeito Oscar Procópio, vereadores, secretários municipais, militantes e simpatizantes do partido.
osmarsilvianeres0

Na oportunidade o deputado Osmar Júnior fez uma retrospectiva sobre partido, suas lutas e conquistas e destacou a atuação do PC do B na política municipal. Falou sobre alianças e reafirmou o compromisso com o projeto político 2012 da base aliada.



O prefeito Joel Rodrigues parabenizou o partido pelos 90 anos e destacou a importante participação do PC do B em seu governo.



PC do B completa 90 anos de fundação neste domingo 25 de março. Para marcar esta data histórica os comunistas realizam uma grande festa no Rio de Janeiro com a presença de militantes do partido de todo o Brasil e do municipio foi para participação a líder do partido, Silvia Neres.
ASCOM
A presidenta Dilma Rousseff viaja na noite desse domingo, 25, às 23:00h para Nova Delhi, na Índia, onde participa da quarta reunião do bloco que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (Brics). Em discussão as questões relativas aos temas econômicos e financeiros, além de políticas de segurança e paz, assim como o esforço conjunto para o desenvolvimento sustentável, como proposta para redução da pobreza. No dia 31, ela deve estar de volta ao Brasil.

Dilma viaja acompanhada por uma comitiva de cerca de 60 empresários brasileiros. Nas reuniões em Nova Delhi estarão presentes também os presidentes Dmitri Medvedev (Rússia), Hu Jintao (China) e Jacob Zuma (África do Sul), e o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh. O Brics se reúne no momento em que ainda há incertezas devido à crise econômica internacional que ainda causa impactos na Europa e nos Estados Unidos.


Na reunião do dia 29, o primeiro-ministro da Índia se prepara para apresentar a proposta de criação de um banco de desenvolvimento do bloco. Os indianos defendem que a nova instituição bancária seja uma espécie de alternativa ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI).


Porém, o processo para criação e consolidação da instituição deve ser longo e demorado, por isso os líderes políticos deverão assinar apenas uma declaração sinalizando a disposição em criar um grupo técnico para dar início aos trabalhos de instauração do banco.


Os esforços, segundo os negociadores brasileiros, são mostrar para a comunidade internacional que o bloco pode ser referência no cenário econômico e político (internacional). Todos os líderes dos países querem ampliar as relações comerciais internas e externas incentivando a expansão dos mercados exportadores e importadores.


Para o Brasil, é fundamental indicar que o mercado exportador brasileiro não se limita aos produtos agrícolas. Na comitiva presidencial, há empresários dos mais diversos setores, incluindo tecnologia de ponta. Todos participarão do Fórum Empresarial que reúne representantes dos países que integram o bloco.     


A intenção é que os presidentes e o primeiro-ministro da Índia assinem uma declaração que fixa a determinação do Brics de ampliar os acordos bilaterais, por intermédio de suas instituições bancárias de desenvolvimento econômico, utilizando moedas locais. No caso do Brasil, o acordo será firmado com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).


Também deve ser aprovado um texto em defesa da paz e da segurança no Oriente Médio e no Norte da África. Os destaques deverão ser a Síria, em decorrência do agravamento da situação de violência no país, e o acirramento das tensões no Afeganistão, depois do massacre de civis por um sargento norte-americano.
Fonte: Agência Brasil