Após uma reunião entre famíliares o filho do ex-vereador Almir Reis que estava trabalhando  numa pré-candidatura a vereador anunciou que não pretende lutar por uma cadeira na Câmara Municipal de Floriano.

almirfrancalinoA informação foi repassada ao piauinoticias.com nessa tarde de sábado, 14, quando o ex-vereador Almir e o filho estavam participando de uma manifestação popular na localidade Pequi, que fica na zona rural do município.

O ex-vereador (imagem à esquerda) que hoje é líder religioso afirmou que com a posição do filho deve apoiar outro nome e já anunciou quem.



Almir disse que nesse começo de semana estará se manifestando com mais informações ao piauinoticias.com com detalhes de informações. O próprio Almir que é filiado do PTB trabalhava a uma pré-candidatura a prefeito no grupo do qual faz parte.
Da redação
IMAGEM: arquivo do piauinoticias.com

Os moradores de um trecho da Rua Sete, região do Pesque e Pague em Floriano-PI, estão revoltados com a situação no local por que estão jogando lixo, restos de árvores e entulho. Há cerca de quatro meses, segundo informações de Giuliano Feitosa Coelho, que já realizou uma reunião na sua residência, houve um contato com integrantes da secretaria de Infraestrutura, quanto ao entulho e lixo que estavam sendo jogados no local por veículos particulares (placa vermelha), mas até agora não houve quem resolvesse o problema. Os moradores já identificaram os veículos por meios de imagens e estão enviando aos meios de comunicação para que a ação possa ter um fim.
caminhõeslixo0

Quando recebeu a denúncia o então secretário de Infraestrututa Fábio Cruz pediu que os moradores registrassem as ações com fotos, para que o município em parceria com outros órgãos  pudessem tomar as providencias cabíveis.  As imagens foram feitas, mas não chegaram até o secretário, foi o que confirmou o mesmo nessa manhã quando foi procurado pelo piauinoticias.com.


“Nós ouvimos os questionamentos de um grupo de pessoas sobre os veículos que estavam jogando lixo e outros produtos no local em questão,  pedimos que os moradores registrassem as ações e nos enviassem as imagens para que pudéssemos tomar as providências, no entanto, deixamos a secretaria de Infraestrutura e não chegaram essas imagens de flagrantes com identificação dos veículos”, disse Fábio Cruz.


Na reunião com o ex-secretário as pessoas solicitaram  pavimentação poliédrica, mas ele foi bem claro e sincero quanto a esse pedido,  “quando tivemos com aquelas pessoas foi de fato falado em melhoramento do local, mas fomos claro e afirmamos que uma máquina iria dar um melhoramento, fato que foi feito, mas não houve promessas de calçamento”.
Estrada da Guia
Está se tornando comum os flagrantes de pessoas em veículos jogando lixo na estrada que dá acesso ao bairro Nossa Senhora Daguia. Os produtos jogados ao longo da Avenida São Pio parecem ser oriundos de residencias.  A maioria das pessoas que está cometendo essa infração está praticando o ato no período da noite.
Por algumas vezes o ex-secretário de saúde de Floriano, sanitarista Maurício Bezerra, foi contactado sobre lixo no local citado e esteve mandando que servidores da Prefeitura fizesem o recolhimento dos objetos, principalmente daqueles que proporcionavam a proliferação do mosquito que transmite a dengue.
Da redação
IMAGEM: internalta
urnaeletronicaTermina nessa segunda-feira, 16, o prazo para os partidos políticos enviarem sua lista de filiados à Justiça Eleitoral. O envio é feito através do Filiaweb, um sistema eletrônico usado para registrar a filiação partidária, usado desde 2009.


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estipulou ainda em 2009 que o envio da relação deve ser feito na segunda semana dos meses de abril e outubro de cada ano. Devem ser relatados os nomes e respectiva zona eleitoral de todos os filiados, além dos números dos títulos eleitorais e das seções em que estão inscritos e a data da filiação. Os dados servem de parâmetro para os prazos de filiação em caso de candidatura.


Caso a lista não seja enviada no prazo, a Justiça Eleitoral vai considerar a relação anterior. Se algum filiado se sentir prejudicado com o atraso na entrega, poderá ainda acionar um juiz da zona eleitoral para intimar o partido.



Riachão Net

revistaistoeO deputado governou o Maranhão por apenas dez dias, mas é investigado pela Polícia Federal por suspeitas de envolvimento com uma rede de prostituição

 

O deputado maranhense Marcos Caldas (PRB) sempre foi um político com pouca expressão e sem prestígio entre manda chuvas de seu Estado. Ao assumir a vice-presidência da Assembleia Legislativa, no ano passado, ele também não se destacou nem apresentou projetos relevantes.

 

Apesar disso, uma sucessão de impedimentos dos sucessores naturais da governadora Roseana Sarney o levou à cadeira de governador do Maranhão por dez dias, enquanto a ocupante do posto viajava para os Estados Unidos. O breve reinado de Caldas, porém, acaba nesse domingo, 15. O tempo que passou no cargo serviu para que inaugurasse obras em seus currais eleitorais e visitasse correligionários usando helicóptero oficial.

 

Os compromissos eleitoreiros ofuscaram por alguns dias o real problema que o deputado enfrenta desde o mês passado. Ele foi incluído nas investigações da Polícia Federal sobre o assassinato de uma estudante no Piauí e virou suspeito de envolvimento com uma rede de prostituição interestadual.

 

O nome de Marcos Caldas, conhecido como Marcos Play, aparece em escutas telefônicas com amigas da jovem Fernanda Lages, que morreu em agosto de 2011, jogada de uma altura de 26 metros de um prédio de Teresina.

 

Uma delas é Nayara Veloso, que promovia festas e encontros de figurões da política e empresários com belas estudantes. Nayara foi presa acusada de esconder informações relevantes para as investigações sobre o caso. Coincidentemente, quem fez sua defesa foi o escritório de Ronaldo Ribeiro, um advogado do Maranhão que é amigo pessoal de Marcos Caldas e costumava ir com ele ao Piauí.

 

O deputado conhecia a jovem assassinada, mas sempre negou aproximação. Mesmo assim, a PF, que entrou no caso a pedido do governador do Piauí, Wilson Martins, convocou o político para prestar depoimento. Como tem a prerrogativa de escolher data e local, Caldas ainda não depôs.

 

Fontes da PF afirmam que o objetivo é esclarecer qual a relação do parlamentar com a vítima e com suas amigas acusadas de promover e frequentar boates acompanhadas de políticos. Caldas admite conhecer as garotas e participar de festas em Teresina. Nega, no entanto, aproximação com elas. Inclusive com Nayara, que, segundo as investigações, usava o carro oficial do político para buscá-lo no aeroporto.

 

Conhecido pelo gosto por festas e relações com garotas de programa, o governador interino do Maranhão também carrega outras suspeitas no currículo, que tem mais a ver com sua conduta na vida pessoal do que com corrupção política. Marcos Caldas estaria num veículo que atropelou dois jovens em junho de 2011 e não prestou socorro.

 

Também teria atirado em um segurança. Como se vê, Marcos Play, o breve, tem muito a explicar.


Revista Istoé

Subcategorias