No final da tarde dessa terça-feira, 15, dois homens foram presos suspeitos de tentativa de homicídio em Água Branca. A prisão da dupla aconteceu no bairro São Judas Tadeu. Eles foram identificados apenas como Gean e Idé. Um terceiro suspeito conseguiu fugir. Todos têm passagens pelo sistema prisional do Estado.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Militar, policiais da Força Tática foram informados sobre uma tentativa de homicídio por volta das 16h30, no bairro Portelinha, em Água Branca. De posse das informações, os policiais se deslocaram até o local indicado e constataram a veracidade do ocorrido, onde três suspeitos armados atiraram contra um homem identificado como Antônio Luís, que por pouco não foi atingido.

Ainda de acordo com a polícia, após diligências dois dos suspeitos foram localizados e presos no bairro São Judas Tadeu. O terceiro envolvido na ocorrência conseguiu fugir levando arma utiliza utilizado para praticar o crime.

Os policiais relataram também que houve resistência à prisão e que mais duas pessoas foram detidas por desacato.

Os dois suspeitos da tentativa de homicídio foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos necessários.

Esta é a segunda vez o trio tenta contra a vida de Antônio Luís. Na vez anterior, ele atingido com um tiro do braço.

Com informações do canal121

O deputado estadual Gustavo Neiva, do PSB, esteve presidindo uma audiência pública na Comissão de Administração Pública e Política Social, proposta pela deputada Teresa Brito, que tratou da situação dos contratos precários do pessoal da saúde pública no Piauí.

gusta

O encontro foi na semana passada e teve boa participação de outros parlamentares da Comissão.

Da redação

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Piripiri, dando continuidade à operação batizada de Captura, deu cumprimento ao mandando de prisão em desfavor do nacional J.R.M, 35 anos, por tentativa de feminicídio. O suspeito encontrava-se foragido desde o dia do crime.

O crime ocorreu há cerca de três meses, na localidade São Luís, zona rural daquele município. O suspeito, que morava com sua convivente em uma casa vizinha aos pais da vítima, por conta de uma discussão no contexto de violência doméstica efetuou um disparo de arma de fogo contra a sua companheira. Em decorrência do disparo, a vítima foi levada em estado grave para Teresina.

J.R.M. fugiu e diante do ocorrido, a Delegada da Mulher, Kamila Martins, representou pela prisão preventiva do autor do fato, sendo expedido pela justiça criminal o competente mandado de prisão.

O setor de investigação da 6ª DRPC realizou vários levantamentos e após diligências, os investigadores encontraram o suspeito em um estabelecimento no qual estava prestando serviços gerais em Piripiri.

Polícia Civil

mulheragredUma mulher pede socorro para não ser morta, após sofrer diversas tentativas de feminicídio. O agressor é o ex-companheiro que não aceita o fim do relacionamento de 23 anos. A vítima reside região do Poti Velho, Zona Norte de Teresina.

A vítima conversou com a TV Meio Norte e relatou que vive apavorada com medo de ser morta a qualquer momento pelo suspeito, que vivia lhe agredindo.

Na última tentativa de feminicídio ocorrida na madrugada de sábado (13/06), o suspeito arrebentou um portão e entrou com uma faca para agredir a mulher.

"Eu tive que dar uns empurrão nele e sair para fora gritando e pedindo ajuda. De imediato chamamos a polícia, mas quando a viatura chegou ele já havia saído", detalha.

Segundo a vítima, o homem vivem desrespeitando medidas protetivas e não acredita que será preso. "As medidas não estão adiantando".

"A Patrulha, Ronda e a Civil todos sabem do meu problema", detalha a mulher que não sabe mais o que fazer.

Com informações do mn

Foto: reproduçãoTVMN