• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma
O Programa Saúde na Escola (PSE), lançado em setembro de 2008, é resultado de uma parceria entre os ministérios da Saúde e da Educação que tem o objetivo de reforçar a prevenção à saúde dos alunos brasileiros e construir uma cultura de paz nas escolas.
 
O programa está estruturado em quatro blocos. O primeiro consiste na avaliação das condições de saúde, envolvendo estado nutricional, incidência precoce de hipertensão e diabetes, saúde bucal (controle de cárie), acuidade visual e auditiva e, ainda, avaliação psicológica do estudante. O segundo trata da promoção da saúde e da prevenção, que trabalhará as dimensões da construção de uma cultura de paz e combate às diferentes expressões de violência, consumo de álcool, tabaco e outras drogas. Também neste bloco há uma abordagem à educação sexual e reprodutiva, além de estímulo à atividade física e práticas corporais.
 
O terceiro bloco do programa é voltado à educação permanente e capacitação de profissionais e de jovens. Essa etapa está sob a responsabilidade da Universidade Aberta do Brasil, do Ministério da Educação, em interface com os Núcleos de Telessaúde, do Ministério da Saúde, e observa os temas da saúde e constituição das equipes de saúde que atuarão nos territórios do PSE.
 
O último prevê o monitoramento e a avaliação da saúde dos estudantes por intermédio de duas pesquisas. A primeira é a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense), em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que contempla, além de outros, todos os itens da avaliação das condições de saúde e perfil socio-econômico das escolas públicas e privadas nas 27 capitais brasileiras. O resultado dessa pesquisa servirá para que as escolas e as equipes de saúde tenham parâmetro para a avaliação da comunidade estudantil. A segunda pesquisa será o Encarte Saúde no Censo Escolar (Censo da Educação Básica), elaborado e aplicado no contexto do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE) desde 2005. Essa sondagem consiste em cinco questões ligadas mais diretamente ao tema DST/AIDS.
 
O tempo de execução de cada bloco será planejado pela Equipe de Saúde da Família levando em conta o ano letivo e o projeto político-pedagógico da escola. As ações previstas no PSE serão acompanhadas por uma comissão intersetorial de educação e de saúde, formada por pais, professores e representantes da saúde, que poderão ser os integrantes da equipe de conselheiros locais.
 
Todas as ações do programa são possíveis de serem realizadas nos municípios cobertos pelas equipes do Saúde da Família. Na prática, o que ocorrerá será a integração das redes de educação e do Sistema Único de Saúde. Os municípios interessados devem manifestar sua vontade em aderir ao programa. Portaria do Ministério da Saúde definirá os critérios e recursos financeiros pela adesão e orientará também a elaboração dos projetos pelos municípios.


O PSE – Informações gerais

1. O que é o Programa Saúde na Escola - PSE?

R.: O PSE constitui estratégia para a integração e a articulação permanente entre as políticas e ações de educação e de saúde, com a participação da comunidade escolar, envolvendo intersetorialmente as equipes de saúde da família e da educação básica. Nesse contexto, as políticas de saúde e educação voltadas a crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira, estão unindo-se para promover o desenvolvimento pleno dos escolares.

2. Como Funciona o PSE?
R.: O PSE funciona via Grupo de Trabalho Intersetorial- GTI que tem como missão promover articulação permanente entre as políticas e ações de educação e de saúde, com a participação da comunidade escolar, envolvendo intersetorialmente as equipes saúde da família e da educação básica.

Para o êxito dessa articulação caberá a todos os autores/atores envolvidos, desenvolver suas atribuições pautadas na implementação de ações de educação, de promoção da saúde e prevenção de riscos, com base em ações pré-existentes ou em implantação, reorientadas pelos objetivos de articulação intersetorial e atenção integral.

Objetivo Principal do PSE
- Construir, de forma compartilhada, os conceitos e as diretrizes das Escolas Promotoras de Saúde.
 
Objetivos Secundários
 
- Desenvolver atividades de promoção da saúde voltadas aos escolares, seus pais, comunidade  e profissionais da educação;
           
- Prover atendimento médico e odontológico aos alunos, seus pais, comunidade e profissionais de educação;
 
- Identificar os principais problemas de saúde enfrentados pela população atendida pelo PSE;
 
- Identificar os principais temas a serem abordados nas escolas, de acordo com as necessidades de cada ambiente escolar;
 
- Propor estratégias para minimizar os problemas detectados;
 
- Desenvolver material didático para a abordagem dos principais problemas.


SEMANA SAÚDE NA ESCOLA (05 À 09 DE MARÇO DE 2012)
A Semana Saúde na Escola acontecerá anualmente  a partir  de 2012  com  um  tema  de  mobilização  nacional.  Para  o  ano  de  2012  foi  escolhido  o  tema  de prevenção  da obesidade.  Essa  Semana é uma  parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação e acontecerá entre os dias 05 à 09 de março de 2012 para os  escolares  e  suas  famílias, com  o  intuito  de  alertar  para  a  importância  das  boas  condições  de  saúde  para  a  melhoria  no  desenvolvimento  pleno  da criança/adolescente tanto na escola como na formação da cidadania, visando a aproximação da população com a Atenção Básica à Saúde.

Os municípios que desejarem participar da Semana Saúde na Escola 2012 devem se comprometer a realizar ações de avaliação antropométrica e orientar visitas das famílias às Unidades Básicas de Saúde (UBS). Além disso, poderão ser escolhidas outras duas ações, elencadas a seguir.
Palestras sobres:
    •    atividade educativa sobre promoção da alimentação e modos de vida saudáveis com a comunidade escolar, considerando os alimentos regionais.
    •    atividades abordando as temáticas da saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DST/AIDS e Hepatites Virais no cotidiano da escola.
    •    atividades abordando a temática dos riscos e danos do uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas no cotidiano da escola.

O resultado  das ações  realizadas ao  longo da Semana  deverá ser registrado no SIMEC na aba Semana Saúde na  Escola 2012 até 30/04/2012 e contará para o alcance das metas pactuadas no Termo de Compromisso.
   
Segundo o novo  coordenador do programa  em Floriano-PI, enfermeiro Marcio Trindade (imagem), que assumiu a pasta uma marciotrindadesemana antes das festividades de carnaval, é fundamental a participação ativa dos diversos integrantes da comunidade escolar, dos profissionais em saúde e principalmente dos adolescentes e jovens na participação das ações  na  Semana da saúde na escola, uma vez que as ações inovadoras de saúde na educação deverão progressivamente ser incorporadas no plano político pedagógico da escola. 


Ele que esteve na redação do piauinoticias.com nessa tarde de quinta-feira, 23, destaca que outras ações serão executadas no decorrer do ano como as temáticas de alimentação saudável, atividades física, educação para saúde sexual, prevenção de DST`s/AIDS, gravidez na adolescência, prevenção do uso de álcool e outras drogas, cultura da paz e preservação do meio ambiente. Vale ressaltar que dentro das ações do programa estão incluídas a educação permanente de profissionais da saúde, da educação e jovens.


Na realização da Semana da saúde na escola teremos as parcerias das seguintes coordenações da SMS de Floriano:
?    Coordenação do PSF (Socorro Freire);
?    Coordenação do PSE ( Márcio Trindade);
?    Imunização (Thais braglia);
?    NASF( Socorro Nolêto);
?    Núcleo de prevenção de acidentes e violências ( Tânia Freitas);

    UBS                                                   ESCOLAS
1.    Paulo Kalume                                 Barjonas Lobão
2.    Santa Cruz – Juá                           Maria do C.G de Miranda
3.    Viana de Carvalho                         Dorinha Carvalho
4.    Jose Paraguassu                           Dona Aleluia
5.    Catumbi                                        Getulio Vargas
6.    Paulo Martins                                Antônio Guilherme
7.    Teodoro Sobral                             Antonieta Castro
8.    Luiz Tavares                                 Arêa Leão
9.    Amolar                                          Sergio Jose de Sousa
10.    L3                                               Aldenira Nunes
11.    Alfredo de Carvalho                    Binu Leão
12.    Helvidio Nunes                            Francisco Dutra
13.    Elias Oka                                    Hercilia Camarço


INDICADORES DO PSE
?    Cobertura da 3ª dose da hepatite B na população de 11 a 19 anos;
?    Cobertura vacinal da tríplice viral na população em idade escolar (1 a 11 anos);
?    Nº de alunos com avaliação nutricional realizada e registrada no SISVAN;
?    Proporção de escolares com excesso de peso;
?    Proporção de escolares com desnutrição;
?    Nº de ações coletivas de exame bucal com  finalidade epidemiológica na população de 6 a 18 anos;
?    Nº de primeiras consultas odontológicas programáticas na população de 6 a 18 anos;
?    Nº de ações coletivas de escovação dental supervisionada na população de 6 a 18 anos;
?    Registro dos casos suspeitos ou confirmados de violência domesticas, sexual e outras violências;
?    Nº de procedimentos de aferição do potencial de acuidade visual;
?    Nº de procedimentos de triagem auditivas de escolares;
?    Nº de equipes da saúde da família integrantes do pse;
?    Nº de escolas integrantes do pse.


ATUALIZADA às 11:18h
O secretário municipal da Saude, sanitarista Maurício Bezerra, esteve em contato agora ha pouco com o piauinoticias.com e disse que no intuito de melhoar as ações da saúde local, tomou a atitude de fazer essa alteração para que a ex-coordenadora do PSE, Yvina Lima, possa dispensar total atenção para a Coordenação da Saúde da Criança e de Adolescente, uma outra função que ela vem desempenhando como muito zelo, e que certamente, o enfermeiro Marcio deve continuar fazendo um trabalho.


Assessoria


A Secretaria Estadual de Saúde convoca mais 50 técnicos em Enfermagem aprovados em concurso público de 2009. A solenidade de posse dos novos convocados ocorrerá nesta sexta-feira, 24, às 10:00h, no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), com a presença de secretária de Estado da Saúde, Lilian Martins.

 

De janeiro de 2011 até agora já foram convocados 117 técnicos, destinados a diversos municípios, como Parnaíba, Piripiri, Campo Maior, Teresina, Bom Jesus, Oeiras, Picos, São Raimundo Nonato, Uruçuí e Valença.

 

O concurso, realizado em 2009, tem validade até 14 de outubro de 2013.


Acesse Piauí

No bairro Curtume em Floriano-PI pelo menos duas pessoas tiveram confirmação de casos de dengue, sendo que um garoto de 12 anos, está sendo tratado agora, e uma senhora estava com sintomas da doença.
dengue 4

Familiares do menor tiveram a confirmação da doença após exames feitos num laboratório local nesta manhã de quinta-feira. Hoje, populares da comunidade entraram em contato com o secretário Mauricio Bezerra e esse confirmou que no bairro citado já foi feito um trabalho chamado de ciclo de bloqueio realizado na quinta-feira, 15, que objetiva o combate ao mosquito.



Com a denuncia de que pessoas estão sendo infectadas, o Sanitarista disse que passa a tomar novas providências e que nessa sexta-feira profissionais da pasta já estarão de alguma forma ajudando a combater as larvas, mas colocou que é importante que a população local ajude, não deixando água limpa e parada em locais em que o mosquito possa se beneficiar.



Disse que  essa atividade chamada de ciclo de bloqueio já foi realizada em alguns bairros onde há maior risco de incidência da dengue e citou as comunidades: Caixa D`Água, São Borja, Irapuá, Bosque Santa Teresina, dentre outros.



Da redação

governadEm entrevista coletiva no Palácio de Karnak na manhã desta quinta-feira, 23, o governador Wilson Martins confirmou que a equipe médica do hospital Sírio Libanês, que realizou a cirurgia para retirada de um tumor em seu rim direito, garantiu 95% de cura do câncer detectado no órgão.

 

“O tumor era igual ao outro e maligno, mas que foi tirado na sua totalidade com segurança. Estou absolutamente sarado. Estou inteiro, disposto e preparado e com o mesmo entusiasmo”, garantiu o governador. Wilson Martins confirmou que os dois tumores extirpados dos seus rins eram malignos, mas garantiu que está bem de saúde. “Estou absolutamente sarado, inteiro e disposto para o trabalho”, afirmou.

 

O governador teve o primeiro nódulo retirado do seu rim esquerdo no final de 2010 e o segundo no mês de fevereiro deste ano. O tumor retirado mais recentemente tinha 2 cm. de tamanho.

 

Wilson Martins afirmou que sua recuperação foi mais rápida que no ano anterior e que já retirou os pontos e o dreno e foi autorizado a voltar ao trabalho.  Na quarta-feira, 22, o governador já despachou na Residência Oficial e hoje retorna à sua rotina no Karnak onde desde as 8:00h participa de reuniões com a equipe.


Cidade verde

Subcategorias