O prefeito Antonio de Lú, de São Francisco do Piauí, afirmou que a gestão municipal trabalhou muito para reunir centenas de pessoas nas comemorações pelos 63 anos de emancipação política da cidade.

Durante três dias foram várias ações colocadas em prática e, todas as solenidades contaram com presenças de lideranças políticas e de comunidades. 

antoniodelu

O prefeito destacou o apoio da senador Ciro Nogueira, deputada federal Iracema Portela e do deputado estadual Gustavo Neiva. 

As comemorações foram iniciadas na sexta e terminaram nesse domingo.

Da redação

Uma tubulação de PVC da Agespisa foi rompida numa área da Avenida Frei Antonio Cúrcio, região do bairro Bosque, e um trecho da referida avenida foi interditada para que os profissionais do órgão citado façam o reparo do problema.

O Raimundo Neto, coordenador de Operações da Agespisa, afirma que até o meio dia o problema deve ser resolvido.

 antoniofrei

Da redação

Desde essa sexta-feira, 29, que a gestão Antonio de Lú, de São Francisco do Piauí, vem entregando obras e participando de outras ações na cidade.

A população comemora os 63 anos de emancipação política e uma programação foi elaborada com ações para três dias de eventos que estão se realizando, tanto na zona urbana como na área rural da cidade. 

O gestor, nas inaugurações, está acompanhado da primeira dama Isabel Carvalho, de alguns vereadores e ainda de assessores. As pessoas, em cada bairro ou comunidade rural, tem comparecido e acompanhado a programação.

antonio12

 antonio13

antonio14

antonio16

antonio17

antonio18

aasao

A Academia Piauiense de Letras está promovendo nesta sexta-feira, 29 de novembro, o Seminário Piauí 2100, que discute as perspectivas estaduais para o futuro, em suas mais distintas nuances, tanto cultural, como socioeconômica. A abertura foi feita pelo presidente da instituição centenária, Nelson Nery Costa e pela coordenadora do Seminário, a jurista Fides Angélica.

Na primeira parte do evento foram realizados os painéis sobre o Panorama Atual Piauiense, com o Conselheiro de Educação Antônio José Medeiros; o Secretário Municipal de Educação de Teresina, Prof. Kléber Montezuma; e o Professor e imortal Dilson Lages discutirá sobre as “Perspectivas Culturais do Piauí em 2100”.

Na sequência ocorrerem os painéis sobre “O Piauí rumo a 2100”, com a presença do deputado federal Júlio César Lima, que tratou sobre “As potencialidades naturais do Piauí no sec. XXI”; do advogado Ezequias Gonçalves Costa, que discutiu sobre “Desenvolvimento Socioeconômico Piauiense”; e o acadêmico, economista e ex-deputado federal Felipe Mendes de Oliveira, que comentou sobre “Economia Piauiense – atualidades e perspectivas”.

Durante a sua explanação, Antônio José Medeiros fez uma síntese da economia piauiense, indicando que ainda há uma disparidade entre o PIB (Produto Interno Bruto) per capita do Piauí e o PIB per capita nacional. Com o atual ritmo de crescimento, o pesquisador indicou que o Estado só deve se equiparar à média em meados de 2100. “Se crescermos duas vezes o que cresce o PIB do Brasil, só igualaremos o PIB do Brasil em 2013, porque são 60% que temos que recuperar. Se crescer três vezes mais, atingiremos em 2058, e se crescer quatro vezes mais atingiremos em 2043, se crescêssemos quatro vezes mais seria mais seguro”, frisou.

Piauí tem crescimento de 4,2%

Durante o painel na Academia Piauiense de Letras, Antônio José Medeiros ainda frisou para o crescimento assinalado no PIB piauiense nos últimos anos. “Nos últimos 16 anos, 2002 a 2016, série histórica que o IBGE vem calculando o PIB para todos os Estados, todos os municípios com a mesma metodologia, nós atingimos em média 4,2% e o Brasil cresceu 2,4%, não chegamos a crescer o dobro do Brasil, nesse ritmo só vamos igualar o PIB Per capita provavelmente em torno de 2100 mesmo, será que conseguiremos acelerar esse ritmo? É um desafio, porque tudo indica que o Brasil vai recuperar um ritmo de crescimento”, afirmou.

O palestrante também colaborou com uma visão sobre o uso tecnológico no futuro e a força que ele deve ganhar em todos os processos da vida. “A segunda perspectiva metodológica é analisarmos os processos, o processo de maior impacto histórico que estamos vivendo e provavelmente nos próximos 20 anos pelo menos é a chamada revolução da telemática, mistura da informática e da comunicação à distância, é o computador casado com o satélite, em geral desde que nossa civilização se tornou de base científica-tecnológica, são as revoluções tecnológicas que promovem o impacto. É uma revolução que tem como característica não só a rapidez, liquidez, mas a inovação, e é muito difícil fazer uma previsão quando você usa a perspectiva da inovação, de modo que é bem difícil prever como vai se chegar daqui a 80 anos”, complementou.

PALESTRA RAUL VELOSO – O Seminário segue na Academia Piauiense de Letras e às 19h30, acontece a palestra magna com o economista e ex-secretário de Assuntos Econômicos do Ministério do Planejamento Raul Velloso com o tema “O Piauí que desejamos em 2100”.

 

 

Subcategorias