Há informações de que o florianense identificado por Marcos Aurélio Reis Lopes teria falecido nessa madrugada de sexta, 14,  vítima de um incêndio.

O fogo teria destruido a casa em que ele morava na cidade de São José dos Campos, estado de São Paulo.

As informações são de familiares que foram informados pouco tempo depois do ocorrido. Marcos é filho do senhor João Lopes dos Reis. Uma vela teria provocado o incêndio.

 marcos

 

casa

DA REDAÇÃO

Foi na manhã de hoje, 14, as audiências de custódia na Justiça de Floriano, presidida pelo por um magistrado das Execuções  Penais, com dois homens acusados de envolvimento com crimes em Floriano.

Um dos homens, está envolvido no assalto a uma loja, centro de Floriano, onde uma mulher terminou por ser ferida de raspão numa das pernas com um tiro.

No crime, estavam atuando dois criminosos sendo que o Yuri (foto), 19 anos, um dos envolvidos, foi ferido numa troca de tiros com um policial que se encontrava no local.

O comparsa do Yuri ainda não foi preso. Ambos deixaram o local do crime numa motocicleta.

crime12

O outro criminoso presente na audiência de custodia é Jairo. “O Jairo tem várias passagens por furto, tráfico, roubo e até homicídio”, disse o delegado Bruno Ursulino, titular da Regional da Policia Civil.

Yuri que está ferido a bala e o Jairo estão aguardando pelos procedimentos da Justiça na Penitenciaria  Vereda Grande, zona rural de Floriano, para onde foram encaminhados após as audiências.

 

Da redação

corredpresdUma criança e um bebê foram flagrados transitando em pavilhões da Penitenciária Mista de Parnaíba, Litoral do Piauí. No presídio não existe local adequado para visita infantil. Uma foto mostra uma criança e um bebê de colo junto com as mães nos corredores onde os presos estão alojados. A Secretaria de Justiça foi procurada e ainda não se pronunciou sobre o caso.

"No dia de visita, as crianças chegam a ficar o dia todo trancadas com as mães e os detentos na cela. Não existe um espaço lúdico para elas ficarem, algumas ficam tão nervosas com o ambiente que choram", revelou o presidente do Sindicato.

De acordo com o sindicato, uma antiga sala de oficina foi pintada para servir como brinquedoteca, mas o espaço não é utilizado porque falta estrutura, como servidores e material para as crianças.

"Todos sabem dos riscos de menores de idade junto com presos, que respondem a diversos tipos de crimes. O presídio não é um lugar adequado para uma criança, especialmente quando não há um local específico para este visitante", comentou Kleiton Holanda.

O presidente do Sinpoljuspi destacou o caso registrado na Penitenciária Major César em 2017. Um garoto de 13 anos foi encontrado dentro de uma cela com sete presos por estupro. Para a polícia, o abuso sexual não ocorreu, mas tudo leva a crer que o garoto poderia ser molestado, mas que a ação dos agentes penitenciários na vistoria talvez tenha impedido o crime.

O que diz a lei

De acordo com o entendimento do Superior Tribunal de Justiça, embora o direito de visitas seja expressamente assegurado pela Lei de Execução Penal (Lei 7.210/84), essa lei não deve se sobrepor aos direitos dos menores. Até mesmo porque, conforme o STJ, os estabelecimentos prisionais são ambientes impróprios à formação psíquica e moral de crianças e adolescentes, protegidos pelo artigo 227 da Constituição Federal.

Procurada pelo G1, a juíza da 1ª vara da infância e da juventude de Teresina, Maria Luiza de Moura Melo, reprovou o acesso de crianças aos pavilhões onde os presos são alojados.

"Não existe permissão ou autorização do juizado para esta prática, mesmo que o menor esteja acompanhado do responsável", explicou a juíza.

A Secretaria de Justiça foi procurada e ainda não se pronunciou sobre o caso.

 

G1 PI

Foto: Divulgação/Sinpoljuspi