Em breve os florianenses terão uma nova opção em motocicletas. O Grupo Quaresma, liderado pelo empreender Ariosvaldo Quaresma vadinquaresma(Vadin) vem trabalhando para lançar um novo produto no mercado local, as motos Traxx. 


O prédio para revenda está em obras e o piauinoticias.com foi convidado a conhecer as futuras instalações do empreendimento.  O empresário Vadim (foto) cedeu uma entrevista exclusiva ao PN e falou de como está o andamento do processo para abertura do seu novo negócio.
 
Entrevista:

PN: O Senhor está empreendendo agora em um novo negócio, que é no ramo de concessionária, vai passar a vender motos. Que motos são essas?


AQ: Nós tivemos oportunidade de receber uma proposta da Moto Traxx da Amazônia. A empresa gostaria de abrir uma concessionária em Floriano, e fomos procurados e nos explicara, sobre o negocio. Falaram que nós estávamos dentro das parâmetros que eles queriam e nos ofereceram essa concessão.  Tivemos um pouco de dificuldade de arrumarmos um local na cidade, porque teria que ser central  e depois de várias tentativas, conseguimos um prédio na rua São João com uma estrutura muito boa,  700 mil m² e pelo que observamos dar para fazermos um bom trabalho. É uma revenda completa, com oficina , assistência técnica, casa de peças e inclusive a moto tem dois anos de garantia.
 

PN: O Senhor falou que foi procurado por esses empreendedores para botar o negócio, mas já havia interesse do Sr. Quaresma em trabalhar esse tipo de produto?
 

AQ: Até então não tinha pensado nessa ideia, porque nosso seguimento é outro é no ramo alimentício, móveis e eletro, então, era uma coisa que estava meio fora da minha ideia. Como chegou o convite e eu tenho uma pessoa, um irmão que trabalha há muito tempo com motos, a gente casou a ideia e encaixamos direitinho e vamos entrar nesse novo empreendimento. Estamos confiantes, com uma perspectiva muito boa e já tivemos em São Paulo,  em Fortaleza-CE onde há representações e distribuição e todo o trabalho de viagens e estudos desse projeto já vem há seis meses. Vimos que tem muita possibilidade de ser um bom negócio, em primeiro lugar porque o produto é muito bom, oferece uma garantia estendida de dois anos e, além disso, há um preço muito acessível e com produto de alta qualidade. Acreditamos que realmente vai surpreender as pessoas e esse negócio se encaixa dentro da nossa maneira de trabalhar, que é com produtos bons e baratos.
 

PN: Quantos modelos das Motos Traxx e quantas cilindradas estarão sendo oferecidas aos clientes?
AQ: Elas tem até 600 cilindradas, agora pro mercado brasileiro elaes estão com até 150 cilindradas. Nós temos um modelo de moto para cada seguimento do concorrente e essas motocicletas são do mesmo nível ou melhor de cada categoria da concorrência, só há um grande diferencial, é que nossas motos tem dois anos de garantia e o preço chega a ser 40% mais barato do que outros veículos da mesma cilindrada e mesmos modelos.
 

PN: Sr. Quaresma,  é um produto extremamente nacional?

AQ: É um produto fabricado na zona Franca de Manaus, a fábrica fez cinco anos de Brasil e o grupo Traxx é um dos maiores fabricantes de motos do mundo, que é um grupo chinês. Só que em cada país eles montam o próprio negócio, ou seja,  são fabricadas no Brasil com peças nacionais e  também peças importadas. O importante é que não vai faltar peças, porque nós somos concessionárias e vamos ter tudo e o cliente estará  tranquilo na hora de comprar.
 

PN: As motos, as peças, a manutenção, o que mais vai ser oferecido nesse novo empreendimento?

AQ: Além do serviço completo em relação a concessionária, nós teremos uma boutique completa, tudo que envolve acessórios de motocicleta, e ainda,  lanchonete nesse mesmo prédio. A Traxx está iniciando um trabalho, eles estão interessados em ganhar mercado e estão querendo que a gente entre muito agressivo em prestação de serviço e preço. Além do que, vai ser uma moto fácil de adquirir devido ao seu preço que é ótimo e pelas facilidades na aquisição do produto, teremos consórcios em até 80 meses.
 

PN: Alguma facilidade que as demais empresas não oferecem?

AQ: O consócio de 80 meses e prestações a partir dos R$ 70,00. São facilidades excelentes e que todos poderão fazer esse investimento e andar no seu próprio veículo, inclusive você já pode entrar no site www.traxx.com.br e fazer uma pesquisa, ver tudo, pode até fazer simulação de consócio por modelo, a seu gosto.


PN: Qual é a previsão Sr. Quaresma, de inauguração desse novo empreendimento?
 
AQ: Nós estamos trabalhando na reforma a todo vapor, estamos com intenção de abrir no final de julho, está pré-marcado até 30 de julho, mas não podemos dizer assim certinho porque se trata de uma  obra, mais na área  burocrática já está tudo resolvido,  é só questão da reforma do nosso espaço, estamos andando rápido pra ver se conseguimos inaugurar  nessa data.


PN: Paralelo a esse empreendimento, outro está sendo trabalhado, é a questão da revendedora de gás, como está o andamento?

AQ: Quanto a  revendedora de gás estamos com o projeto  concluído, prontos para a empresa ser aberta, faltava apenas motocicletas, mas já fechamos o negócio, inclusive vamos iniciar com as motocicletas Traxx, isso porque  é uma empresa do grupo Quaresma. Temos a concessão da Traxx,  por tanto,  a entrega do gás será feita com as nossas motocicletas, nada mais justo do que termos o produto da nossa marca. Já conseguimos comprar as motos apesar de ainda não termos aberto a concessionária,  conseguimos faturar diretamente para a empresa de gás, estamos só esperando as motocicletas chegarem para nós abrirmos e acredito que em poucos dias estaremos com esse projeto concluído. O gás é uma concessão da Liquigás, que é da Petrobras, é um produto de muita qualidade e vamos entrar no mercado florianense com preços excelentes.


PN - Existe uma questão que o Sr. coloca como novidade. Do que se trata?

AQ - A novidade é que o gás será vendido em três tamanhos: cinco quilos, oito e treze quilos. A grande vantagem é que você não vai pagar a mais por um botijão menor em relação à proporção, ou seja,  não será necessário ter o dinheiro para comprar o gás na hora com aquele valor de 13 quilos, você pode ter R$ 12,00 e conseguir o gás e resolver o seu problema  de maneira rápida,  e isso, é muito importante, além do que esse gás vai ser vendido nos supermercados  Quaresma e vamos  a partir de julho dividir o gás em 3 pagamentos em qualquer cartão de crédito.

A revendedora das  Motos Traxs estará funcionando num trecho da Rua São João, centro, prédio onde havia uma revenda de movéís. Imagens do local que está em obra.
 mototraxx62012amotostraxx62012bmotostraxx62012
 

Da redação
IMAGENS: piauinoticias.com
Uma das lideranças do Estado  que esteve em Floriano no sábado, 16,  e  participou do lançamento do PMDB Jovem e do PMDB Mulher foi a deputada Ana Paula. A líder estadual fez parte da mesa de honra no evento que houve na Câmara Municipal e numa entrevista ao piauinoticias.com falou sobre o pedido de Intervenção do Diretório do PMDB  no Município.
 

A legisladora no estado  disse, “O que queremos é um partido grande, que não seja só para fazer negociações políticas e sim queanapaulapmdb participe da política de Floriano”.
 

A parlamentar estadual fez ainda algumas deferências quanto as mudanças no cenário do partido local e colocou que apoiava de todas a maneira o ex-líder do partido Gilberto Júnior quando o mesmo ainda fazia parte da base peemedebista, hoje integrante do PSB.


“Eu dava todo apoio ao candidato Gilberto Junior, mas a partir do momento que ele saiu, deixou o PMDB totalmente desamparado, dividido, isso porque ficou uma parte da sua família no PMDB, enquanto ele saiu para outra sigla, como forma de segurar o partido, de amarrar o partido e deixar que o mesmo se acabe em Floriano.  Nós não podemos aceitar isso. Eu como deputada de Floriano e do PMDB não aceito que esse partido se acabe no município florianense, acho que ele tem que ter candidato é um partido grande, forte e foi por isso que entrei com a intervenção, não tenho nada contra o Gilberto, pelo contrário, acho um rapaz determinado e que tinha um grande espaço no PMDB, mas se ele resolveu que um outro partido era melhor para ele, então , temos o direito de termos um pré-candidato prefeito. É isso que nós queremos e não foi uma atitude somente da Ana da Paula, mas dos deputados Temístocles, Mauro,  Marcelo Castro (federal), Cleber, João Madson e de todos os deputados que formam o PMDB".
 
 
 
 
Da redação
IMAGEM: piauinoticias.com

A Assembleia Legislativa vai discutir nas comissões técnicas e votar em plenário, uma proposta do Governo do Estado do Piauí para o financiamento de um Programa de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido no valor total de R$ 12 milhões e 800 mil, com o objetivo de atender as famílias vítimas da estiagem naquela região.

 


Trata-se de um financiamento através do Fundo de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido com taxa de câmbio dos cinco  maiores países exportadores do mundo: França, Alemanha, Japão, Reino Unido e os Estados Unidos.

 


O projeto do Governo do Estado busca a operação de crédito junto ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola  (FIDA) através da instituição especializada da ONU (Organização das Nações Unidas) para o financiamento do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido, “Viva o Semiárido”.

 


A proposta governamental visa adequar a lei estadual às recomendações da Secretaria do Tesouro Nacional e à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional para a concretização da operação de crédito com organismos internacionais.


O Projeto de Lei nº 14, de 15 de junho de 2012, altera o artigo 1º da Lei nº  5822, de 30 de dezembro de 2008, que autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito junto ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola.




Alepi

conjuvnoencontroA Coordenadoria Estadual da Juventude (Cojuv), dedicada a criar e monitorar políticas públicas inclusivas para a juventude, participou do Encontro de Juventude e Educação para a Sustentabilidade Socioambiental. O encontro ocorreu dentro da programação da Conferência Mundial Sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), no Rio de Janeiro, capital.

 

Segundo o coordenador estadual da Juventude, Plínio Dumont, o objetivo do evento foi propor uma discussão sobre um modelo eficaz de formação de jovens preocupados com uma forma consistente de desenvolvimento sustentável e uma maior preocupação econômica com o meio ambiental.

 

A partir do contexto debatido, viu-se a necessidade da criação de um novo ambiente de educação, de uma nova prática pedagógica e da capacitação de professores para a realidade atual, a necessidade do diálogo com gestores públicos para que sejam ampliadas as políticas públicas voltadas para a educação ambiental e a destinação de recursos para projetos voltados para a educação ambiental. Ainda durante o evento, a juventude presente foi dividida em grupos de trabalhos onde ocorreu debate dos temas: Participação da Juventude na Construção de espaços Educadores Sustentáveis, a Agenda da Juventude para um projeto de Desenvolvimento Sustentável.

 

“O encontro oportunizou aos jovens de todo o mundo, o anseio de mudança e o desejo por um mundo mais sustentável", afirma Plínio Dumont.


Piaui.pi.gov