majordiegoMajor Diego Melo, presidente da Associação dos Oficiais Militares do Piauí (Amepi), saiu em defesa da participação de policiais nos atos em defesa do governo Bolsonaro marcados para esta terça-feira, 07, feriado da Independência, em Teresina. Segundo ele, desde que estejam de folga e desarmados, os militares têm direito de participar das manifestações políticas.

As declarações de Diego Melo vão de encontro às recomendações expedidas pelo Comando Geral da Polícia Militar, que veda a participação de militares da ativa em atos políticos, sob pena de responderem a processos administrativos na corporação.   A promotoria Militar também já advertiu que a legislação proíbe a participação de militares nos atos, fardados ou não.

“A avaliação do nosso jurídico é que não há nenhum problema, nunca houve. Não é a primeira e nem a última vez que vai haver o 7 de setembro e atos nesse dia. Os policiais são livres, na folga deles e desarmados, para manifestar seu sentimento patriótico, liberdade e independência. Isso aí [recomendações] é um flerte com a tirania”, reagiu Diego Melo, que é um dos organizadores da carreata marcada para Teresina nesta terça-feira.

O presidente da Amepi disse ainda que a entidade sairá em defesa dos policiais militares que forem alvo de processos disciplinares por participar das manifestações. “A gente está preparado para judicializar qualquer abuso de autoridade que aconteça. Se abrirem processos administrativos, a gente vai defender quem for processado e denunciar por abuso de autoridade quem o fizer”, disse o major.

Carreata deve reunir 3 mil pessoas

A carreata em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, que tem Diego Melo como um dos organizadores, vai ser iniciada às 16h na Avenida Zequinha Freire, zona leste. O grupo deve passar ainda pelas avenidas João XXIII, Raul Lopes, Frei Serafim e Miguel Rosa, antes de encerrar o ato em frente ao 25º Batalhão de Caçadores, no centro.

A expectativa dos organizadores é que 3 mil pessoas participem do ato, que tem como bandeiras “Deus, Pátria, Família e Liberdade”.

“É um ato nacional, que acontece em várias capitais e várias cidades no Brasil”, destacou Diego Melo.

Cidadeverde

ladislauNa manhã desta terça-feira, 07, feriado da Independência, durante manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro, em Teresina, o pároco da Paróquia Imaculada Conceição, localizada no bairro Vila Bandeirante, padre Ladislau João da Silva, mandou o presidente da República "ir pra o inferno".

Em entrevista, ao GP1, o padre Ladislau João ressaltou que Jair Bolsonaro e outros políticos do Brasil enrolam a população com discursos bonitos e disse que o inferno é lugar "dos maus".

“O inferno é o lugar dos maus, aliás, o inferno é muito mais do que isso, é um estado de vida dos perversos, Jesus mesmo disse. Não é só o Bolsonaro não [que tem que ir para o inferno], também existem outros políticos que se aproveitam das pessoas, que ficam enrolando a população com discursos bonitos”, detalhou o padre.

O pároco da Paróquia Imaculada Conceição também disse ainda que na sua visão, no Brasil nunca teve independência. “Temos que tomar consciência que no Brasil não teve independência. Estamos aqui no Grito dos Excluídos, pois acreditamos que esse país tem que ser um país descente, onde haja vida para todos, onde haja emprego para todos. Não é só covid que mata, a fome também mata. Acreditamos em Jesus, ele que veio derrubar essa opressão que mata e que machuca o povo sofredor, acreditamos no projeto dele. Os indígenas estão sendo vítimas desses sistemas, sendo expulsos de suas terras, tudo isso porque existe uma desordem na política, esse governo é um governo de politicagem”, desabafou o padre Ladislau.

Manifestação

Diversos manifestantes se reuniram na manhã desta terça-feira, feriado de 7 de setembro, em um ato organizado na Capital contra o governo Bolsonaro, denominado "Grito dos Excluídos". A concentração iniciou por volta das 8h em frente à Assembleia Legislativa do Piauí, no centro de Teresina.

Manifestações contrárias ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ocorrem em todo o país. No Piauí, além de Teresina também participam do ato grupos nas cidades de Parnaíba, Picos, Floriano, Piripiri e localidades próximas à região de Queimada Nova.

GP1

tiagofrannciscoPor volta de 21:00h desse domingo, 05, um adolescente de apenas 16 anos identificado como Tiago Francisco da Silva, foi morto a golpes de faca, quando o mesmo estava no Posto Sousa, na localidade Três Tornos, situada na zona rural de Pio IX.

De acordo com informações do socorrista Francisco Charles, que é conhecido com Lulu Vaqueiro, o adolescente sofreu as perfurações com uma arma branca, recebeu os primeiros atendimentos, mas não resistiu e veio a óbito no local.

Ainda não se sabe o que motivou o crime. A Polícia Civil foi comunicada do caso e iniciou as apurações.

Com informações do cidadesnanet

A Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado - Greco, efetuou na manhã desta segunda-feira, 06, no bairro Satélite, a prisão de J. E. D. S. R.

A prisão decorre de investigação iniciada ano passado pelo Greco a fim de apurar comércio ilegal de arma de fogo. Na ocasião, mês de outubro, foram presas cinco pessoas e apreendidas seis armas, mas o nacional preso hoje não foi encontrado e estava foragido desde então.

O investigado, que foi investigado e denunciado por comércio ilegal de arma de fogo, será interrogado e encaminhado ao sistema prisional.

Policia Civil