franciscodaschagasFoi baleado duas vezes após reagir a um assalto na noite desta terça-feira, 23, um jovem de 25 anos. O crime aconteceu no bairro Alto Santa Maria, em Parnaíba, litoral do Piauí.

Ele foi identificado como Francisco das Chagas, mais conhecido como Fran Albuquerque, e caminhava na rua quando foi abordado por dois criminosos que chegaram de moto.

Fran, que é vendedor em uma loja de Parnaíba, teria reagido ao assalto e foi baleado duas vezes nas costelas. Os criminosos levaram o seu celular e fugiram em seguida.

Populares chamaram o Samu que o encaminhou para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, onde permanece internado.

A Polícia Militar foi acionada e iniciou diligências, mas até o momento ninguém foi preso.

 

Com informações do 180graus

Morreu na tarde de ontem, 22, um homem identificado como Luciano Macêdo de Carvalho, 24 anos, ao sofrer uma descarga elétrica, quando fazia uma instalação em sua residência, na comunidade Cachoeirinha, zona rural do município de Curral Novo do Piauí.

De acordo com o comandante da Polícia Militar de Curral Novo, major Milton, Luciano estava em casa, por volta de 13h, fazendo instalação do poste para o imóvel, quando sofreu a descarga. Seus dois filhos correram em direção à residência do vizinho, pedindo socorro, no entanto, quando os vizinhos foram até o local Luciano Macêdo já estava sem vida.

“Ele estava fazendo a instalação geral do poste para casa e na hora da situação havia somente ele e as duas crianças, que saíram correndo. Quando o pessoal chegou lá ele estava no chão, com o pescoço e braço queimados”, pontuou.

O corpo de Luciano Macêdo de Carvalho foi encaminhado para Simões, onde foi realizado o exame de corpo de delito e sepultado posteriormente. Ele deixa dois filhos e a esposa.

 

GP1

No início da noite dessa segunda-feira, 22, um homem identificado como Pedro Francisco da Costa, 40 anos, foi morto a tiros, por volta das 18:00h, na zona rural de Pio IX, na estrada que dá acesso a Serra da Baraúna.

De acordo com o delegado de Polícia Civil, Aureliano Barcelos, a vítima foi morta supostamente a tiros de espingarda, sendo atingida na cabeça e nas costelas.

“Encontraram o corpo na estrada já sem vida, com pelo menos dois tiros, sendo um na cabeça e outro nas costelas. A vítima estava em uma moto quando foi alvejada”, disse o delegado.

As primeiras informações apuradas pelo delegado é que a família desconhece se a vítima tinha desafetos.

A Polícia segue nas investigações para identificar a motivação e autoria do crime.

 

Com informações do cidadesnanet

explosivNessa segunda-feira, 22, um homem, com 41 caixas de explosivos de material foi conduzido à Delegacia de Guadalupe pela Polícia Militar, durante abordagem na cidade. Os militares estranharam o volume da carroceria da caminhonete e parou para fiscalização.

De acordo com o capitão Francisco Moura, do comando dos Cerrados, os policiais encontraram caixas de fragmentador de rocha, acendedores, acionadores, fios e detonadores. O homem não teve a identidade revelada.

“Esse material foi apreendido ontem durante patrulhamento na cidade, como o condutor do veículo não apresentou nenhuma autorização de transporte, ou controle por parte de algum órgão, apenas a nota fiscal com o valor de R$ 38 mil, ele foi conduzido até a delegacia para prestar informação sobre a legalidade ou não daquele transporte”, explicou o capitão no Jornal do Piauí.

Entre os materiais estavam 103 caixas de acendedor de fragmentador de rocha, 41 caixas de fragmentador de rocha (cada uma caixa tem 20 unidades), três acionadores de fragmentador, uma extensão de fio e dois detonadores.

O homem estava de passagem pela cidade, saindo de Minas Gerais com destino ao Pará e disse que os artefatos são usados para expandir rochas e que era representante do material.

O delegado Moisés Linhares, titular da delegacia de Guadalupe, disse que as investigações são preliminares e não quis dar mais detalhes para o jornal.

A reportagem apurou que o material não era dinamite e sim um gás expansivo para quebrar rochas e que não era necessário de autorização do Exército. Ele estava de passagem pela cidade, por ser filho da terra. E que já teria sido liberado da delegacia.

 

cv