Não foi fácil, mas o Brasil garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo com uma rodada de antecedência ao vencer a Suíça por 1 a 0, nesta segunda-feira, no estádio 974. Em uma partida mais amarrada do que a estreia contra a Sérvia, a Seleção teve dificuldades sem Neymar e foi marcar apenas aos 37 minutos do segundo tempo, com um belo gol de Casemiro. A equipe de Tite segue com 100% de aproveitamento após duas rodadas no Mundial do Catar.

casemiro

Quem pode vir?

Já nas oitavas, a Seleção agora precisa assegurar a liderança do Grupo G na próxima sexta-feira, contra Camarões. O time hoje é o primeiro colocado e, se terminar a primeira fase assim, vai encarar nas oitavas de final o segundo colocado do Grupo H.

No momento, este adversário seria a seleção de Gana, que tem três pontos. Portugal e Uruguai se enfrentam às 16h (de Brasília) desta segunda-feira, o que pode mudar posições no grupo.

Defesa forte (de novo)

Conforme dados do Espião Estatístico do ge, a Seleção não leva um gol há 261 minutos. Em 78 jogos com Tite no comando, o Brasil não sofreu gols em 54 partidas, o que equivale a 69% dos duelos. Contra a Suíça, nenhuma das cinco finalizações do adversário chegou no gol: duas foram erradas e as outras três, bloqueadas. Como fica o grupo e próximos jogos

O Brasil é o líder do Grupo G, com seis pontos em seis possíveis. A Suíça ainda está na segunda posição, com três, seguida por Camarões e Sérvia, ambos com um ponto. Na próxima sexta-feira, os dois jogos da chave acontecem às 16h: a seleção brasileira enfrenta Camarões no estádio Lusail, enquanto Suíça e Sérvia duelam no estádio 974. Enfim, a vitória!

A seleção brasileira, enfim, venceu a Suíça em uma Copa do Mundo. Nas outras duas vezes que as equipes tinham se enfrentado, ficaram no empate. No Mundial passado, na Rússia, as equipes ficaram no 1 a 1.

Como foi o primeiro tempo

O primeiro tempo no estádio 974 foi amarrado, com poucas chances claras dos dois lados. Sem Neymar, o Brasil teve Paquetá jogando mais adiantado, e o camisa 7 chegou a encontrar bons passes, mas Sommer não teve tanto trabalho - a melhor oportunidade veio dos pés de Vini Júnior, que não finalizou em cheio. Foram quatro tentativas de gol do Brasil. A Suíça, com mais posse de bola em boa parte do primeiro tempo, terminou a etapa inicial com apenas uma finalização.

Como foi o segundo tempo

Tite voltou do intervalo com Rodrygo no lugar de Paquetá, mas o desempenho da Seleção não era bom. Com erros na saída de bola, a Suíça passou a rondar a área de Alisson, e as jogadas de ataque do Brasil não eram tão lúcidas. Vini Júnior até abriu o placar em um bom contra-ataque, mas a jogada foi anulada por impedimento de Richarlison na origem. Coube a Casemiro, em um lance trabalhado com Vini e Rodrygo, seus ex-companheiros de Real Madrid, acertar um belo chute e decretar a vitória brasileira no estádio 974.

GE

A seleção brasileira fará a sua segunda partida na Copa do Mundo do Catar 2022 nesta segunda-feira (28/11). Pelo Grupo B, o Brasil enfrentará a Suíça, às 13h (horário de Brasília), no estádio 974. Com informações doInterior.ne10 Com as lesões de Neymar e Danilo, o técnico Tite precisou mudar a escalação e mandará à campo uma formação de equipe diferente da que venceu a Sérvia por 2x0.

selaçao

Para a partida desta segunda-feira (28/11), Fred e Eder Militão ganharão as vagas no meio-campo e lateral-direita, respectivamente. Confira abaixo a escalação oficial da seleção brasileira:

QUAL SERÁ A ESCALAÇÃO DA SELEÇÃO BRASILEIRA CONTRA SUÍÇA?

Para a partida, o técnico Tite mandará à campo os jogadores: Alisson;

Eder Militão, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro;

Casemiro, Fred e Lucas Paquetá;

Vini Jr, Raphinha e Richarlison.

Interior net

 

Nesta segunda-feira, o técnico Louis Van Gaal concedeu entrevista coletiva, de olho no jogo contra o Qatar. Entre os pontos abordados, o treinador da Holanda confirmou que não mexerá no esquema da equipe, mesmo com as atuações abaixo nas primeiras duas partidas. Além disso, abriu o jogo sobre a presença de Memphis Depay no time titular.

holandaa

Apesar de entender que o momento pode pedir algumas mudanças, já que a Holanda não apresentou bom futebol no início da Copa do Mundo, Van Gaal afirmou que a Laranja não deve perder sua essência. De acordo com o treinador holandês, o duelo diante do Qatar vai ser complicado, porque os anfitriões também jogam no 5-3-2.

  • Estou pensando no sistema há um ano e meio, talvez mude. Mas ainda não vejo necessidade disso. O Catar também joga no sistema 5-3-2. Assim, você obtém mais uma partida de xadrez - disse.

Van Gaal também abriu o jogo sobre a situação de Memphis Depay. Reserva nas duas primeiras partidas da Holanda na Copa do Mundo, a grande referência do ataque holandês já está recuperado de lesão. No entanto, o treinador não quer correr o risco de perdê-lo por 'forçar' a parte física.

  • Não estamos correndo nenhum risco com Memphis. Precisamos que ele se torne campeão mundial. Também faremos de tudo para trazê-lo para o próximo jogo da melhor maneira possível. Memphis também tem que entregar - finalizou. A Holanda enfrenta o Qatar nesta sexta-feira, às 12h (de Brasília), no Estádio Al Bayt. Se vencer, a Laranja confirma a vaga para as oitavas de final da Copa do Mundo e, de quebra, fica muito perto da liderança do Grupo A. Simultaneamente, Equador e Senegal fazem o outro duelo do certame.

Lance

Foto: Alberto PIZZOLI / AFP

Neste segunda-feira, pela segunda rodada do grupo G da Copa do Mundo de 2022, Camarões e Sérvia proporcionaram um grande jogo de futebol. As seleções empataram por 3 a 3, no Estádio Al Janoub.

camaroes

Os africanos abriram o placar no começo da partida, com Castelletto, mas levaram a virada ainda na reta final do primeiro tempo, após gols de Pavlovic e Milinkovic-Savic. No início da etapa final, os europeus marcaram o terceiro, com Mitrovic, e pareciam ter liquidado o embate. Contudo, os camaroneses não desistiram e buscaram a igualdade, com Aboubakar e Choupo-Moting.

Com o resultado, a seleção camaronesa aparece na terceira colocação da chave, com um ponto. Os sérvios estão na lanterna, também com um. O placar, aliás, possibilita que a Seleção Brasileira carimbe o seu passaporte para as oitavas de final ainda nesta tarde. A equipe do técnico Tite precisa vencer a Suíça. O embate está marcado para as 13 horas (de Brasília).

A Sérvia volta a campo agora na sexta-feira, às 16 horas, quando encara a Suíça, no Estádio 974, pela última rodada da fase de grupos. Simultaneamente, Camarões enfrenta o Brasil, no Estádio Lusail.

O jogo - A primeira etapa foi bem agitada no em Al-Wakrah. Os sérvios começaram mais incisivos e quase abriram o placar logo aos 10 minutos. Mitrovic recebeu na direita, deixou o marcador no chão e bateu cruzado, mas parou na trave. Na sequência, o atacante teve mais uma chance. Após uma lambança da defesa camaronesa, a bola sobrou na medida para o camisa 9, que mandou para fora, desperdiçando uma ótima oportunidade.

E os tentos perdidos acabaram custando muito caro. Isso porque, aos 28, os africanos inauguraram o placar. Após cobrança de escanteio, Castelletto apareceu livre na segunda trave depois de desvio de N'Koulou e só teve o trabalho de completar para o fundo da rede.

Aos 42, quase saiu mais um. Koude roubou a bola no meio de campo, carregou até a área e finalizou para a defesa de Milinkovic. No rebote, o volante pegou mal na bola e mandou para fora.

Já nos minutos finais, a Sérvia partiu para cima para tentar buscar o empate. E a estratégia deu certo. Aos 45, Pavlovic subiu mais que todo mundo após cobrança de falta de Tadic e testou no cantinho para deixar tudo igual.

E não demorou para sair a virada. Com 48 minutos, Milinkovic-Savic desarmou Anguissa na entrada da área, tabelou com Zivkovic e bateu com categoria para marcar um belo gol.

2º tempo

Na volta do intervalo, a Sérvia seguiu em busca de mais. Com sete minutos, depois de linda jogada coletiva, Mitrovic recebeu passe açucarado de Zivkovic na entrada da pequena área e só precisou completar para o fundo da rede para marcar o terceiro.

A partir de então, porém, Camarões partiu com tudo para cima. Com 18 minutos, Aboubakar foi lançado em velocidade e tocou de cavadinha para marcar um golaço e diminuir o prejuízo. E o gol animou os africanos, que buscaram o empate somente dois minutos depois. Aboubakar foi novamente lançado e, desta vez, deixou na medida para Choupo-Moting empatar.

Na reta final, o jogo ficou bem aberto, com as duas equipes chegando com perigo, mas com dificuldades para concluir as jogadas. Aos 30, Mitrovic recebeu em profundidade e dividiu com Epassy, que levou a melhor. Na sequência, Milinkovic-Savic arriscou de longe e mandou por cima. Já aos 43, Mitrovic recebeu bom passe dentro da área e arrematou pelo lado.

Do outro lado, Camarões assustou novamente com Aboubakar. O atacante finalizou da intermediária e parou em defesa de Milinkovic. Assim, a partida terminou empatada.

FICHA TÉCNICA CAMARÕES 3 X 3 SÉRVIA

Local: Al Janoub Stadium, em Al-Wakrah (Catar) Data: 28 de novembro de 2022 (segunda-feira) Horário: 7h (de Brasília) Árbitro: Moh. Abdulla Mohammed (Emirados Árabes) Assistentes: Mohamed Alhammadi (Emirados Árabes) e Hasan Almahri (Emirados Árabes) VAR: Nicolas Gallo (Colômbia) Cartões amarelos: N'Koulou, Bassogog (Camarões)

GOLS: Castelletto, aos 28 do 1ºT, Aboubakar, aos 18 do 2ºT, e Choupo-Moting, aos 20 do 2ºT (Camarões); Pavlovic, aos 45 do 1ºT, Milinkovic-Savic, aos 47 do 1ºT, Mitrovic, aos 7 do 2ºT (Sérvia)

CAMARÕES: Epassy; Collins Fai, Castelletto, Nkoulou e Nouhou Tolo; Hongla (Aboubakar), Zambo Anguissa (Oum Gouet) e Pierre Kunde (Bassogog); Mbeumo (N'Koudou), Choupo-Moting e Toko Ekambi (Ondoua) Técnico: Rigobert Song

SÉRVIA: Milinkovic; Milenkovic, Vejkovic (Babic), Pavlovic (Stefan Mitrovic); Zivkovic (Radonjic), Maksimovic, Lukic e Kostic (Djuricic); Tadic e Milinkovic-Savic (Grujic); Mitrovic Técnico: Dragan Stojkovic

Gazetaesportiva