A Campanha de Vacinação contra a Raiva em Floriano na zona urbana, aconteceu em duas etapa. A primeira no dia 6 de novembro e a segunda no dia 9, comtemplando todos os bairros. Segundo relatório da Centro de Controle de Zoonoses, foram vacinados mais de 7500 animais.

O Coordenador de Zoonoses de Floriano, Thalles Rodrigues, alerta que os donos de cães e gatos que ainda não foram imunizados, podem levar seus pets ao Centro de Zoonoses localizado no Bairro Taboca de 7h30 às 11h30 da manhã de segunda a sexta-feira.

vaciona

“A campanha deste ano envolveu uma média de 200 profissionais entre agentes comunitários de saúde, de endemias, capturados, enfermeiros, dentre outros. Os proprietários de animais devem manter atualizada a vacina antirrábica. Isso é extremamente importante para a saúde coletiva”, destaca Thalles Rodrigues.

Zona Rural

Thalles Rodrigues alerta que nas próximas semanas serão divulgados os pontos estratégicos da zona rural, locais onde as equipes serão instaladas para vacinação de cães e gatos. As comunidade serão avisadas através das Equipes de Saúde da Família e também por comunicados via rádios locais.

ascom

delgvilmaUm enfermeiro é suspeito de dopar e estuprar uma acompanhante. A Polícia Civil do Piauí investiga a denúncia de um estupro que teria ocorrido dentro de um hospital particular no centro de Teresina. Segundo a delegada Vilma Alves, da Delegacia de Proteção dos Direitos da Mulher (DEAM), o suspeito é cunhado da vítima.

"Recebemos a informação através de procedimento inicial e estamos dando andamento ao caso. A própria vítima denunciou o caso. Houve o estupro. Como sempre, as mulheres não são respeitadas, são agredidas de todas as formas. Além do caso ter ocorrido no hospital, ele ainda dopou a vítima que não teve como se defender", disse Vilma Alves.

O caso ocorreu na semana passada. Segunda a delegada, a vítima estava acompanhando o sogro que é idoso e foi submetido a uma cirurgia.

"Todos os procedimentos cabíveis estão sendo feitos", disse a delegada Vilma Alves.

De acordo com informações, a diretoria administrativa do hospital está reunida na manhã desta quinta-feira, 19, para adotar as providências sobre o caso. A direção não foi oficializada pela Polícia sobre o crime, mas já se colocou à disposição para os esclarecimentos. O hospital é referência no tratamento e prevenção ao câncer e condena qualquer ato de violência. A diretoria busca saber se o enfermeiro é do quadro do hospital, se estava de plantão e em que circunstâncias teria ocorrido o crime.

 

cv

Foto: Yala Sena

Na noite dessa terça-feira, 18, Vicente Manoel de Moura Sousa, de 45 anos, e Aison Martin, de 24 anos, morreram, após um acidente na estrada que liga os municípios de Bocaina e São João da Canabrava.

De acordo com o comandante do Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Bocaina, sargento Olivaldo Menezes, os dois homens transitavam em motos, indo em direções opostas e colidiram frontalmente.

“O Vicente morava em Osasco, São Paulo, e veio passar o período eleitoral aqui na região. Ele estava com a viagem de volta marcada. Já o Aison era soldado do Exército, morava no povoado Várzea Grande. Ele voltava para casa, tinha sido liberado ontem do serviço eleitoral e morreu, deixando uma filha de 4 meses”, disse.

A perícia foi feita no local e os corpos encaminhados para o Instituto de Medicina Legal de Picos.

 

G1PI

Na manhã desta quarta-feira, 18, foi deflagrada uma operação pela Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), contra venda ilegal de armas e prendeu 5 pessoas nas cidades de Teresina e União. Entre os presos está um tenente da Polícia Militar do Piauí identificado como Luís Carlos de Sena Lima.

Segundo a Polícia Civil, as prisões são em decorrência de investigação no âmbito de inquérito policial que apura comércio ilegal de armas de fogo e associação criminosa. Além do tenente, foram presos Juvenal Gomes de Brito, Marcelo Matos Costa (vigilante de empresa de segurança), Carlos Alberto Moraes Machado (servidor terceirizado do TJPI) e Tiago Gomes de Azevedo.

Foram apreendidas 6 armas de fogo e munições durante a operação. Dentre os presos, Juvenal Gomes, Marcelo Matos e Carlos Alberto Moraes foram presos em decorrência de mandado de prisão temporária e flagrante delito por posse irregular de arma de fogo.

Tiago Gomes e o tenente Luiz Carlos de Sena foram presos por posse irregular de arma de fogo. De acordo com as investigações, Juvenal, Carlão e Marcelo, formalizaram informações que indicam tais pessoas como responsáveis pela comercialização de armas e munições, motivo pelo qual foram presos.

 

GP1