eduardoO América anunciou, nesta terça-feira (13), a contratação do lateral-direito Eduardo. O jogador de 34 anos rescindiu contrato com o Ceará e se tornou o nono reforço do clube mineiro para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. O defensor assinou contrato até o fim de 2022. No América, Eduardo terá as concorrências de Diego Ferreira (titular), Joseph e Thalys na lateral direita. O jogador tem vasta experiência na elite do Brasileirão. Ele já disputou a competição por Vasco, Criciúma, Athletico-PR, Chapecoense, Bahia e Ceará.

Na temporada 2020, Eduardo não emplacou grandes sequências na equipe cearense. Na maior parte dos jogos, ele foi reserva de Samuel Xavier. Ao todo, disputou 14 partidas na última edição da Série A do Campeonato Brasileiro e marcou um gol. Na atual temporada, Eduardo participou de seis jogos. O zagueiro Ricardo Silva foi a primeira contratação do América para 2021.

O defensor que estava no Operário assinou contrato com o Coelho até o fim deste ano. Até o momento, a diretoria anunciou oito reforços além de Eduardo: o zagueiro Ricardo Silva, os volantes Juninho Valoura e Ramon, os meias Yan Sasse e Bruno Nazário e os atacantes Leandro Carvalho, Ribamar e Luiz Fernando.

Ficha técnica

Nome: Carlos Eduardo Santos Oliveira Data de nascimento: 20 de novembro de 1986 (34 anos) Naturalidade: Maceió (AL) Posição: Lateral-direito Pé preferencial: Destro Altura: 1,73 m Clubes: CRB, Vasco, Duque de Caxias-RJ, CSA, Guaratinguetá-SP, Confiança, River Plate-SE, Joinville, Criciúma, Athletico-PR, Bahia, Chapecoense e Ceará.

superesporte

Foto: divulgação/América

santosApós a grande vantagem construída no jogo da ida, na Argentina, o Santos receberá o San Lorenzo, nesta terça-feira (13), no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa Libertadores, buscando garantir a vaga na fase de grupos da competição continental.

COM VANTAGEM

O Santos se mostrou muito forte no jogo de ida da terceira fase da Pré-Libertadores. Na argentina, na semana passada, o Peixe venceu o San Lorenzo pelo placar de 3 a 1 e com isso criou uma grande vantagem para o jogo da volta, em Brasília. Com o resultado da ida, o time comandado por Ariel Holán pode até perder por 2 a 0 que garante a vaga.

Para a partida decisiva, o treinador deve mudar o time em relação à equipe que entrou em campo na Argentina. Lucas Braga deve deixar o time titular para a entrada de Soteldo. Ainda no ataque, Kaio Jorge pode entrar no lugar de Marcos Leonardo.

SEM MUDANÇAS

Mesmo com a desvantagem no placar, o treinador Diego Dabove deve repetir a escalação do San Lorenzo que entrou em campo no duelo da Argentina. Após a partida no estádio Nuevo Gasómetro, o comandante do Ciclón afirmou que acredita na classificação.

“Nós precisamos jogar uma partida mais parecida com o que fizemos no segundo tempo. Precisamos estar organizados dentro de campo. Além de tomar cuidados na defesa e buscar o ataque a todo instante”.

 

futebolintrior

Foto: divulgação/Santos

ceniflaO Flamengo deu mais uma prova de sua força ao vencer a Supercopa, no domingo, seu oitavo título desde a temporada 2019. Convidado do "Bem, Amigos", Rogério Ceni comentou sobre a qualidade do time e do elenco, e disse ser muito difícil encontrar reposição para Arrascaeta e Everton Ribeiro. O técnico não vê em seu grupo outros atletas com características de construção de jogadas. Por causa da queda de receita ocasionada com a falta de bilheteria e redução dos sócios-torcedores, o Flamengo adotou mais cautela no mercado para esta temporada. Até agora, só o zagueiro Bruno Viana foi contratado.

  • Temos boas opções na maioria das posições, mas alguns jogadores são tão especiais que são difíceis de substituir. Everton e Arrascaeta não têm similares. Michael é mais de velocidade, Vitinho de finalização. São diferentes. Dentro da característica do time, precisamos de meias criativos. Realmente não temos peças de reposição com essas características. Na maioria das posições estamos bem, e temos que entender o momento financeiro também - disse Ceni. Contra o Palmeiras, Rogério não pôde contar com Pedro, que se recupera de lesão, além de Thiago Maia, que está em tratamento após cirurgia no joelho.

Sobre o estilo de jogo do Flamengo, ele disse acreditar que o time já está com a sua cara e agradeceu a ajuda dos jogadores mais experientes. Entre as mudanças feitas por Ceni estão a ida de Arão para zaga, o posicionamento de Filipe Luís e a presença de Diego como volante no time titular.

  • O time está montado com a forma que eu quero jogar. Isso não garante taça, conquistas. Depende do esforço, que é grande de todos. Os mais velhos são exemplos. Diego, Filipe... o Arão é razinza, mas eu gosto muito dele. A ida dele pra zaga na temporada passada deu a qualidade que a gente queria.

A Supercopa reuniu os dois clubes mais vitoriosos e badalados da última temporada, mas Rogério Ceni não acredita que o título do Flamengo automaticamente o coloque como melhor do que os outros. Ele apontou o crescimento de outros times que podem bater de frente, como Atlético-MG e Grêmio.

  • Não são só Flamengo e Palmeiras, há outros. O Grêmio está se reforçando, o Atlético-MG, São Paulo... Outros vão brigar. O Palmeiras tem jovens que se destacam, tem reposição de peças. O Flamengo tem um conjunto formado desde 2019 e acrescenta atletas. Foi um jogo muito parelho. Fiquei impressionado. Mas é difícil dizer (quem é o melhor).

O Flamengo volta a campo na próxima quinta-feira para o clássico com o Vasco, no Maracanã. O time é o segundo colocado da Taça Guanabara com 19 pontos, com um a menos do que o Volta Redonda, que tem uma partida a mais.

 

GE

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Às vésperas de começar a fase de grupos da Libertadores, o Fluminense agitou o mercado e fechou só nesta segunda-feira um pacotão com quatro contratações: Cazares, do Corinthians; Abel Hernández, do Internacional; Raúl Bobadilla, do Guaraní, do Paraguai; e Manoel, do Cruzeiro. Junto com David Braz, que já estava apalavrado e aguarda a liberação do Grêmio, o Tricolor agora corre contra o tempo para regularizar e inscrever seus últimos reforços no torneio continental.

Pelo regulamento da Conmebol, os clubes devem enviar até o próximo sábado, às 18h15 de Assunção (19h15 de Brasília), a lista de no mínimo 21 e no máximo 50 jogadores, sendo três deles goleiros, que poderão jogar na fase de grupos. Com isso, o Fluminense tem cinco dias para realizar os exames médicos, assinar os contratos, anunciar e inscrever o seu elenco no torneio. Não há tempo a perder.

Nesta terça-feira já começam a chegar os reforços tricolores ao Rio de Janeiro. Cazares e Manoel serão os primeiros. O meia equatoriano foi liberado pelo Corinthians, enquanto o zagueiro rescindiu com o Cruzeiro. Na quarta, será a vez de Abel Hernández e Bobadilla. O centroavante uruguaio também foi liberado pelo Inter, enquanto o atacante argentino naturalizado paraguaio vem por empréstimo de um ano com opção de compra. Todos passarão por exames médicos. A parte burocrática envolve transferência de documentos entre federações e também pode demorar, principalmente com gringos, que precisam tirar um visto de trabalho no Brasil. Nos casos de Cazares e Abel Hernández, isso não é empecilho, pois eles já vinham jogando no país. O problema é com Bobadilla, que atuará pela primeira vez no futebol brasileiro. O Fluminense já vem tentando adiantar o que for possível do registro, antes mesmo dos exames, para ganhar tempo.

Porém, há uma forma do Fluminense ter um prazo maior para regularizar Bobadilla: usando a inscrição provisória de jogadores. Junto da lista oficial do elenco, a Conmebol permite uma segunda com mais cinco nomes, que não precisam estar regularizados na data do envio. Quem estiver nessa relação ficará com a inscrição pendente, mas podendo concluir a documentação em três novos períodos:

Para jogar na 1ª rodada: até às 15h (de Brasília) de 19 de abril Para jogar na 2ª rodada: até às 15h (de Brasília) de 26 de abril Para jogar na 3ª rodada: até às 15h (de Brasília) de 3 de maio Obs: após esses prazos, novos jogadores só poderão ser inscritos a partir das oitavas de final. Se for liberado pelo Grêmio, David Braz também deve entrar na lista provisória, mas por outro motivo: o zagueiro está com Covid-19 e precisa cumprir 10 dias de quarentena. O jogador até ficou fora dos relacionados do Tricolor gaúcho para enfrentar o Independiente del Valle, do Equador, nesta quarta-feira, pela última fase da Pré-Libertadores. Com isso, ele não conseguirá viajar nesta semana ao Rio para realizar os exames médicos e assinar o contrato.

Com Abel Hernández, Cazares, Bobadilla, Manoel e David Braz, o Fluminense chegará a sete reforços para a Libertadores, levando em consideração as duas primeiras contratações: Samuel Xavier, ex-Ceará, e Wellington, ex-Athletico-PR. O clube ainda não desistiu de Willian Bigode, mas o atacante do Palmeiras passou a ser visto como improvável nas Laranjeiras em função do pouco tempo hábil. Ele ainda vai jogar nesta quarta-feira contra o Defensa y Justicia, da Argentina, pela final da Recopa Sul-Americana, para só depois decidir seu futuro.

 

GE