A final da Libertadores 2021 tem diversos candidatos a herói neste sábado (27), no Uruguai. Gabigol, por exemplo, decidiu em 2019 para o Flamengo contra o River Plate-ARG. Porém, nem sempre o jogador decisivo é o que faz os gols do título. Lá atrás, o Flamengo tem um nome que pode ser um diferencial contra o Palmeiras: Diego Alves.

diegoalves

O camisa 1 rubro-negro é conhecido por pegar pênaltis por onde passou. Atuando pelo Valência-ESP, defendeu cobranças de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. No Flamengo não é diferente.

Antes do Flamengo ser avassalador em 2019, a equipe sofreu em determinados momentos da Libertadores. Nas oitavas de final, contra o Emelec-EQU, os rubro-negros perderam fora de casa por 2 a 0 e venceram no Maracanã pelo mesmo placar. O confronto, então, foi para os pênaltis e Diego Alves brilhou. O goleiro pegou um pênalti e o clube carioca avançou.

Diego também salvou o Rubro-Negro recentemente. E em uma decisão contra o Palmeiras. Na decisão da Supercopa do Brasil 2021, após o empate por 2 a 2, ele defendeu três cobranças, sendo o nome do título. Essa pode ser uma ótima lembrança e inspiração para o goleiro de 36 anos.

A final da Libertadores 2021 entre Palmeiras e Flamengo será no sábado, dia 27 de novembro, às 17h, no estádio Centenário, no Uruguai. O LANCE! trará todas as informações do confronto histórico entre os clubes brasileiros.

Lançe

O Palmeiras está na final da Libertadores pela segunda vez consecutiva e defenderá o título no próximo sábado (27), contra o Flamengo. A partida será disputada em Montevidéu, capital do Uruguai, e, em São Paulo, os torcedores não poderão acompanhar o duelo dentro da casa alviverde, o Allianz Parque, pois não será realizado um evento para aqueles que estão na capital paulista assistirem ao jogo.

Segundo apurou o NOSSO PALESTRA, a realização da solenidade foi cogitada pela WTorre, que gerencia o estádio, e pelo clube. No entanto, não houve uma viabilização financeira que justificasse os gastos com a abertura da arena, que são considerados altíssimos.

A inviabilização teve como ponto de partida as limitações impostas pela Conmebol para que o evento acontecesse, em relação à exibição, patrocinadores e horários, por exemplo. Sendo assim, as duas partes optaram por abrir mão da exibição da partida no campo alviverde.

A final da Libertadores será disputada no próximo sábado (27), às 17 horas (de Brasília).

Lançe

Após sete partidas sem marcar gols fora de casa, Róger Guedes balançou as redes pela primeira vez longe da Neo Química Arena. Apesar de quebrar o jejum, o atacante viu o Corinthians perder para o Ceará por 2 a 1, na noite desta quinta-feira. O gol do camisa 123 veio aos 37 do segundo tempo. Após receber de Willian, o camisa 123 cortou a marcação e bateu colocado, sem chances para o goleiro do Vozão.

rogergueds

Apesar de demorar a marcar longe de seus domínios, Guedes tem sido decisivo na equipe de Sylvinho. De acordo com o Footstats, desde que estreou no Timão, o jogador é o terceiro artilheiro do Campeonato Brasileiro e o segundo com mais participações em gols - sete tentos e duas assistências. Guedes também é o principal finalizador e o atleta que mais acerta o alvo - 44 chutes, sendo 24 na meta adversária.

Além disso, Róger, ao lado de Jô, é o artilheiro do Corinthians no Brasileirão, com sete bolas no fundo das redes.

Apesar da derrota para o Ceará, o Timão se manteve em quarto lugar. Porém, o Red Bull Bragantino, com um jogo a menos, pode ameaçar a posição do Alvinegro.

Na próxima rodada, os comandados de Sylvinho encaram o Athletico-PR, na Neo Química Arena, neste domingo, às 16 horas (de Brasília).

Gazetaesportiva

 

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) suspendeu, na manhã desta sexta-feira, o jogo entre Chapecoense e Atlético-GO que deveria ser realizado às 21h30, na Arena Condá, em Chapecó, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O motivo é o mau tempo na cidade catarinense. O clube goiano não conseguiu pousar lá.

cancelamentoatletic

Assim como o Atlético, a equipe de arbitragem também teve problemas para pousar em Chapecó. O avião do clube goiano não conseguiu aterrissar e precisou voltar para São Paulo. A CBF ainda divulgará a nova data do confronto.

O QUE ACONTECEU!

“Por volta das 18 horas desta quinta-feira a delegação do Atlético Goianiense seguiu viagem a caminho de Chapecó-SC, com saída do Aeroporto de Guarulhos-SP. Entretanto, devido às condições climáticas adversas, não foi possível aterrissar no Aeroporto local.

A aeronave tentou iniciar a descida, porém, era impossível continuar devido a forte turbulência. Com isso, o comandante decidiu pelo retorno do avião para Guarulhos-SP, em um processo que durou cerca de 3 horas e 30 minutos. Após o susto, a delegação atleticana aguardou no aeroporto a ida para o hotel por mais 50 minutos”, informou o Atlético.

CLASSIFICAÇÃO!

A última vitória da Chapecoense em casa foi em 2 de junho, quando superou o ABC-RN por 3 a 1 pela Copa do Brasil. O único triunfo no Brasileirão ocorreu em 11 de setembro ao bater o Red Bull Bragantino por 2 a 1 em Bragança Paulista (SP). O time soma 15 pontos e não tem mais chances sequer de deixar a 20.ª e última posição.

O Atlético aparece em 15.º lugar com 41 pontos, quatro a mais do que o Bahia, que abre o Z-4, em 17.º lugar. Apesar disso, não vence há sete jogos, acumulando três derrotas seguidas e depois quatro empates consecutivos. A última vitória foi em 25 de outubro, ao vencer o Grêmio por 2 a 0 em Goiânia (GO).

futebolinterior

Foto: divulgação