pauloguedesO ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou nesta sexta-feira (14) as mudanças propostas pelo relator do projeto de reforma da Previdência na Câmara dos Deputados e atribuiu as modificações à "pressões corporativas" e ao "lobby de servidores do Legislativo".

"Eu acho que houve um recuo que pode abortar a nova Previdência. O recuo é que pelo menos pressões corporativas e de servidores do Legislativo forçaram o relator a abrir de R$ 30 bi para os servidores do Legislativo que já são favorecidos no sistema normal, então recuaram na regra de transição. E como isso ia ficar feio, recuar só nos servidores, estenderam também para o regime geral", disse o ministro.

O relator da proposta na Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP) apresentou seu parecer à Comissão Especial da casa nesta quinta-feira (13) com economia menor que a prevista pelo governo, retirando alguns dos principais pontos do texto entregue pelo governo como mudanças na aposentadoria rural e no Benefício de Prestação Continuada (BPC). Além disso, ficaram de fora do relatório o regime de capitalização proposto pelo governo, além dos estados e os municípios.


"Eu esperava que cortassem o BPC e o Rural, daí ficava R$ 1 trilhão [de economia no orçamento em dez anos]. Porque com R$ 1 trilhão, eu alertei varias vezes, nós conseguimos lançar a nova Previdência, que é o compromisso com as futuras gerações. Mas aí, na verdade, cortaram R$ 350 bilhões [da proposta original]", enfatizou o ministro.

Guedes não comentou todas as alterações feitas na proposta, mas destacou que "preferimos que estados e municípios fossem incluídos, isso é importante porque eles estão fragilizados financeiramente". Destacou, no entanto, que considera a atitude dos parlamentares contrária à estruturação de uma reforma.

"Eu não vou criticar, eu estou esclarecendo e vou respeitar a decisão do Congresso. Agora, é importante que os deputados, que o relator, se aprovar a reforma do relator, que são R$ 860 bilhões de cortes, [digam que] abortaram a nova Previdência. Mostraram que não há compromisso com as futuras gerações. O compromisso com os servidores públicos do Legislativo parece maior do que das futuras gerações", declarou.


O ministro foi enfático ao afirmar que se a proposta for aprovada com as alterações sugeridas pelo relator, "daqui a 5 ou 6 anos tem outra reforma".

"O que o relator está dizendo é 'abortamos a nova Previdência e gostamos mesmo é da velha Previdência. Cedemos ao lobby dos servidores públicos que eram, justamente, os privilegiados", disparou Guedes.

O ministro conversou com jornalistas ao sair da sede do Consulado-geral da Itália, no Centro do Rio de Janeiro, onde se encontrou com empresários italianos. Somente jornalistas da Itália foram autorizados a acompanhar o evento.


Greve
Questionado sobre a greve realizada nesta sexta em protesto pela reforma da Previdência, o ministro Paulo Guedes ironizou os atos, sugerindo que deveriam ter sido marcados para o fim de semana.

"Protesto eu acho que devia fazer sábado e domingo em vez de engarrafar a cidade para fingir que tem muito movimento“, disse.

 

G1

Foto: print

A liderança florianense Almir Reis, que nas eleições passadas, em 2016, esteve candidado a prefeito  de Floriano-PI  e que obteve nas urnas 15,328 votos, ou seja, 44,87%  do eleitorado votante de forma válida sendo o segundo colocado no processo eleitoral, procurou o Piauí Notícias na manhã de hoje, 14, com objetivo de que seja desfeito boatos com o seu nome.

Em determinados pontos da cidade, segundo ele, há comentários de que o mesmo não deve sair candidato a prefeito em outubro de 2020.

almir

Ao Piauí Notícias, logo que terminou as eleições de 2016, a liderança confirmou  que estaria no processo como candidato a prefeito na próxima campanha e, a palavra da liderança vem sendo mantida.  Ele disse que não desistiu e nem vai desistir.

Almir, que foi candidato pelo PMDB, afirma que está credenciado para o processo eleitoral e explica. 

 

Da redação

Números preocupantes no que diz respeita às notificações de casos de meningite em 2019, estão sendo registrados no PI.

menifgi

Dados divulgados nesta quinta-feira (13) pela Secretaria Estadual de Saúde (SESAPI) apontam que o total de óbitos causados pela doença no Estado em 2019 já representa quase 50% do total registrado em todo o ano de 2018.

Foram seis óbitos em decorrência de meningite no Piauí de janeiro a 29 de maio deste ano. O número corresponde a 46% dos 13 contabilizados no ano passado.

Os óbitos foram registrados nas cidades de Pedro II (dois) em Milton Brandão, Nazária, São Miguel do Tapuio e Teresina (uma morte em cada).

As notificações para casos da doença também são preocupantes. De acordo com a Sesapi, de janeiro a maio deste ano, já foram registrados 44 casos de meningite no Piauí (18% do total de 238 casos de 2018), em pacientes residentes no estado e em pessoas que vieram de outras regiões e se instalaram aqui. Teresina foi a cidade que mais apresentou notificações da doença: 39 casos, ou seja, 88,6% do total registrado no Piauí este ano.

Destes 44 casos, 10 são Meningite Não Especificada (MNE), seguido por 9 casos de Meningite Bacteriana (MP). Há também 5 casos de Meningite Viral (MV), 3 de Meningite Pneumocócica (MP) e 3 de Meningite Meningocócica com Meningococcemia (MCC). Os casos de Meningite por Tuberculose (MTPC) e Meningite por outras Etiologias (MOE) só constataram 1 caso de cada.

Municípios com as maiores notificações

Com 18 casos, Teresina é a cidade piauiense que mais apresenta notificações de Meningite em 2019, seguida de Altos, com três notificações, e de Parnaíba, com duas notificações.

Para efeito de comparação, só a Capital responde 47% do total de notificações de meningite no Piauí este ano.

Milton Brandão, Barros Duros, Nazaré do Piauí, Bom Jesus, Nazária, Corrente, Nossa Senhora dos Remédios, Lagoa do Barro do Piauí, Picos, Matias Olímpio, São Miguel de Tapuio, Miguel Alves e São Raimundo Nonato registraram somente uma notificação cada para a doença.

Conheça os Sinais e Sintomas da Meningite

Meningite é uma inflamação das membranas que cobrem o cérebro, como explica a coordenadora de epidemiologia da Sesapi, Amélia costa, “a doença pode causar febre com dor de cabeça intensa, dor no pescoço que nós chamamos de rigidez de pescoço e vômitos em jato. Assim, em pose desses sinais e sintomas a pessoa precisa buscar a unidade de saúde e ter o cuidado para não se auto medicar", pontua.

A coordenadora ainda relata que a meningite que causa mais preocupação é a bacteriana, pois pode levar ao óbito. Porém, não se tem vacina para este tipo meningite disponível para a população, por que o Ministério da Saúde está investindo nos grupos de risco que podem ser acometidas por essa doença. Sendo assim, apenas o tipo C, é disponibilizado para algumas pessoas.

“A vacina para Meningite Meningocócica, tipo c, está disponível em toda rede de saúde, mas não é para a população em geral, é sim para crianças menores de 4 anos. Onde a primeira dose é aos três meses, a segunda dose aos seis mês e a terceira dose que é um reforço. Temos também vacina para adolescentes de 11 a 14 anos em dose única”, conclui.

 

Com informações de O Dia

Seguindo com o projeto de reestruturação das UBS´s do município, a Prefeitura de Floriano está concluindo as obras da Unidade Básica de Saúde Raimundo Filho, no bairro Catumbi. O prédio, que está sendo totalmente readequado para oferecer mais conforto e comodidade aos usuários da atenção básica, será entregue durante as comemorações de aniversário da cidade, em julho. 

O prefeito Joel Rodrigues acompanhou os serviços na manhã desta sexta-feira (14) e ficou contente com o andamento das obras. "Essa é mais uma unidade que será entregue à população de Floriano visando melhorar o acesso dos usuários aos serviços de saúde".

O gestor municipal também lembrou e agradeceu o apoio da deputada federal Margarete Coelho, que concedeu apoio importante na aquisição de recursos para conclusão desta obra. 

O local está recebendo reparos pontuais em sua estrutura, com a ampliação da recepção, criação de copo, farmácia sala de procedimentos e de arquivos, além da ampliação do consultório odontológico com a criação de uma sala de esterilização.

A entrada que dá acesso ao prédio também está sendo modificada, recebendo ainda a implantação de um portal. Toda a área ganhará climatização e acessibilidade que garantirão a entrega de um melhor serviço à comunidade local.

Sem títul

 Sem tít

site pmf

Subcategorias