sessoespresencA retomada das sessões plenárias presenciais da Assembleia Legislativa foi adiada do dia 22 para o dia 29 deste mês pela Mesa Diretora do Poder. A Assembleia vai continuar realizando os testes entre os servidores e intensificar os protocolos de segurança sanitária, como a sanitização de todos os setores do parlamento e das áreas de circulação de pessoas no Palácio Petronio Portela.

A bancada formada pelo PCdoB, PT e PTB também solicitou o adiamento do retorno, antes previsto para a próxima segunda-feira (22).

De acordo com o deputado Franzé Silva (PT), o adiamento foi necessário porque a curva da pandemia da Covid-19 ainda é ascendente no Piauí.

Será ampliada a quantidade de testes para detectar a presença de aintcorpos para Covid-19 nas pessoas que terão acesso ao prédio da Assembleia Legislativa, sobretudo para resguardar a saúde dos deputados que têm comorbidades e dos servidores que vão trabalhar presencialmente. Até quinta-feira (18), foram realizados 270 testes para Covid-19.

Mesmo com o adiamento do retorno da atividade presencial, os testes de servidores continuam sendo feitos no setor médico da Assmebleia.

Os integrantes das bancadas conversaram com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), que concordou com o adiamento. O presidente adiantou que os deputados que integram os grupos de risco para Covid-19 - hipertensos, diabéticos, cardíacos - poderão participar das sessões através de videoconferência, mesmo após o retorno das atividades presenciais.

 

Alepi

correilimaPode sair da cadeia ainda nesta sexta-feira, 19, e ir para prisão domiciliar, o ex-coronel José Viriato Correia Lima, de 68 anos, que está preso há 11 anos após ter sido condenado a 129 anos de prisão por uma série de homicídios ligados ao crime organizado.

A defesa de Correia Lima solicitou à justiça da cidade de Parnaíba, onde ele cumpre pena, para que ela possa ser colocado em prisão domiciliar em razão da pandemia do novo Coronavírus.

Em despacho na manhã de hoje, a juíza Maria do Perpetuo Socorro Vasconcelos, solicitou à defesa o endereço atualizado do réu. A prisão domiciliar conta com parecer favorável do Ministério Público, através do promotor Rômulo Cordão.

A defesa do ex-coronel informou que o pedido de prisão domiciliar ocorreu em virtude do condenado ser do grupo de risco da Covid-19, possuindo uma série de comorbidades.

“Isso ocorre também por conta da situação do presídio de Parnaíba que já tem muitos infectados, ele é portador de diversas doenças como todos sabem, e diante dessas circunstâncias não há outro remédio a não ser a prisão domiciliar”, disse.

correialima

Com informações do tresinadiario

Foto: reprodução

O artista florianense Henrique Felisberto, de Floriano, estará numa live solidária na próxima terça-feira, 23.

henrique4

Na manhã de hoje, 18, o artista esteve na redação do Portal Piauí Noticias para externar sobre a programação e da situação por que passam os artistas de modo em geral, principalmente os quem são do interior.

Da redação