• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pré-qualificou o primeiro autoteste para hepatite C. O produto, chamado autoteste OraQuick HCV, fabricado pelo OraSure Technologies, é uma extensão de um teste rápido para hepatite C inicialmente pré-qualificado para uso profissional. “A nova versão, especificamente projetada para o uso de pessoas leigas, fornece um único kit contendo os componentes necessários para realizar o autoteste”, informou a OMS.

hepatitec

A entidade passou a recomendar o uso de autotestes para detecção da hepatite C em 2021, como forma de complementar os serviços de testagem para a doença. “A recomendação baseou-se em evidências que demonstram a capacidade do autoteste de ampliar o acesso e a utilização dos serviços, sobretudo entre pessoas que, de outra forma, não seriam testadas para a doença”.

Dados da OMS indicam que, todos os dias, 3,5 mil pessoas morrem no mundo em razão de hepatites virais. Dos 50 milhões que vivem com hepatite C, apenas 36% testaram positivamente e 20% tiveram acesso ao tratamento até o fim de 2022. Para a entidade, a pré-qualificação do autoteste representa uma forma segura e efetiva de expandir a testagem para hepatite C, garantindo que mais pessoas sejam diagnosticadas com a doença e tratadas.

Agência Brasil

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Resumo

Dilatação na parede de uma artéria que fornece sangue a uma área específica.

Sintomas

Se você estiver apresentando sintomas novos, graves ou persistentes, procure um médico. A maioria dos aneurismas é assintomática, especialmente se diagnosticada nos estágios iniciais. No entanto, eles podem se romper para causar sintomas como:

Dor na região envolvida, como dor de cabeça, dor no peito, fraqueza, tontura e dor abdominal Sangramento do vaso Eles também podem estar presentes com as características da artrite, que causa a dilatação, como febre, malestar e perda de peso.

Causas

Os aneurismas podem ser herdados como parte de um distúrbio maior de fraqueza do músculo liso ou podem surgir de condições adquiridas como:

Hipertensão Aterosclerose Inflamação dos músculos lisos que causa distensão da parede do vaso

Microsoft Start Health 1 minuto de leitura

Embora o colesterol alto seja uma condição muitas vezes silenciosa, quando chega a um nível crítico, podem aparecer alguns sinais e sintomas no corpo. Esses costumam ser facilmente observados no rosto, mãos e pernas.

colesterol

No entanto, é importante saber que o exame de sangue é a única maneira de saber com certeza se os níveis de colesterol estão ou não dentro da normalidade.

O que é colesterol e quais as consequência do acúmulo? O colesterol é uma substância gordurosa natural do sangue. É produzido no fígado e também o obtemos através de alguns dos alimentos que comemos.

Assim, o acúmulo de colesterol no corpo geralmente se deve a uma dieta rica em gordura. Mas a genética, o cigarro, a bebida e a falta de exercícios contribuem para o problema.

Créditos: sciencepics/DepositPhotos Se um excesso dessa gordura começar a revestir os vasos sanguíneos, pode causar um bloqueio que pode levar a sérios problemas de saúde, como ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.

Sinais e sintomas de colesterol alto no corpo Rosto Um sintoma comum do colesterol é o xantelasma – que pode aparecer como inchaços nas pálpebras e na pele ao redor dos olhos.

Isso ocorre pelo acúmulo de depósitos de colesterol gorduroso sob a pele, dando a essas protuberâncias uma aparência amarelada.

Outro sinal é o arcus senilis – quando um círculo azul, branco ou cinza aparece ao redor da parte colorida do olho conhecida como íris.

Pode começar como uma linha na parte superior e inferior da íris antes de se transformar em um círculo. Os homens são mais propensos a desenvolver este círculo ao redor da íris.

Se este anel ocorrer em crianças, é denominado arcus juvenil.

Mãos Os xantomas de tendão podem causar a formação de depósitos de colesterol ao redor dos tendões do corpo, deixando-os doloridos e inchados.

Isso geralmente é mais perceptível na articulação do dedo, mas pode acontecer em qualquer lugar, como no tendão de Aquiles.

Outros sinais reveladores de que os níveis de colesterol podem estar muito altos incluem formigamento frequente ou doloroso nas mãos.

À medida que os depósitos de colesterol nos vasos sanguíneos começam a limitar o fluxo sanguíneo, isso pode causar formigamento nas mãos enquanto o sangue oxigenado luta para passar.

Pernas Os sintomas podem ocorrer porque o colesterol causa a formação de placas no sangue. À medida que esses vasos se estreitam, a dormência e o formigamento podem se espalhar pelas pernas. A pessoa também pode sentir dor.

A dor clássica pode aparecer em uma área específica da perna, como na panturrilha ou coxa – ou em qualquer lugar desde o quadril até o pé.

Geralmente isso indica que a placa se acumulou dentro das artérias e está causando bloqueios, impedindo a passagem do fluxo sanguíneo.

É importante consultar seu médico, pois isso pode indicar doença arterial periférica.

Sem tratamento, essa doença pode levar a consequências graves, incluindo gangrena ou até amputação do membro afetado.

Catraca Livre

Foto: © Fornecido por Catraca Livre

Gestores e profissionais de saúde participam nesta sexta-feira (5) de capacitação sobre normas e procedimentos em vacinação. A proposta, de acordo com o Ministério da Saúde, é atualizar e disseminar orientações pertinentes às atividades de imunização e aos procedimentos técnicos adotados nas salas de vacinação.

Durante o evento, a pasta deve apresentar a 2ª edição do Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação. A programação conta ainda com palestras e debates sobre recomendações referentes à notificação, investigação e conduta preventiva frente à ocorrência de erros de imunização.

Segundo o ministério, o Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação foi reestruturado, levando em conta a realidade atual dos imunizantes oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), as novas tecnologias incorporadas pela pasta e a capacidade de armazenamento das redes de frios nos estados.

webinário acontece às 14h e será transmitido pelo canal da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente.

Agência Brasil

Subcategorias