• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma
O Ministério da Saúde informou nessa sexta-feira, 13, que investirá R$ 437 milhões até 2014 para ampliar o atendimento às vítimas que Acidente Vascular Cerebral (AVC), que agora terão assistência integral do Sistema Único de Saúde (SUS).



Do total, R$ 370 milhões serão destinados a criação de 1.225 novos leitos hospitalares nos 151 municípios onde se localizam os 231 prontos-socorros, responsáveis pelo atendimento de urgência e emergência especializado em AVC. Outra parcela, R$ 96 milhões, será aplicada na oferta do tratamento com o uso do medicamento trombolítico alteplase.


Também serão criados Centros de Atendimento de Urgência, que serão classificados em três tipos, dependendo do porte e capacidade de atendimento. A criação dos centros, segundo informações do protocolo, será negociada entre governo federal, estados e municípios.


Será implantado o uso do medicamento trombolítico alteplase, que ao ser injetado nas vias sanguíneas, desfaz coágulos localizados nos vasos sanguíneos cerebrais. O medicamento, por sua vez, só é eficaz nos casos de AVC isquêmico agudo. O medicamento será oferecido em hospitais habilitados e diminui em 31% o risco de sequelas do AVC.


O Ministério da Saúde alerta que o AVC, conhecido como derrame, atinge 16 milhões de pessoas no mundo a cada ano. Destes, seis milhões morrem. Apenas no Brasil, em 2011, foram realizadas 172.298 internações causadas pelo AVC (isquêmico e hemorrágico).




Agência Estado



cibA Comissão Intergestora Bipartite (CIB) aprovou, nesta sexta-feira, 13, a implantação de 158 novos leitos em unidades de saúde gerais para atendimento a pessoas com sofrimento ou transtorno mental e usuários de álcool, crack e outras drogas em todo Piauí.

 

Os leitos devem funcionar até o próximo ano, já que o cronograma envolve todo um trabalho em habilitar os projetos técnicos junto ao Ministério da Saúde.

 

Vinte e cinco cidades serão beneficiadas no Piauí. Dentre elas estão Água Branca (06 leitos), Amarante (06 leitos), Batalha (04 leitos), Floriano (10 leitos), Teresina (21 leitos) e, ainda, o Hospital Getúlio Vargas, com 20 leitos.

 

“Agradeço o empenho dos nossos membros e da secretaria Lilian Martins em agilizar o funcionamento desses serviços em praticamente todo o Estado, já que iremos habilitar esses atendimentos em todas as regiões do Piauí, contemplando as cidades pólos”, disse a gerente de Saúde Mental da Sesapi, Leda Trindade.

 

Rede de Urgência e Emergência

Ainda na reunião da CIB desta sexta-feira foi aprovado o Plano de Ação Regional da Rede de Atenção às Urgência do Território Entre Rios. Água Branca, Teresina, Altos, União, Altos e Monsenhor Gil serão as cidades pólos da Rede. 

O gerente de urgência e emergência da Sesapi, Telmo Mesquita, garantiu que este Plano pretende, a partir do próximo ano, reduzir o número de pacientes enviados aos hospitais de Teresina.

 

“Serão recursos do Ministério da Saúde que garantirão a reforma e a criação de Unidades de Pronto Atendimento nas principais cidades deste território, com isso, num primeiro momento, a parceria entre as esferas Federal, Estadual e Municipal garantirá funcionários, ambulâncias e estrutura hospitalar de qualidade para mais de um milhão de piauienses”, explicou.

 

Para a secretária de Estado da Saúde, Lilian Martins, as reuniões têm mostrado eficiência em levar e aprovar ações essências para a melhoria da saúde piauiense. “Fico feliz em saber que nossas metas estão sendo atingidas, os encontros do Conselho servem para monitorarmos os projetos e as ações que o Ministério da Saúde e os municípios devem implementar para levar serviços de qualidade a nossa população”, frisou.

 

A Comissão Intergestora Bipartite da Sesapi é formada por 16 membros, sendo oito dos municípios e o restante de técnicos da Secretaria de Saúde. A capital também participa.

 

Sesapi

A Escola Piauiense de Trânsito (EPT) oferece, a partir deste mês, um curso de capacitação para condutores de veículos de emergência.  As atividades iniciarão por Teresina e, nos meses seguintes, as cidades de Picos, Piripiri e Floriano também receberão o curso.

Com público-alvo formado por motoristas de ambulância, viatura policial e do Corpo de Bombeiros, o programa irá abordar técnicas especificamente voltadas para esse meio a fim de diminuir a incidência de acidentes envolvendo este tipo de veículo. As atividades serão desenvolvidas através de uma parceria da EPT com a Secretaria Estadual da Saúde e o Sest/Senat.

Cada turma terá capacidade máxima de 30 participantes. Em Teresina, a capacitação terá duas turmas. O primeiro treinamento acontece entre os dias 23 e 27 de abril, nos horários de 8h às 12h e de 13h30 às 17h30. A segunda turma inicia no dia 7 e segue até 11 de maio. As aulas das duas turmas serão ministradas no Auditório da Escola Piauiense de Trânsito.

Em Piripiri, o curso de capacitação iniciará em maio, no período de 14 a 18, na regional de saúde da cidade. No município de Picos, as atividades de capacitação serão de 21 a 25 de maio e, em Floriano, de 28 de maio a 1º de junho, encerrando o cronograma de atividades para este curso.
governodopi
andardebicicletaNão é verdade a teoria de que pessoas que sofreram infarto ou se submeteram a cirurgias no joelho precisam de repouso prolongado para se recuperar. Hoje, a ciência garante que a prática de exercícios no período de convalescência ajuda a recuperar a saúde.


Pesquisas apontam que o repouso para quem está se recuperando deixa o organismo mais fraco e o exercício ajuda a restabelecer a saúde do coração de quem sofreu um infarto, por exemplo.


E o incrível é que os exercícios mais recomendados para esse caso são os aeróbicos. Correr ou andar de bicicleta aumenta a capacidade cardiorrespiratória e numa segunda fase da recuperação, a musculação também é recomendada.


Levantar pesos moderados melhora a resposta muscular do coração e a sua força. No caso de quem se submeteu a uma cirurgia de joelho, a atividade física ajuda no processo de reabilitação. O exercício ajuda no ganho de força e resistência, principalmente nas áreas afetadas pelas lesões.



Agência Estado

Subcategorias