Após passar mais de 40 dias sem registrar chuva, um temporal com forte ventania caiu em Teresina na tarde desta quarta-feira (15). O vento chegou a derrubar várias árvores sobre ruas e avenidas da cidade, segundo informou o Corpo de Bombeiros ao Cidadeverde.com.

chiuca

Na avenida principal do Dirceu Arcoverde, na zona Sudeste, o teto de uma construção caiu em cima de um veículo que passava pelo local. (Foto acima).

De acordo com a meteorologista Sonia Feitosa, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, o forte calor conjugado com a umidade causou a chuva.

"O calor conjugado com a umidade do Norte do país, do estado do Maranhão, favoreceu a convecção e como consequência a chuva", informou.

A previsão, segundo ela, era de rajadas de vento de até 20km/h, no entanto, chegaram a 45km/h. De acordo com o site Clima Tempo, a chuva também caiu em Floriano, Esperantina, Palmeirais e Batalha. "Em Teresina, de acordo com o Cemaden, o acumulado foi de 3 mm", disse o site.

Ainda de acordo com o Clima Tempo, a última chuva na capital ocorreu em 31 de junho, com 28,2 mm.

Para os próximos três dias a previsão é de mais chuva entre Teresina e o litoral. O Centro e o Sul do estado seguem sem chuva e umidade baixa.

O climatologista Werton Costa disse que, apesar do tempo seco, as chuvas nesse período podem acontecer.

"Nesse período ocorrem chuvas extemporâneas, que também são chamadas de chuvas de pré-estação. Elas são historicamente mais comuns do que se imagina. Mesmo nos meses secos nós temos uma certa carga de chuva. O que há de diferencial nessa chuva é que havia muita termodinâmica, ou seja, uma quantidade muito grande calor, uma entrada de umidade e a transformação desse calor e dessa umidade em temporal isolado, já que atingiu apenas algumas áreas da cidade", explica.

ascom

Última etapa da edição 2021 da premiação é decidida por júri popular

Não somente no Dia do Cliente, comemorado nesta quarta-feira (15), mas todos os dias, ser bem atendido é bom e todo mundo gosta. Na internet, mesmo o relacionamento feito através de uma tela, o que faz mesmo o “cliente virar freguês” é a boa experiência proporcionada pelas empresas, atendendo às demandas e ouvindo no que for necessário.

Há 10 anos o site Reclame Aqui, além de dar voz às reclamações dos clientes de diferentes empresas, também reconhece aquelas que prestam um bom serviço e se destacam no atendimento ao consumidor no ambiente on-line. A votação para a edição de 2021 já está aberta. Para votar, basta acessar o site https://premio.reclameaqui.com.br/votacao até o dia 31 de outubro de 2021.

Com um atendimento totalmente humano, isto é, com atendentes reais, o Educa Mais Brasil foi indicado, novamente, para concorrer ao prêmio de melhor atendimento na categoria Educação-Serviço. A empresa pioneira na oferta de bolsas de estudo orgulha-se de responder e resolver as demandas dos consumidores no menor tempo possível.

“Temos atendimento 100% humanizado e isso enche nosso coração de orgulho, pois sabemos o quanto é importante para nós e nosso time trabalhar em uma empresa que valoriza e acredita na capacidade de comunicação que cada pessoa possui, falando com o seu jeito de ser”, destaca William Souza, supervisor da equipe de atendimento de Redes Sociais do Educa.

Mesmo com atendimento personalizado, a empresa é uma das poucas que possuem o selo de mensagem rápida pelo Facebook. Isso significa que cada mensagem é lida de verdade e respondida de acordo com a demanda do usuário. “Ainda tem quem não acredite que somos humanos, pois somos eficientes, rápidos e amorosos”, completa William.

Para a coordenadora de Marketing do Educa, Amanda Galindo, “a votação promove um reconhecimento ao esforço e à dedicação na comunicação e atendimento da nossa equipe. Como empresa, ficamos sempre muito gratos em participar da lista de indicados ao prêmio, nos traz orgulho e, principalmente, motivação para continuar atendendo de forma humanizada e eficiente”.

O Educa Mais Brasil atua há 18 anos no segmento educacional facilitando o acesso de milhares de pessoas a instituições de ensino de qualidade – da educação básica ao superior – com bolsas de estudos de até 70% de desconto nas mensalidades.

Na plataforma do Reclame Aqui, o Educa possui o selo RA 1000, dedicado às empresas “totalmente comprometidas com o consumidor”, o que o coloca positivamente à frente de outras empresas que concorrem na mesma categoria. Isso significa que, no último ano, todos os contatos feitos no Reclame Aqui foram respondidos pelo Educa Mais Brasil. Além de utilizar o site do Reclame Aqui como mais uma plataforma de comunicação on-line com os seus bolsistas, o Educa amplia o atendimento através das suas redes sociais por meio do Twitter e Instagram.

As marcas concorrentes ao Prêmio Reclame Aqui, nas diversas categorias, foram classificadas em uma primeira etapa a partir da avaliação dos próprios consumidores no site do Reclame Aqui. Agora, os selecionados aguardam o júri popular que vai decidir qual empresa merece ser destaque dentro da categoria a qual concorre.

 Para votar, basta acessar o site https://premio.reclameaqui.com.br/votacao até o dia 31 de outubro de 2021.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

A festa dos católicos de exaltação da Santa Cruz na Igreja de Santa Cruz, bairro do mesmo nome, foi com presenças de muitos fiéis.

dom

A manifestação ocorreu nesse dia 14 de setembro, terça-feira, e com presenças de muitos líderes religiosos.

dom0

O momento religioso contou com a presença do líder da Igreja local o dom Edvalter Andrade que numa entrevista destacou a importância da Santa Cruz.

 

Exaltação da Santa Cruz Origem:

Ícone russo da Festa da Exaltação da Santa Cruz por Gury Nikitin, 1680. Galeria Tretyakov, Moscou, Rússia. Esta festa é chamada em Grego de Ὕψωσις τοῦ Τιμίου Σταυροῦ e em Latim de Exaltatio Sanctae Crucis (literalmente, "Exaltação da Santa Cruz"[a]). Em algumas partes da Comunhão Anglicana a festa é chamada Santo Dia da Cruz, um nome também utilizado por Luteranos. A celebração é às vezes chamada Festa da Cruz Gloriosa.

No calendário litúrgico cristão há várias Festas relacionadas à Cruz, todas com a intenção de relembrar a crucificação de Jesus Cristo, evento central da fé, como diz o apóstolo São Paulo: "nós pregamos a Cristo crucificado, que é para os judeus, na verdade, uma pedra de tropeço, e para os gentios uma estultícia; mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus."Enquanto a Sexta-Feira Santa é dedicada à paixão e Crucificação, a Festa da Exaltação da Santa Cruz, em 14 de Setembro, celebra a cruz como instrumento de salvação, fonte de santidade e símbolo revelador da vitória de Jesus sobre o pecado, a morte e o demônio.

Santo André de Creta diz: "Celebramos a festa da cruz; por ela as trevas são repelidas e volta a luz. Celebramos a festa da cruz e junto com o Crucificado somos levados para o alto para que, abandonando a terra com o pecado, obtenhamos os céus. A posse da cruz é tão grande e de tão imenso valor que seu possuidor possui um tesouro."

Segundo a tradição, a Vera Cruz foi descoberta em 326 por Helena de Constantinopla, mãe do Imperador Constantino I, durante peregrinação à cidade de Jerusalém. A Igreja do Santo Sepulcro foi construída no local da descoberta, por ordem de Helena e Constantino. A igreja foi dedicada nove anos após, em 335, com uma parte da cruz em exposição. Em 13 de Setembro ocorreu a dedicação da igreja e a cruz foi posta em exposição no dia 14, para que os fiéis pudessem orar e venerá-la. Em 614 os persas invadiram a cidade e tomaram a cruz, que foi recuperada pelo Imperador Bizantino Heráclio em 628. Após um ano em Constantinopla, a cruz retornou ao Santo Sepulcro.

A Exaltação da Santa Cruz é a festa principal dos Cônegos Regulares da Ordem da Santa Cruz.

Com informações do Wiquipédia