luanpatrickO técnico Tite contará com um "reforço" nas atividades na Granja Comary. O zagueiro Luan Patrick, do Athletico-PR, foi convocado mais uma vez com a missão de completar o grupo da Seleção Brasileira durante a disputa da Copa América. Seu objetivo é preencher a vaga deixada por Felipe, que está com uma lesão no joelho direito.

O jogador de 19 anos se apresentou já nesta terça-feira e deve ficar a princípio até sexta-feira com a delegação. Felipe prossegue seu tratamento e aguarda o exame até saber se ficará de fora da sequência do torneio.

A Conmebol dá aval para que seleções façam até três modificações na lista de jogadores inscritos entre o fim da primeira fase da Copa América e o início das quartas de final. O prazo encerra às 18h da próxima terça-feira (dia 29), caso haja comprovação de lesão.

Além de Felipe e Luan Patrick, o técnico Tite conta com os zagueiros Éder Militão, Thiago Silva e Marquinhos. A equipe canarinha faz seu último treino antes do duelo com a Colômbia nesta tarde. À noite, a delegação viaja para o Rio de janeiro, onde, na quarta-feira, às 21h, encara os colombianos no Nilton Santos.

Lançe

Foto: Athletico

willianO atacante Willian deve permanecer no Palmeiras na próxima temporada. O clube e o atleta têm um acordo encaminhado para a prorrogação do atual vínculo, que é válido até dezembro.

Elogiado por Abel Ferreira no último domingo, o atacante de 34 anos foi decisivo contra o América-MG: ele marcou os dois gols da vitória palmeirense por 2 a 1, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Os números de Willian no Palmeiras:

2021: 18 jogos e oito gols

2020: 69 jogos e 18 gols

2019: 28 jogos e quatro gols

2018: 68 jogos e 17 gols

2017: 53 jogos e 17 gols

No planejamento do clube para mais uma temporada, Willian é considerado no dia a dia da Academia de Futebol como um dos líderes do elenco e exemplo para os atletas mais jovens.

No Palmeiras desde 2017, o atacante soma 236 jogos e 64 gols marcados com a camisa alviverde. Ele tem quatro títulos pelo clube no currículo: Campeonato Brasileiro (2018), Paulistão (2020), Copa do Brasil (2020) e Libertadores (2020).

Além de Willian, o Verdão tem mais dois atletas com contrato terminando em dezembro de 2021: o goleiro Jailson e o volante Felipe Melo. O empréstimo do atacante Luan Silva também se encerra no fim da atual temporada.

GE

Foto: Marcos Ribolli

Invencibilidade no Campeonato Brasileiro e apenas cinco derrotas em 2021. Desta forma o Fluminense vai se consolidando e se apresentando dando cada vez mais dificuldade aos adversários. O empate por 1 a 1 com o Fortaleza, domingo, no Castelão, fez a equipe chegar a 14 partidas sem perder na competição, sendo cinco na edição atual e nove na anterior. Os números, que consolidaram o trabalho de Marcão, ajudam a dar confiança a Roger Machado.

E a campanha invicta pode superar todos os anos de títulos nacionais. O Flu superou a marca de 2005, de 13 jogos, com Abel Braga. Em 2012, ano do último troféu brasileiro, o número chegou a 12 partidas. Caso não perca para o Atlético-GO, o time atual igualará os 15 jogos invictos em sequência de Muricy Ramalho em 2010, ano do tricampeonato. A maior da história é de 16 confrontos, entre 1984 e 1985, com Carlos Alberto Parreira. O levantamento é de João Boltshauser, historiador do Fluminense.

Esses números não seriam possíveis sem a consolidação deste grupo no fim da última temporada e no início da atual. Em 2021, a partir de uma goleada de 5 a 0 sofrida para o Corinthians, a equipe se remodelou, conseguiu reparar os erros e vem com apenas cinco derrotas em 37 partidas. Considerando todas as competições disputadas e tirando as duas treinadas por Ailton Ferraz com o time Sub-23 nas duas primeiras rodadas do Carioca, são 21 vitórias e 11 empates, um aproveitamento de 66,6%.

O que ajuda a explicar o bom momento, além da ascensão de jogadores como Martinelli, o destaque de Fred, além dos jovens que subiram da base nesta temporada, é a solidez ofensiva e defensiva. Nessas 37 partidas, foram 61 gols marcados e 35 sofridos. A equipe ainda passou 15 jogos sem sofrer gols.

Sem tempo para descanso, o Fluminense continua sua maratona de partidas e tenta manter os bons números. Nesta quarta-feira, a equipe terá pela frente o Atlético-GO, às 19h, no Estádio Antônio Accioly. O Tricolor tem nove pontos até aqui no Brasileirão.

Lançe

A Conmbeol divulgou nesta segunda-feira um novo relatório em que informa ter detectado 140 casos de Covid-19 na Copa América, disputada no Brasil. O último comunicado do tipo, publicado na última quinta-feira, informava 66 casos.

De acordo com a Conmebol, foram realizados 15.235 testes até agora. São, portanto, cerca 0,9% os exames com resultados positivos.

Desta vez, a entidade não informou quantos casos são de delegações estrangeiras participantes do torneio. Segundo a nota, a maioria é de "operários e empregados terceirizados". Já houve casos nas seleções da Venezuela, Colômbia, Chile e Bolívia. O Peru teve um diagnóstico detectado antes de a delegação embarcar para o Brasil.

Por causa dos casos de Covid, a Conmebol alterou o regulamento da Copa América, que antes limitava a cinco as substituições de atletas infectados. Agora, não há mais limites.

GE