andreluisNesta sexta-feira, o Corinthians deu continuidade à pré-temporada no CT Joaquim Grava e não contou com a presença de André Luis. O atacante foi liberado pelo Timão para acertar sua transferência a um clube da segunda divisão do futebol sul-coreano.

A tendência é que André Luis seja emprestado ao Daejeon Hana Citizen. A informação foi publicada pela primeira vez pelo Globo Esporte. O jogador não faz parte dos planos da nova comissão técnica do Timão.


André Luis foi anunciado como reforço do Corinthians para a temporada de 2019 após se destacar pela Ponte Preta no ano anterior. No entanto, desde que chegou ao Timão, não se firmou em nenhum momento. Ao todo, o jogador disputou quatro jogos pelo Alvinegro, sem nenhum gol marcado.

No ano passado, o Corinthians emprestou André Luis ao Fortaleza. Pelo time de Rogério Ceni, o atacante não titular absoluto, porém atuou em 25 partidas, tendo marcado dois gols.


Marllon treina normalmente

Apesar das especulações envolvendo sua possível saída do Corinthians e transferência ao Sport, Marllon treinou normalmente nesta sexta-feira. O jogador deve perder espaço no Timão em 2020, já que Pedro Henrique retorna de empréstimo e Danilo Avelar será utilizado como defensor central.

 

gazeta

Foto: Daniel Augusto Jr/Corinthians

Nesta quinta-feira, o Corinthians enfim oficializou a contratação do volante Víctor Cantillo, que chega com contrato válido até 2023. O jogador atuava pelo Júnior Barranquilla e foi um pedido de Tiago Nunes, novo técnico do Timão.

A Gazeta Esportiva apurou que o Corinthians deve desembolsar 3 milhões de dólares, aproximadamente R$ 12 milhões, para contratar Cantillo e adquirir 70% dos direitos econômicos do jogador. O pagamento será parcelado.


Apesar de contratação ter sido anunciada apenas nesta quinta-feira, Cantillo já havia se apresentado com o restante do elenco na última segunda-feira. O jogador, inclusive, já trabalha no gramado, com bola.


O jogador chega ao Corinthians para suprir uma lacuna deixada após a venda de Júnior Urso ao Orlando City. Cantillo chamou a atenção de Tiago Nunes após o confronto do Athletico Paranaense contra o Júnior Barranquilla, em 2018. Com 1,80m, o volante costuma atuar como segundo homem de meio de campo e suas principais características têm relação com bom passe e intensidade física.

 

gazeta

 

 

dedeOs termos devem ser finalizados nos próximos dias. Mas o zagueiro Dedé tem negociação avançada para defender o Vasco na temporada que está para começar. Vinculado ao Cruzeiro, ele teve reunião na última terça-feira com o clube mineiro para avaliar o futuro e recebeu o sinal verde para conversar com outras equipes. Da parte do Cruz-Maltino está praticamente tudo certo.

A Raposa está na Série B, com teto salarial de cerca de um quarto dos atuais vencimentos do defensor e com dívidas junto ao atleta. Por sua vez, Dedé afirmou, no início das conversas, que se movimentaria na intenção de tentar defender o Vasco novamente.

O que pode complicar o namoro são sondagens de outros clubes com poderio financeiro maior. Atualmente, o Vasco atravessa problemas para manter os salários em dia e tem pouco investimento para reforços de peso.


Embora o negócio esteja avançado, o modelo no qual ele deve se confirmar ainda é um mistério. Se haverá rescisão ou se o jogador será emprestado. Fato é que a parte dos vencimentos paga pelo Vasco não chegaria ao total atual do zagueiro de 31 anos. Há a possibilidade, inclusive, de atuais patrocinadores do clube ajudarem na composição salarial do atleta.

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, e o diretor executivo de futebol, André Mazzuco, monopolizam o lado vascaíno da negociação e a tratam com absoluto sigilo.

Revelado pelo Volta Redonda, Dedé atuou no Vasco de 2009 a 2013, quando foi vendido para o Cruzeiro. Em São Januário, foi campeão da Copa do Brasil de 2011, chegou à Seleção Brasileira e se tornou ídolo da torcida.

 

Lançe

Foto:Bruno Haddad/Cruzeiro

cruzMais um nome "forte" deixa o Cruzeiro nesta manhã de quinta-feira. O diretor de futebol, Alexandre Mattos, comunicou ao clube que não irá auxiliar o time mineiro da forma que estava fazendo. O anúncio é feito quatro dias depois de Mattos aceitar ajudar o Cruzeiro na fase de transição até ter seu visto de trabalho regularizado na Inglaterra onde tem contrato com time inglês.


Pedrinho que me levou. Não posso atrapalhar quem entrar no lugar dele. Sempre a disposição do Cruzeiro, mas quem me levou saiu. Não posso ficar por princípios, né?! - afirmou Alexandre Mattos em contato com GloboEsporte.com.


Pedro Lourenço, vice-presidente também anunciou saída nesta manhã, segundo o empresário, ele não irá fazer parte da gestão do clube, mas continuará ajudando o Cruzeiro sem retirar patrocínios do clube.

Em quatro dias trabalhando pelo clube, Alexandre Mattos comandou a venda de Fabrício Bruno, que movia um processo na Justiça contra o Cruzeiro pedindo a rescisão de contrato. Adiantou as negociações sobre Orejuela e também as saídas de Henrique, Egídio e Marquinhos Gabriel.

Alexandre Mattos também foi decisivo para trazer o atual diretor de futebol do Cruzeiro, Ocimar Bolicenho. Os dois são "velhos conhecidos" e a contratação de Ocimar foi uma indicação de Mattos.

Mattos, Pedrinho, Medioli...
Esta é a terceira saída da alta cúpula do Cruzeiro neste início de semana e demonstra o clima de bastidores tensos na gestão cruzeirense. O CEO do Cruzeiro, Vittorio Medioli comunicou sua saída no domingo. Nesta manhã foi a vez do empresário e gestor de futebol Pedro Lourenço informar que não faz mais parte da gestão cruzeirense. E, após a saída de Pedrinho, foi a vez de Alexandre Mattos também deixar o clube.

 

GE

Foto: Tossiro Neto