dedeO zagueiro Dedé, vinculado ao Cruzeiro, fez uma revelação forte sobre o seu futuro no futebol: que poderá abandonar a carreira graças ao “sacrifício” que fez, segundo ele, para ajudar o time celeste a não ser rebaixado para a série B do Brasileiro, o que não foi possível, com a Raposa caindo para a segunda divisão nacional.

Dedé foi operado pela sétima vez na região do joelho, sendo o direito a ser submetido a um procedimento desta vez. A operação ocorreu no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, sendo realizada pelo médico Max Ramos e acompanhada pelo profissional do Flamengo e do UFC, Márcio Tannure. A previsão de retorno aos gramados é de até seis meses.

Somando desde o fim de 2019, quando Dedé entrou em campo pela última vez com a camisa do Cruzeiro, em outubro, o zagueiro ficará quase um ano sem atuar pelo clube mineiro. A nova operação de Dedé foi para fazer uma correção no eixo mecânico do jogador e restaurar estruturas articulares do joelho.
Eu fiz realmente de tudo, joguei 10 jogos batendo osso com osso, sem cartilagem. Esse é até um dos motivos de minha cirurgia ter sido mais agressiva, e agora eu corro o risco de não voltar a jogar. Espero que isso não aconteça-disse o zagueiro em entrevista ao Bola da Vez, da ESPN Brasil.

Dedé disse que, apesar do risco de se aposentar, não se arrepende do sacrifício feito pelo time no momento e que o esforço feito para salvar o Cruzeiro do rebaixamento, apesar de ser em vão, valeu a pena.

-Eu tenho a consciência muito tranquila do que eu fiz pelo Cruzeiro- disse.

O histórico de Dedé no Cruzeiro é permeado por conquistas, como duas Copas do Brasil e dois Brasileiros, mas com poucos jogos proporcionalmente ao tempo que está no clube, desde 2013. Foram 188 jogos com 15 gols marcados pela Raposa. Dos quase sete anos de clube, mais de três ano foram de problemas físicos, principalmente com lesões nos dois joelhos.

 

Lançe

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

 

 

luxaspA prioridade do Palmeiras na temporada de 2020 é a conquista da Copa Libertadores. No entanto, o técnico Vanderlei Luxemburgo está pensando primeiro em vencer o Campeonato Paulista. Em entrevista ao canal oficial do Verdão, o comandante apontou o estadual como prioridade no início de trabalho no clube, temporariamente paralisado devido à pandemia do novo coronavírus.

“O primeiro campeonato que eu quero ganhar é o Campeonato Paulista. Você não vai pensar em ganhar o Campeonato Brasileiro, a Copa Libertadores ou o Mundial se você não está jogando. O primeiro que vamos jogar qual é? O Campeonato Paulista. Então eu quero ganhar o Paulista, e os jogadores já sabem disso”, declarou o treinador.

Luxa ainda citou o fato de estar próximo de se tornar o técnico mais vitorioso da história do Palmeiras. Com sete troféus, ele atualmente está empatado no primeiro lugar com Oswaldo Brandão. Pelo Verdão, Luxemburgo conquistou quatro estaduais (1993, 1994, 1996 e 2008), um Rio-São Paulo (1993) e dois Brasileiros (1993 e 1994).

“E, junto com o Paulista, jogamos a primeira fase da Libertadores. Então, temos o compromisso de ganhar o Paulista e de pensar em continuar na Libertadores. Minha cabeça está voltada para, nesse primeiro momento, preparar o time para ganhar o Paulista. Eu acho que vai ser legal para marcar presença. Eu sou muito de ser provocado no sentido de querer fazer algo diferente. E diferente é entrar para a história do clube como o maior vencedor de títulos. Para nós, profissionais, isso é muito legal”, completou.

Faltando duas rodadas para o término da primeira fase do Paulistão, o Palmeiras ocupa a segunda colocação do Grupo B com 19 pontos, mesmo número do líder Santo André. Na Libertadores, o time alviverde está na primeira posição de sua chave com seis pontos em duas partidas disputadas.

 

gazeta

Foto: Cesar Greco SEP

coiEm entrevista à rede BBC, Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI) garantiu que 2021 será a última oportunidade para a realização dos Jogos de Tóquio. Além disso, ele afirmou apoiar a decisão dos organizadores japoneses de cancelar definitivamente os Jogos caso a pandemia não seja controlada até ano que vem.

LA LIGA USARÁ VAR PARA "DESCOBRIR" CONTÁGIO PELO COVID-19
A federação espanhola pretende voltar com a La Liga no dia 12 de junho e decidiu que usará o VAR para identificar um jogador que tenha sido potencialmente contaminado pelo COVID-19. Caso um jogador teste positivo para a doença, o árbitro de vídeo irá mapear se outros atletas tiveram contato mais próximo do infectado durante as partidas.

ATLETAS ESTARÃO PROIBIDOS DE PROTESTAR COM ÁRBITROS NA ITÁLIA
Com reunião marcada para o dia 28 de maio, a Liga Italiana e o governo discutirão a forma para retomar os jogos da Serie A. A 'Agipronews' teve acesso ao documento que será o ponto de partida para as decisões. "Os jogadores estão proibidos de protestar com os árbitros ou delegados ao jogo e têm de manter sempre, em qualquer circunstância, uma distância de pelo menos um metro e meio", diz o documento.

LA LIGA COMUNICARÁ A PROGRAMAÇÃO DO CAMPEONATO EM 28 DE MAIO
A LaLiga já estabeleceu uma data para o retorno da competição. O 'Cadena Cope' e o 'Mundo Deportivo' informam que, em 12 de junho, a bola retornará a rolar no clássico entre Sevilla e Betis. O campeonato será encerrado no dia 19 de julho e terá partidas a cada 72 horas. O órgão presidido por Javier Tebas pretende comunicar o calendário completo em 28 de maio a todos os clubes.

FLAMENGO MANTÉM ATIVIDADES NO NINHO DO URUBU
Após a Prefeitura reforçar, em reunião nesta quarta-feira, que os treinos não estão autorizados no Rio de Janeiro, o Flamengo manteve a programação e os jogadores se apresentaram nesta quinta-feira no CT George Helal, o Ninho do Urubu. O clube não tem registrado as práticas nas redes sociais e a imprensa está vetada.

MUROS DA GÁVEA AMANHECEM PICHADOS
Os muros da Sede da Gávea, na Zona Sul do Rio de Janeiro, foram pichados na madrugada desta quinta-feira. As mensagens chamavam o presidente Rodolfo Landim e o vice de relações externas Luiz Eduardo Baptista, o Bap, de "fascistas". "Clube do povo" e "somos democracia" também foram os outros dizeres.

RENAULT PRECISA CORTAR 2 BILHÕES DE EUROS E F1 PODE SER AFETADA
O novo coronavírus afetou todo o mundo, inclusive a indústria automotiva. Segundo a agência de imprensa francesa ‘Agence France-Presse’, a Renault precisa reduzir custos. A fabricante teria que cortar dois bilhões de euros e isso poderia ser feito fechando fábricas e produzindo menos modelos de carros.

CRISTIANO RONALDO DE COMPANHEIROS TESTAM NEGATIVO PARA COVID-19
Após a realização de exames, a Juventus anunciou, nesta quinta-feira, que todo o seu elenco teve testes negativos em relação ao coronavírus, e que poderá seguir com os treinamentos visando o retorno da temporada do Campeonato Italiano e da Champions League. A Velha Senhora terá o jogo de volta contra o Lyon, em seu estádio, após perder a primeira partida por 1 a 0, em fevereiro.

DÍVIDA DO MANCHESTER UNITED CHEGA A CERCA DE R$3 MILHÕES DURANTE A PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS
O Manchester United anunciou nesta quinta-feira (21) que a dívida líquida do clube aumentou para cerca de 430 milhões de libras (R$ 2,9 bilhões). O balanço financeiro é válido pelo terceiro trimestre da temporada 19/20.

A dívida dos Red Devils aumentou de 127,4 milhões de libras (R$ 881 milhões) para 429,1 milhões de libras (R$ 2,9 bilhões) no período da chegada do coronavírus na Europa.

ALERTA MÉXICO: OITO JOGADORES DO SANTOS LAGUNA TESTAM POSITIVO PARA O NOVO CORONAVÍRUS
Em comunicado oficial, a liga de futebol do México anunciou que oito jogadores do Santos Laguna testaram positivo para o novo coronavírus. Nenhum nome de atleta foi divulgado. Apenas um brasileiro faz parte do elenco: Dória, ex-São Paulo e Botafogo.

BRASIL REGISTRA MAIS DE MIL MORTES PELA 2ª VEZ NESTA SEMANA
O Brasil registrou, nas últimas 24h, 1.188 óbitos (o maior número desde o início da pandemia no país) e 18.508 novos casos, segundo dados do Ministério da Saúde. Assim, o país chega a 310.087 casos e 20.047 mortes até o momento.

 

Lançe

Foto: AFP

prassO goleiro do Ceará, Fernando Prass, duvidou o desejo de clubes cariocas, como Flamengo e Vasco, de voltar para as atividades de futebol. Convidado do programa Jogo Aberto desta quinta-feira (21), o atleta ainda enfatizou sobre a atual situação do Rio de Janeiro, que teve 175 mortes e 1.717 casos confirmados nas últimas 24 horas.


Ainda nessa semana, o presidente Jair Bolsonaro e os presidentes de Flamengo e Vasco, Rodolfo Landim e Alexandre Campello, respectivamente, se reuniram para discutir sobre o retorno do futebol. A equipe do Rubro Negro já voltou a treinar no Ninho do Urubu.

"Se perguntar para o jogador se ele quer voltar, vai dizer que quer. O diretor quer voltar, o presidente quer voltar, o torcedor quer que volte. Nós não somos os mais indicados para decidir isso aí. As pessoas que têm conhecimento da situação têm divergências. Aí vou eu, um jogador de futebol, um presidente de clube, querer decidir? Eu acho que esta situação é mais pelo desespero econômico. É meio sem lógica os times quererem voltar aos treinos. E pode acontecer uma situação pior, porque outros setores, vendo o futebol voltar, vão querer voltar também”.

 

Sobre o cenário do Ceará, o atleta revelou a frustração por conta da ausência de prazo para retomada do futebol e suas atividades.

“A ansiedade é muito grande, e a angústia de não ter um prazo. Se falassem que em agosto ia voltar o futebol. Trabalhar para voltar em agosto. O problema é que a gente está tratando de duas em duas semanas. Já tiveram cinco ou seis decretos, então a gente fica nessa angústia, criando expectativas. A gente vê os caras no Sul voltando a treinar. A gente vê o futebol na Europa voltando a acontecer, óbvio que numa realidade totalmente diferente. As pessoas falam que vão usar a Alemanha de exemplo. Eu acho muito complicado, porque a realidade da Alemanha é totalmente diferente da do Brasil. Enfim, a ansiedade é o mais difícil de controlar”, finalizou Prass.

 

yahooesportes