Um adolescente de 16 anos foi identificado pela Polícia Civil, como o principal suspeito de usar perfis no Instagram e Twitter para fazer ameaças terroristas à Unidade Escolar Landri Sales, no centro de São Pedro do Piauí. De acordo com as investigações o adolescente é aluno da própria escola e utilizava as redes sociais da própria mãe para enviar as mensagens.

O caso ganhou grande repercussão e foi repassado imediatamente para a Secretaria de Segurança Pública do Estado. O delegado José Anchieta, titular da Delegacia Especializada em Crimes Virtuais, disse que mesmo após a identificação do suspeito as investigações ainda não foram finalizadas.

“Parte das diligências foram feitas no ambiente cibernético e outra parte na cidade, mas é um adolescente do município. As investigações ainda estão em andamento, mas a pessoa já foi identificada e a Polícia Civil irá continuar as atividades até finalizar o inquérito”, disse o delegado.

Após as ameaças, as aulas de todas as escolas do município foram suspensas nesta segunda (11) e terça-feira (12). A prefeitura emitiu um comunicado informando a suspensão das atividades escolares.

O secretário de segurança Fábio Abreu disse que o adolescente utilizou as redes sociais da própria mãe para fazer as ameaças. Fábio Abreu disse também o adolescente e a mãe serão ouvidos e, por se tratar de um menor de idade, irá responder pelo ato infracional.

O secretário disse ainda que determinou que o 18º Batalhão de Polícia Militar realizasse um reforço no policiamento ostensivo nos colégios.

ENTENDA O CASO

Diversas mensagens com ameaças de ataques terroristas foram publicadas em perfis no Instagram e Twiter onde dizem que escolas do município sofreriam a ataques na próxima quarta-feira, dia 13 de novembro.

A prefeitura de São Pedro emitiu comunicado informando que as aulas foram suspensas por dois dias. A nota diz que o motivo do cancelamento das atividades escolares se deu em consequências de inúmeras ameaças terroristas publicadas na internet de um possível ataque às escolas do município. Ao todo, as aulas foram suspensas em doze escolas.

 

canal121

Duas pessoas foram presas em flagrantes, nesta terça-feira, 12,  durante operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

civil

Em Florianno e, em mais cidades: Manoel Emídio e Barão do Grajaú (MA), estão sendo cumpridos dez mandados de busca e apreensão.

Os alvos, além do ex-prefeito José Medeiros da Silva, são servidores públicos do município de Manoel Emídio e empresas investigadas por participação no esquema criminoso. A denúncia é relacionada a fraude em licitação de escolas. Há informações de que em Floriano já houve conduções de pessoas para a Central de Flagrantes.

Atualizada às 8:00h

O ex-prefeito de Manoel Emídio, José Medeiros da Silva, servidores públicos municipais da cidade e empresas  estão na mira da operação Canteiro de Obras deflagrada nesta terça-feira  (12) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI).

De acordo com a denúncia, o ex-prefeito teria contratado uma empresa para realização de reformas em várias escolas do município, contudo o serviço não teria sido executado. Foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão nas cidades de Manoel Emídio (PI), Floriano (PI) e Barão do Grajau (MA). 

Os suspeitos também são investigados por fraudes à licitação, desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro, associação criminosa e crimes contra a administração pública. 

Participaram da operação as polícias Civil e Militar e o GAECO (MA).

O delegado de Canto do Buriti, Yan Brayner, informou que foram cumpridos quatro mandados de buscas e apreensão na residência e no sítio do ex-prefeito José Medeiros, além de uma empresa e na casa de um empresário. 

"Foram apreendidos computadores, aparelhos celulares e documentos. Não teve nenhuma prisão", informou o delegado. 

Aguarde novas informações

 

Com informações do cidadeverde

caixeletronA Secretaria de Segurança Pública do Piauí divulgou na manhã desta segunda-feira, 11, fotos e nomes dos cinco acusados de assaltos a banco presos na manhã de ontem durante roubo a agência do Banco do Brasil da Ceapi, localizado na Avenida Henry Wall de Carvalho, na zona Sul de Teresina.

Os presos foram identificados como: Gabriel Amaral dos Santos, mais conhecido como Neymar, Rogério Mesquita Batista e Hellen Fabíola Pereira dos Santos, que são naturais de São Paulo, Francisco Charles de Castro Pereira, e Samuel Silva Parga Filho, natural do Maranhão.

Em um vídeo, divulgado pela própria Secretaria, Gabriel que era o responsável por coletar os envelopes de dentro dos caixas explica como a quadrilha age durante os assaltos.

“Eu sou de São Paulo, cheguei sexta-feira. A polícia pegou a gente próximo do Banco do Brasil. No sábado nós assaltamos outro banco, mas eu não me recordo onde foi porque eu não conheço os endereços daqui”, afirmou ele.

Ao ser questionado sobre o equipamento que usa para roubar, Gabriel declarou: “Ele serve para pegar os envelopes, chamo de chupa-cabra. Eu compro no Paraguai por R$ 500, é vendido pela DeepWeb”, disse.

O CASO

De acordo com informações do secretário de segurança, Fábio Abreu, os acusados foram presos pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado - Greco enquanto furtava os envelopes depositados nos caixas eletrônicos da agência bancária da Nova Ceasa, mas já tinham assaltado outras quatro agências.

Durante a prisão foram apreendidos grande quantidade de dinheiro, três equipamentos usados para praticar esse furto, conhecido como 'pesca', além de envelopes que foram furtados de sexta-feira para cá, que confirma toda a investigação que estava sendo feita.

Dois dos acusados são naturais do município de Bacabal, no Maranhão e os demais são do município de São Paulo.

 

mn

 

 

Morreu afogado na tarde desse domingo, 10, um jovem, identificado como Francisco de Sousa Pereira, após ser puxado por um redemoinho de água em rio, localizado na cidade de União, Norte do Piauí.

De acordo com a Polícia Militar, quatro pessoas estavam em uma canoa, tentando atravessar o rio, mas três jovens pularam e tentaram nadar até as margens, porém Francisco de Sousa foi arrastado por um redemoinho e morreu afogado.

A quarta pessoa que estava no barco ainda conseguiu salvar outros dois jovens, que também pularam no rio. O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) realizaram buscas no local, com a intenção de encontrar o corpo de Francisco de Sousa, mas até o momento, não foi localizado.

 

falapiaui