cucaO São Paulo entrará em campo na próxima quinta-feira, contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão, sem um jogador-chave para o esquema tático de Cuca. Tchê Tchê terá de cumprir suspensão após receber seu terceiro cartão amarelo e, com isso, obrigará a comissão técnica a ‘quebrar a cabeça’ para encontrar um substituto.

Pedido especial de Cuca à diretoria são-paulina, Tchê Tchê foi contratado na reta final do Campeonato Paulista. Sem poder disputar a competição, uma vez que o prazo para inscrições já havia encerrado, o volante teve de esperar o início do Campeonato Brasileiro, torneio em que até então não havia ficado de fora de uma partida sequer.


A opção automática na ausência de Tchê Tchê seria Liziero, jogador com características parecidas, mas menos versátil. Só que o camisa 14, também considerado segundo volante, vem se recuperando de uma entorse no tornozelo direito sofrida contra o Bahia e só voltará depois da Copa América.

Desta maneira, o técnico Cuca não possui qualquer segundo volante no elenco para preencher a lacuna deixada por Tchê Tchê. Hernanes pode ser uma alternativa para suprir essa carência, uma vez que atuou na posição por diversas vezes durante sua carreira, contudo, o próprio jogador já deixou claro que sua prioridade é atuar como meia, mais perto da área, de onde pode finalizar.

Caso Hernanes seja escolhido para fazer o papel de segundo volante contra o Atlético-MG, fora de casa, Igor Gomes seria o responsável pela armação no Tricolor. O jovem revelado em Cotia, inclusive, teve uma conversa particular com Cuquinha, auxiliar técnico e irmão de Cuca, no treinamento desta segunda-feira.

 

gazetaesportiva

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

jesusO início da temporada do Flamengo foi marcada pelo alto investimento em Rodrigo Caio, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, reforços que qualificaram ainda mais o elenco rubro-negro. Nos últimos dias, a diretoria anunciou a chegada de Jorge Jesus e confirmou a contratação do lateral-direito Rafinha, ex-Bayern de Munique. O técnico, apresentado nesta segunda-feira, falou estar em sintonia com a direção, afirmando que, nas tratativas que teve com os dirigentes, solicitou "mais uma ou duas peças" para fechar o elenco.


- Quando fui abordado, conversamos, já havia posições que achavam importante contratar e, portanto, concordei. Acrescentei mais uma ou duas. Estamos em sintonia. Sinto nas pessoas que estão aqui uma vontade e uma paixão muito grande pelo clube e em ajudar o treinador - avaliou o treinador.

Jorge Jesus iniciará o trabalho junto ao elenco do Flamengo no próximo dia 20, quando os jogadores se reapresentarão no Ninho do Urubu após o recesso para a disputa da Copa América. O contrato do técnico é de um ano de duração. Ou seja, terminará na metade da próxima temporada. O treinador explicou a decisão, ressaltando a questão da adaptação ao novo país e futebol.


- Eu normalmente faço isso, não foi por ser o Flamengo. Sai do meu país. No outro clube queriam quatro anos, mas também fiz assim. Temos que levar em conta a adaptação. Se gostarem do meu trabalho, se cumprirmos as exigências e houver os resultados, conversaremos para renovar. Ninguém fica pendente com ninguém, por isso a decisão por um ano de contrato - afirmou.


Jorge Jesus também foi questionado sobre o relacionamento com o estrelado elenco do Flamengo, o qual, em episódios recentes, mostrou-se paternalista. Foi assim, por exemplo, na passagem de Abel Braga pela Gávea neste ano. O português disse que isso não deverá ser um problema, uma vez que está acostumado a trabalhar com brasileiros e grandes estrelas do cenário mundial.

 

Lançe

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

chapeO presidente da Chapecoense, Plinio David de Nes filo, o Maninho, saiu de campo revoltado com a derrota por 3 a 1 para o Goiás no Serra Dourada. Em entrevista após o jogo, ele esbravejou contra o árbitro Igor Junior Benevenuto de Oliveira, de Minas Gerais, e revelou que vai pedir a ‘anulação’ da partida. A principal reclamação foi o pênalti marcado aos 32 minutos do primeiro tempo, em um suposto toque de Márcio Araújo pra cima de Léo Sena.


“Uma arbitragem despreparada prejudicou a Chapecoense no pênalti que não existiu e depois ele deveria consultar o VAR no cartão vermelho, assim como foi com o Nikão, em São Paulo, quando anulou a expulsão. Vai ver que ele entrou na bola e pegou o jogador depois. Viria que merecia o cartão amarelo”.


O cartão vermelho citado pelo presidente saiu aos 19 minutos do segundo tempo, em uma falta dura de Bruno Pacheco em cima de Michael. O lateral esquerdo perde o tempo da bola e acerta a canela do adversário, que fica no chão rolando de dor. O árbitro de vídeo analisou o lance, mas concordou com a marcação de Igor Junior Benevenuto.


“Desta maneira, a gente não pode fazer um futebol sério. O futebol está comprometido pela falta de competência. Estamos solicitando o cancelamento da partida pelos erros que ocorreram aqui no jogo de hoje. Alguém tem que começar a tomar atitude. Falo do despreparo do árbitro e de quem opera o VAR”.

 

futebolinterior

martaUma boa notícia para a seleção brasileira feminina nesta terça-feira, em Montpellier. Pela primeira vez, Marta foi a campo e treinou normalmente com bola junto ao restante do grupo do Brasil. Indício de que a craque está praticamente recuperada de uma lesão muscular na coxa esquerda que a tirou da estreia na Copa do Mundo Feminina, contra a Jamaica, no último domingo.

Com a participação no treino, Marta provavelmente estará disponível para o duelo decisivo contra a Austrália, na próxima quinta-feira, pela segunda rodada do grupo C do Mundial que acontece na França.

No treinamento, realizado em campo reduzido e sob chuva, Marta se movimentou bastante, aplaudiu as jogadas das companheiras e também falou e gesticulou muito.
Marta sofreu a lesão no último dia 24 de maio, ainda em Portugal, no começo da preparação do Brasil para o Mundial. Desde então, se empenhou na recuperação com seguidas sessões de fisioterapia e musculação e voltou a trabalhar em campo há exatamente uma semana. No entanto, não ficou apta para a estreia na Copa.


O duelo entre Brasil e Austrália acontece na próxima quinta, às 13h.

 

GE

Foto: Amanda Kestelman