recopaNeste domingo, Palmeiras e Flamengo irão realizar a final da Supercopa do Brasil, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Confronto coloca frente a frente o campeão do Brasileirão com o campeão da Copa do Brasil.

Esta será a primeira vez que a equipe paulista decide um título jogando na capital do país, e será logo em dose dupla, já que no próximo dia 14, o Verdão faz o jogo de volta da Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia-ARG. Na partida de ida, o Palmeiras venceu por 2 a 1, com gols de Rony e Gustavo Scarpa. O confronto contra o Flamengo será o 15º do Palestra atuando em Brasília, com retrospecto positivo de seis vitórias, três empates e cinco derrotas. No Mané Garrincha os resultados são ainda melhores, com cinco vitórias, dois empates e duas derrotas.

última visita do Palmeiras neste estádio foi na derrota de 2 a 0 para os próprios Rubro-Negros, pelo Campeonato Brasileiro, em janeiro de 2021.

Confira este e outros vídeos em videos.gazetaesportiva.com Dentro do Brasil, e fora de seu Estado, o Verdão já conquistou seis títulos, incluindo a recente conquista da Libertadores sobre o Santos, ainda neste ano.

Confira os títulos conquistados pelo Palmeiras fora do Estado de São Paulo:

Torneio Internacional de Clubes Campeões – Copa Rio 1951: Juventus-ITA 2 × 2 Palmeiras – Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Campeonato Brasileiro – Taça Brasil 1967: Náutico-PE 0 x 2 Palmeiras – Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Copa dos Campeões 2000: Sport-PE 1 × 2 Palmeiras – Estádio Rei Pelé, Maceió (AL)

Copa do Brasil 2012: Coritiba 1 × 1 Palmeiras – Estádio Couto Pereira, Curitiba (PR)

Campeonato Brasileiro 2018: Vasco 0 x 1 Palmeiras – Estádio São Januário, Rio de Janeiro (RJ)

Conmebol Libertadores 2020: Palmeiras 1 × 0 Santos – Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

 

gazetaesportiva

Foto: divulgação Cesar Greco

Importante na seleção uruguaia, Lucas Torreira não tem sido aproveitado no Atlético de Madrid, onde está emprestado pelo Arsenal, e cogita voltar ao futebol sul-americano. O Flamengo e o Grêmio são clubes que manifestaram o interesse no volante, segundo revelou o próprio pai do atleta. - Do Brasil surgiram interessados, como o Flamengo e o Grêmio - disse Ricardo Torreira, em entrevista recente ao programa "De Fútbol Se Habla Así", do canal "Direct TV Sports Argentina".

O pai de Lucas, emprestado ao Atleti até junho deste ano, externou ainda que o meio-campista de 25 anos sonha em jogar no Boca Juniors, que já admitiu estar interessado em Torreira.

  • Ainda não existe nenhuma novidade sobre a possibilidade do Lucas vestir a camisa do Boca Juniors. O sonho dele de ir ao Boca não é de agora, vem de anos. Estamos procurando pelo clube, não por dinheiro.
  • Só um louco como o meu filho pode querer sair da Europa para regressar à América do Sul - completou Ricardo Torreira, em tom de brincadeira.

Torreira tem contrato com o Arsenal até junho de 2023 e custou 30 milhões de euros aos cofres do clube londrino, em 2018.

Revelado no Montevideo Wanderers, Lucas Torreira não atua no futebol sul-americano desde 2014, quando, ainda na categoria sub-20, partiu para a Europa, mais precisamente para defender as cores do Pescara, da Itália. No país, ainda jogou na Sampdoria.

Na última quarta-feira, a assessoria de imprensa do Flamengo negou que o clube esteja monitorando a situação de Lucas Torreira.

 

Lançe

roseliaparecidaO atletismo nacional está de luto. Atleta olímpica e campeã da Corrida Internacional de São Silvestre em 1996, Roseli Aparecida Machado morreu nesta quinta-feira por complicações causadas pela covid-19. Ela estava com 52 anos e ficou intubada por duas semanas antes de falecer.

A ex-atleta foi a segunda brasileira campeã da prova feminina da São Silvestre, instituída a partir de 1975 para as mulheres. Também representou o Brasil nos 5 mil metros dos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta, terminando na 22ª colocação.

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) lamentou a morte de Roseli. "Ela teve uma história no atletismo brasileiro, venceu a São Silvestre, integrou a seleção brasileira, treinou nos Estados Unidos. Nós tínhamos uma grande amizade, fomos atletas pelo mesmo clube, treinamos juntos quando eu era juvenil, defendemos Londrina no começo das nossas carreiras. Estou muito sentido, vem as lembranças... Treinamos juntos na pista de Londrina quando era de saibro ainda", comentou o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos.

"Conversamos bastante no ano passado, quando ela foi candidata a vereadora em Almirante Tamandaré e, atualmente, trabalhava com construção civil, tinha uma pequena empresa", acrescentou Wlamir, deixando o seu profundo pesar, em seu nome e da comunidade do atletismo. Roseli nasceu no dia 27 de dezembro de 1968 em Coronel Macedo (SP), mas foi criada em Santana do Itararé (PR). Aos 14 anos, conheceu o atletismo pelo professor de educação física de sua escola por ter chamado a atenção nas aulas. Então começou a frequentar o Centro de Treinamento de Londrina (PR) e a treinar com Antônio Carlos Gomes.

Durante a carreira, encerrada precocemente em 1997, conseguiu resultados expressivos em provas de fundo, desde os 5.000m até em disputas de maratona. Após a aposentadoria, formou-se em Educação Física e especializou-se em Fisiologia do Exercício, trabalhando a partir de 2002 como treinadora de atletismo.

 

Gazetaesportiva

palmeirasNo confronto de ida da Recopa Sul-Americana, o Palmeiras foi até a Argentina e venceu o atual campeão da Copa Sul-Americana, Defensa y Justicia, por 2 a 1. Rony e Gustavo Scarpa marcaram para os brasileiros, e Brian Romero descontou para os donos da casa.

A partida de volta será no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, na próxima quarta-feira (14), às 21h30 (horário de Brasília). Vale lembrar que nessa competição não há o gol qualificado, o famoso "gol fora".

DEFENSA SÓ NO NOME

O técnico do Defensa y Justicia, Sebastián Beccacece, mudou o esquema tático padrão e começou com uma linha de quatro. Com uma formação mais ofensiva, o time da casa criou duas situações de gol com menos de cinco minutos, e Weverton salvou o Palmeiras em chute da entrada da área de Brian Romero.

Porém, a defesa da equipe argentina ficava cada vez mais exposta. Aos 15 minutos, Willian aproveitou a lentidão de Meza e lançou Rony. O novo camisa 7 ganhou no corpo e tocou por cima, na saída do goleiro Unsain, para inaugurar o marcador.

VERDÃO ACUADO

Apesar da vantagem, o meio-campo da equipe brasileira se tornou cada vez mais apático, e os argentinos seguiam com maior volume ofensivo. Aos 33 da primeira etapa, Benítez testou chute forte. A bola quicou, mas Weverton novamente fez boa defesa. COMEÇO QUENTE NO SEGUNDO TEMPO

O Palmeiras voltou do intervalo mais ligado, e no primeiro minuto, Willian puxou contra-ataque e serviu Breno Lopes na direita. O atacante bateu cruzado, e a bola passou perto da trave.

A resposta da equipe argentina veio no lance seguinte. Enzo Fernández avançou e cruzou bola venenosa. Contudo, ninguém apareceu para escorar e o Verdão retomou a posse.

VACILO DE FELIPE MELO

O Defensa y Justicia controlava o ritmo de jogo e conseguiu empatar a partida aos 12 minutos da segunda etapa. Após boa troca de passes, Felipe Melo não fez a cobertura correta no meio e a bola chegou para Walter Bou. Ele tocou rápido para Brian Romero e, sozinho, deixou tudo igual.

BOLA PARADA SALVADORA

Precisando de sangue novo, Abel Ferreira promoveu diversas alterações na equipe, e uma delas foi decisiva. Gustavo Scarpa entrou na vaga de Raphael Veiga. Aos 30 do segundo tempo, Scarpa cobrou falta com efeito, Ulsain não foi firme na bola, e o Verdão retomou a liderança.

ESPERANÇA ARGENTINA MORRE COM O BANDEIRA

A equipe da casa se recusava a sair do Estádio Norberto “Tito” Tomaghello com a derrota. Aos 36, Walter Bou apareceu na segunda trave e chutou para as redes. Mas o bandeira entendeu que outro atacante, impedido, participou do lance, e anulou o tento da equipe argentina. Com isso, o Palmeiras venceu por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA ​Defensa y Justicia 1 x 2 Palmeiras - Recopa Sul-Americana

Data: 07 de Abril de 2021 Horário: 21h30 (horário de Brasília) Local: Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, em Florencio Varela, na Provincia de Buenos Aires-ARG Árbitro: Andrés Rojas (COL) Assistentes: Alexander Guzman (COL) e Jhon Leon (COL) VAR: John Ospina (COL) Cartões amarelos: Benítez e Meza (DYJ); Luan, Lucas Lima Viña e Gustavo Scarpa (PAL) Cartão vermelho: -

GOLS: Rony, 15'/1ºT (0-1); Braian Romero, 12'/2ºT (1-1) e Gustavo Scarpa, 28'/2ºT (1-2)

DEFENSA Y JUSTICIA (Técnico: Sebastián Beccacece) Ezequiel Unsain; Matías Rodríguez, Adonis Frías, Meza e Marcelo Benítez; Loaiza, Enzo Fernandéz, Pizzini (Tomás Martínez, 17'/2ºT) e Rotondi (Isnaldo, 30'/2ºT); Walter Bou e Braian Romero.

PALMEIRAS (Técnico: Abel Ferreira) Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Felipe Melo (Patrick de Paula, 17'/2ºT), Zé Rafael (Danilo, 17'/2ºT) e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, 13'/2ºT); Rony, Breno Lopes (Mayke, 37'/2ºT) e Willian Bigode (Lucas Esteves, 13'/2ºT).

 

Lançe

Foto: Cesar Greco