No final da noite da última quarta-feira, 26, a Polícia Militar do município de São Pedro do Piauí prendeu uma mulher de 36 anos, identificada como Ana Cleide da Silva, sob suspeita de roubo na residência de idoso, de 64 anos, no bairro Mutirão. Na tentativa de evitar o roubo, a vítima e acusada entraram em luta corporal.

De acordo as informações repassadas pelo cabo Ferreira, comandante do GPM do município, o caso chegou ao conhecimento da Polícia Militar por volta das 23 horas, quando a vítima, o senhor Francisco das Chagas Santana, informou que uma mulher teria invadido sua casa e roubado e uma quantia em dinheiro de R$ 560 e mais cinco quilos de arroz.

Ainda de acordo com o PM, em informações repassadas pela própria vítima, na tentativa de evitar o roubo, ele em luta corporal com a mulher, mas acabou não conseguindo devido a sua idade.

Após diligência, a polícia conseguiu localizar e prender a autora do crime, que foi conduzida para a Delegacia Regional de Polícia Civil da cidade de Água Branca para os procedimentos necessários.

Com informações do canal 121

Nessa quinta-feira, 26, a condutora do carro que atropelou uma criança de dois anos em um condomínio em Timon, no Maranhão, prestou depoimento. Ao delegado Renato Cordeiro, a comerciante, de 49 anos, afirmou que não lembrava de detalhes do acidente.

atropelacriança

“Em relação ao fato em si, ela não contou nada de novo. Não lembrava de nada. Disse que quando se tocou o carro tinha acelerado. Mas carro não acelera sozinho”, destacou o delegado.

A mulher esteve na Central de Flagrantes de Timon ao lado do advogado. Em seguida, as outras ocupantes do carro também deram seu depoimento ao delegado Renato Cordeiro. Segundo ele, no carro estavam mais dois adultos e duas crianças que estavam a caminho do aniversário.

“Era ela, a irmã, duas primas e duas crianças. Todos prestaram depoimento, mas disseram o mesmo que ela. Não acrescentam muita coisa”, acrescentou o delegado.

A mulher é comerciante e ao delegado afirmou que o carro não apresentava falha mecânica. A Carteira Nacional de Habilitação dela também está em dias. A seu favor, a mulher relatou que nunca se envolveu em um acidente e que aquela foi a primeira vez.

Até ontem, 10 pessoas prestaram depoimento sobre o caso, entre testemunhas e funcionários do condomínio.

“Falta a mãe da vítima e também o pai das outras duas vítimas. Estamos esperando contato do advogado para saber se vêm hoje ou segunda-feira”, afirmou o delegado Renato Cordeiro.

A próxima etapa da investigação é aguardar os laudos. São as peças chaves que faltam para dar prosseguimento a investigação, segundo o delegado.

“Acidente automobilístico acontece por falha humana ou mecânica ou os dois. A via não causou. Não tinha buraco. Então faltam os laudos para a gente seguir o inquérito, conclui o delegado.

O caso

Uma criança de dois anos morreu na noite da última segunda-feira (24) após ser atropelada por um carro enquanto brincava no condomínio onde morava na cidade de Timon, no Maranhão. O acidente aconteceu quando um veículo invadiu a área de lazer, onde também estavam outras crianças. Segundo a Polícia Civil do Maranhão, duas pessoas ficaram feridas.

A mãe da criança teve uma fratura na mão. Uma adolescente que estava no local sofreu cortes na cabeça e na perna.

Álvaro Leal Santana Campelo, de dois anos, recebeu atendimento no local, mas não resistiu.

Com informações do cidadeverde

Uma forte chuva causou muitos prejuízos no município de Piripiri, no norte do Piauí, nessa quarta-feira, 25/01, Vídeos que estão viralizando nas redes sociais, mostram vias alagadas e intrafegáveis.

botijoes

Em outro vídeo compartilhado, mostra cerca de 300 botijões de gás sendo arrastados por correnteza após a queda do muro de uma distribuidora, localizada na Avenida Aderson Alves Ferreira, no bairro Paciência.

Com informações do Portal de Olho.

Está desaparecido desde a última sexta-feira, 20, o ambulante João de Deus Nero Filho, de 37 anos, quando saiu de casa, na cidade de Barras, para pegar um ônibus com destino a Teresina. Segundo a mãe dele, o vendedor saiu para comprar mercadorias no Centro da capital e não voltou mais.

joaofilho

João Filho, como é mais conhecido, foi orientado por médicos a fazer o uso de medicamentos controlados para distúrbios mentais e teria escondido as receitas em casa, de acordo com a família. Para a viagem a Teresina, ele levou apenas a carteira com dinheiro e documentos pessoais. A dona de casa Maria José Ferreira, 63 anos, relatou ao MN, que o filho não costuma passar tanto tempo fora de casa e que na semana do seu desaparecimento, o ambulante teve crises de ansiedade.

Ela registrou Boletim de Ocorrência (B.O) na delegacia de Barras para notificar o desaparecimento de João.

“Desde que ele parou de beber [bebibas alcoólicas], ele passou a fumar muito. Nos últimos dias que o vi, ele estava tremendo, em crise, e não conseguia dormir de jeito nenhum. Eu imploro por ajuda, peço que me ajudem”, falou a mulher. João Filho é divorciado e tem um filho de 16 anos. Desde que se separou da esposa, em setembro do ano passado, ele mora com os pais.

Para informações sobre o paradeiro, Maria José disponibilizou o número (86) 99942-7019.

Com informações do MN