rivascoA união entre a torcidas de Brasil e Argentina pela derrota do Flamengo em Lima foi reforçada pelo periódico local. "Está claro para qual time o Vasco vai torcer na final da Libertadores? Esta camisa de apoio ao River é viral através das redes", compartilharam os "hermanos".


Vale lembrar que uma das maiores conquistas do Vasco da Gama foi justamente em um jogo emblemático contra o River. Em 1998, o Cruzmaltino passou para a final da competição ao eliminar a equipe argentina. Pouco depois o time de Antônio Lopes conquistaria a Libertadores contra o Barcelona de Guayaquil.

Antes de duelar contra o River em Lima, o Flamengo enfrenta o Vasco nesta quarta-feira por jogo adiantado da rodada 34 do Brasileirão. No Maracanã, às 21h30, a equipe de Jorge Jesus enfrenta a equipe de Vanderlei Luxemburgo. O líder, que soma 77 pontos encontrará o 11º colocado, que já juntou 42 pontos.

O jornal argentino "Olé" compartilhou uma imagem, na manhã desta quarta-feira, brincando com a decisão entre Flamengo e River Plate (ARG) marcada para o dia 23 de novembro. Segundo o jornal, uma camisa com os escudos de Vasco e River resume bem como deve ficar a divisão das torcidas até o dia da final da Copa Libertadores.

 

Lançe

Foto: Reprodução/Diario Olé

arrascaetaApós desfalcar o Flamengo contra o Botafogo e Bahia, na última semana, o meia Arrascaeta volta a ficar à disposição do técnico Jorge Jesus para o jogo desta quarta, contra o Vasco, no Maracanã. Recuperado de um entorse no joelho esquerdo, o camisa 14 está relacionado para o clássico pelo Brasileirão.

Quem substituiu Arrascaeta nas últimas rodadas foi o atacante Vitinho. Assim, com os treinos fechados no Ninho do Urubu, a escalação do Flamengo só será conhecida uma hora antes do clássico. O Rubro-Negro não tem baixas por lesão ou suspensão. Bruno Henrique, Gerson, Arão e Diego estão pendurados.

Arrascaeta, que operou o joelho esquerdo em 4 de outubro, teve recuperação surpreendente no Flamengo, a tempo de disputar a semifinal da Libertadores contra o Grêmio no dia 23 de outubro. Depois atuou em mais três duelos até sofrer o entorse contra o Corinthians, pelo Brasileirão.

A lesão mais recente acabou deixando Arrascaeta de fora da lista de Óscar Tabárez para amistosos da seleção uruguaia contra Argentina e Hungria.

A diretoria do Flamengo já havia pedido a liberação do meia, uma vez que um dos jogos do Uruguai será no dia 18, cinco dias antes da final da Libertadores.

Em confronto adiantado pela 34ª rodada do Brasileirão - por conta da final da Copa Libertadores, no dia 23 de novembro, contra o River Plate (ARG) -, a bola rola no Maracanã às 21h30.

 

Lançe

Foto: Thiago Ribeiro

scarpaGustavo Scarpa pode estar de saída do Palmeiras. Segundo informações do periódico português “A Bola”, o Sporting está interessado no meio-campista. Na manhã desta quarta-feira, foi confirmado que o clube de Lisboa sondou o brasileiro.


Conforme foi apurado pelo jornal, a diretoria do Alviverde estaria disposta a abrir mão do seu atleta por R$ 45,97 milhões.

A reportagem portuguesa vê Scapa como “uma das figuras em destaque no Palmeiras”. E não é para menos. Aos 25 anos de idade, o meia tem 45 jogos com a camiseta do Verdão e já foi às redes 13 vezes. Na última rodada, Gustavo poderia ter ampliado sua média de gols, mas acabou desperdiçando um pênalti no empate contra o Corinthians.

 

 

Gazetaesportiva

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

jesuluxaUma das principais vozes em defesa dos técnicos brasileiros ante a chegada de Jorge Jesus e Jorge Sampaoli, Vanderlei Luxemburgo teve um turno inteiro para refletir sobre a goleada sofrida pelo Vasco diante do Flamengo, em Brasília, dia 17 de agosto. O tempo foi suficiente para que lapidasse a equipe, que tinha assumido havia dois meses.

O meio de campo foi o setor mais modificado pelo técnico desde aquele 4 a 1 no Mané Garrincha. Luxemburgo fixou o setor com três homens de marcação, diferentemente da escalação no primeiro jogo, em que congestionou o meio. Richard, Raul e Marcos Júnior são os favoritos para iniciarem a partida de hoje, às 21h30, no Maracanã, mas outras opções que não existiam antes emergiram: o marcador Bruno Gomes e o mais técnico Guarín. Ambos devem começar o jogo no banco.


Para o ataque, Luxemburgo apostou em Talles Magno à frente no primeiro turno, o que, em alguns momentos, até funcionou. Para o clássico desta noite, porém, o técnico, que não conta com o prodígio, deve privilegiar a quantidade: a dupla Marrony e Rossi, com ou sem Lucas Ribamar. Outra opção é a escalação de Felipe Ferreira, meia-atacante.


O clássico do primeiro turno serviu de ensinamento para o Vasco. O primeiro, mais óbvio: não se perdem dois pênaltis numa mesma partida impunemente. Yago Pikachu e Bruno César desperdiçaram, e o lateral-direito deve ser novamente o cobrador caso surja oportunidade. O segundo, é que quando o Flamengo der espaços, é preciso aproveitar as chances. Antes de Bruno Henrique abrir o placar, o Vasco fez jogo equilibrado e poderia ter saído na frente.


Ao olhar para o quintal dos vizinhos, Luxemburgo também pode encontrar inspiração no primeiro tempo do Botafogo, que igualou as ações com o Flamengo à base de um jogo de muita marcação, intensidade física e até a força excessiva em alguns lances. Enquanto teve os mesmos 11 jogadores em campo que o adversário, o time de Valentim manteve o ímpeto rubro-negro relativamente sob controle.

Provavelmente o técnico que mais chama para si a autoria de inovações táticas no futebol brasileiro, Luxemburgo vê atualmente Jorge Jesus levar o Flamengo rumo ao título brasileiro, mas não apenas isso. O time rubro-negro atingiu patamar de atuações que catapultaram o treinador para um nível acima dos demais. Esta noite, Vanderlei terá mais uma chance para provar que, mesmo à frente de jogadores menos talentosos, é capaz de ocupar o mesmo degrau que o colega português, que não terá Arrascaeta — Vitinho e Reinier disputam a posição.


Jesus quase ‘Vascou’
Luxemburgo foi a opção do Vasco logo depois da tentativa do clube de contratar Jorge Jesus. Tudo começou com a ponte feita pelo ex-vice-presidente de futebol José Luis Moreira.

O empresário português colocou o treinador e seus representantes em contato com a diretoria do Vasco depois da demissão de Alberto Valentim. Alexandre Faria, diretor de futebol na época, encabeçou a maior parte da negociação, que ocorreu muitas vezes diretamente com Jesus. Foram 15 dias de conversas frequentes por telefone, que culminaram com o envio de uma proposta oficial para o treinador.

 

O Globo Esporte

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo e Marcelo Regua