soteldoA briga pela liderança do Campeonato Brasileiro vem esquentando cada vez mais. Com os cinco jogos da 30ª rodada da competição realizados neste domingo, a disputa pelo topo ganhou ainda mais emoção.


O São Paulo segue sem vencer, mas lidera com 57 pontos. Seguido pelo Internacional, com 56 pontos.
DEU PEIXE

Com time quase todo titular mesmo com foco virado para a final da Libertadores, o Santos recebeu o desesperado Botafogo na Vila Belmiro e venceu por 2 a 1, afundando ainda mais os cariocas no Brasileirão.


Com o resultado, o Peixe foi a 45 e retomou a oitava colocação, ultrapassando o rival Corinthians, enquanto o Glorioso é o lanterna, com 23 pontos somados.

TROPEÇO TRICOLOR

O São Paulo foi até à Arena da Baixada para encarar o Athletico-PR e não saiu do empate em 1 a 1, chegando à sua terceira partida consecutiva sem vitória no Brasileirão.

O Tricolor paulista tem 57 pontos e vê os adversários se aproximarem cada vez mais da liderança. O Furacão, por sua vez, é o 11º colocado, com 39 pontos.

BRIGA ESQUENTA!

O Atlético-MG fez o dever de casa e venceu o Atlético-GO por 3 a 1 no Mineirão. A sequência positiva de três partidas, sendo duas vitórias e um empate, faz a liderança para o líder São Paulo cair para quatro pontos. O Galo é o terceiro colocado, com 53 pontos, enquanto o Dragão figura na 13ª posição, com 36 pontos.
COLORADO AGRADECE
O Internacional agradeceu mais um tropeço do São Paulo e vai empilhando vitórias em busca da liderança do Campeonato Brasileiro. Em jogo de seis gols, o Colorado abriu 2 a 0 contra o Fortaleza no Beira-Rio, cedeu o empate, mas fez 4 a 2 e chegou ao seu sexto triunfo consecutivo na competição.

Com o resultado, o Inter segue na vice-liderança, agora com 56 pontos, e diminui a distância da liderança para um ponto. O Fortaleza tem 32 pontos e está na 15ª colocação, beirando a zona de rebaixamento.

APRONTOU!

Por fim, o Red Bull Bragantino visitou o Ceará no Castelão e, com dois gols de Claudinho, saiu vitorioso por 2 a 1. O resultado deixa as equipes coladas na classificação, com os cearenses em 11º, com 39 pontos, e os paulistas em 12º lugar, com 38 pontos somados.

 

futebolinterior

Foto: Ivan Storti/Santos

Em meio aos problemas dentro e fora de campo e cobranças por bons resultados, o Flamengo vai enfrentar o Goiás, na Serrinha, na noite desta segunda-feira (18), pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2020. E o clima no Ninho do Urubu não é dos melhores: há, entre outras questões, muita pressão sobre Rogério Ceni e, mesmo que a má fase do time não seja de responsabilidade exclusiva dele, existem erros que ele não pode mais cometer. Confira na lista abaixo.
1. Montar o time para atacar no ‘chuveirinho’
Contra o Ceará, Rogério Ceni sacou Gabigol e colocou Pedro. Segundo ele, “Pelo o que oferecia o jogo, um time com defesa alta...”. O resultado foi um Flamengo preso e sem ideias, ou melhor, com uma ideia: jogar a bola na área. E não é assim que o Mais Querido se habituou a jogar. Ele tem que evitar esse esquema ao máximo e focar na característica de jogar com a bola nos pés, com muita criação e articulação.

2. Insistir em que não vem dando certo
Um dos grandes erros de Rogério Ceni desde que chegou ao Flamengo é insistir em que não vem dando certo, como Gustavo Henrique. O técnico precisa pensar no momento de cada atleta e ir reintegrando aos poucos quem não vive uma boa fase.

3. Ter medo de mexer na equipe
Outro problema do “Mito”: ele não mexe ou demora muito para mudar a equipe do Flamengo. Ele precisa ficar mais atento ao que pede o jogo e mudar assim que necessário, sem muita insistência. E mais: o técnico não tem que ter nenhum intocável.

4. Inventar além da conta
Em seus treinamentos, Rogério Ceni pode fazer o que bem entender. Porém, no jogo, não tem que inventar. Willian Arão na zaga? O Flamengo tem cinco zagueiros e não precisa ficar improvisando – ele precisa tirar mais dos atletas e não ficar tirando coelhos da cartola.

5. Ficar apático à beira do campo
Rogério Ceni chamou atenção do futebol brasileiro por ser, além de capacitado, muito participativo e de muita cobrança ao lado do campo. Porém, no Flamengo, ele tem sido passivo em muitos momentos. Ele tem que cobrar mais, exigir mais e não deixar os jogadores descansarem dentro das quatro linhas.

 

90min

 

Foi no sábado a 2ª Corrida Volta de Floriano que reuniu dezenas de participantes. Foram 12 municípios que estavam sendo representados e ainda alguns estados, inclusive competidores de São Paulo.

A classificação final foi divulgada pelo professor Ângelo Saraiva que é coordenador da prova. O educador físico afirma que tudo saiu como programado, pois não houve nenhum incidente.

angelosars

A competição movimentou uma área do Avenida Frei Antônio Cúrcio, região central de Floriano-PI, com cerca de 80 atletas. Veja a entrevista cedida ao Carlos Iran.

Da redação

O colaborador do Piauí Notícias, Carlos Iran, fez imagens ao vivo nessa tarde de sábado, 16, dos bastidores da largada da Corrida de Rua de Floriano, 2ª edição que é  chamada Volta de Floriano, pois os participantes dão  voltas pelas cidade partindo da Avenida Frei Antônio Cúrcio.

corrida

A Avenida que é em homenagem ao líder religioso que por muitos anos comandou os destinos da Paróquia de Nossa Senhora das Graças, Frei Antônio, fica na região  central de Floriano e abrange uma parte do centro e de outros bairro da cidade.

corridaa

O evento contou com participantes de várias cidades do Piauí, cerca de 80 homens e mulheres que diariamente prarticam o esportes.

lartcaga

A competição foi mais uma organização da ADECOM- Associação Desportiva Corredores do Sertão que uma entidade presidida pelo professor Ângelo Saraiva, de Floriano.

Da redação