Foi morto a tiros na tarde dessa terça-feira, 19, um jovem de 21 anos, identificado como Caio Veloso de Sousa. O crime ocorreu por volta das 17:40h, na Vila Concórdia, zona Sul de Teresina.

Segundo informações do coordenador de policiamento do 6º Batalhão da Polícia Militar, capitão Fábio Soares, cerca de três suspeitos desceram de um veículo já efetuando os disparos contra a vítima.

“De acordo com o relato de populares que moram próximo, três elementos desceram de um veículo, já desceram armados e ao abordarem a vítima, já foram efetuando vários disparos”, explica o coordenador.

Ainda de acordo com o capitão Fábio Soares, preliminarmente, o crime se caracteriza como uma execução e os tiros atingiram a região do abdômen, tórax e cabeça do jovem.

O crime aconteceu próximo a campo de futebol da região. Familiares de Caio Veloso também foram ao local para fazer o reconhecimento do corpo do jovem que não resistiu aos ferimentos.

Até o momento, os suspeitos não foram identificados. O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Com informações do cidadeverde

Um taxista identificado como Geovane, morreu após ser baleado durante uma tentativa de assalto em frente a sua residência localizada no bairro Parque Itararé, na região do grande Dirceu, zona Sudeste da capital na manhã desta terça-feira, 19.

Segundo informações da Polícia Civil do Piauí, a ação aconteceu por volta das 10h, quando os suspeitos que conduziam um veículo Celta abordaram Geovane e anunciaram o assalto.

Ainda segundo a polícia, o homem reagiu ao assalto e entrou em luta corporal com um dos assaltantes e foi baleado com dois tiros.

O taxista foi encaminhado até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Renascença e recebeu socorro, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o caso.

Com informações do viagora

fernandaperieraNa manhã desta terça-feira, 19, o corpo da jovem Fernanda Pereira dos Santos, de 18 Anos, foi encontrado pelas equipes de buscas formadas pelo Corpo de Bombeiros e pescadores. Ela é a quinta vítima do naufrágio de uma canoa na tarde do último domingo nas águas do rio Parnaíba, no município de Antônio Almeida.

A informação foi repassada pela secretária de Saúde de Antônio Almeida, Jamila Martins, e confirmada pelo Corpo de Bombeiros. “Acabamos de ter essa notícia que a Fernanda Pereira dos Santos foi encontrada sem vida também. Ela estava um pouco distante do local do acidente”, relatou a secretária.

O corpo da jovem vai ser levado para a Unidade Básica de Saúde do município, onde deve passar pelos procedimentos legais que serão feitos por um médico legista. Na sequência, o corpo deve ser liberado aos familiares para a realização do velório e sepultamento.

Fernanda Pereira dos Santos era babá da pequena Maria Júlia, de cinco anos, que também morreu após o naufrágio da canoa no rio Parnaíba.

Ao todo, cinco pessoas morreram:

    Julianne Bezerra Magalhães, 36 Anos

    Maria Júlia Bezerra Magalhães, 5 anos (filha de Julianne)

    Jocilene Araújo Brito, 38 Anos

    Elissandra Barros Siqueira, 21 Anos

    Fernanda Pereira dos Santos,18 Anos

Com informações do cidadeverde

Foto: redes sociais

julianneA história de Julianne Bezerra Magalhães, 36 anos, comove pela coragem durante naufrágio no rio Parnaíba na tarde de ontem, 17, no município de Antônio Almeida.

Segundo informações, Julianne Magalhães conseguiu nadar até a beira do rio quando a canoa afundou ontem por volta das 17h durante o passeio. No desespero, um dos sobreviventes disse que estava com a filha dela e que ela poderia seguir para beira do rio que a menina de cinco anos estava segura.

“Ela viu que a filha não estava vindo com os sobreviventes então voltou para salvá-la e acabou desaparecendo no rio”, conta a enfermeira Franceline Pimentel, que prestou socorro ontem às vítimas.

Julianne Magalhães, Maria Júlia, sua filha de 5 anos, e a babá da menina, Fernanda Pereira dos Santos, 18 anos continuam desaparecidas. Bombeiros, Polícia Militar e pescadores fazem buscas.

Das cinco que foram levadas pelas águas, duas pessoas foram localizadas.

Na canoa estavam 11 pessoas que passeavam pelo rio quando teve o naufrágio. A canoa pertence ao marido de Julianne que é pescador e era acostumado a fazer o passeio. Ele sobreviveu e desesperado acompanha as buscas.

Com informações do cidadeverde

Foto: arquivo pessoal

Canoa vira e cinco pessoas desaparecem no Rio Parnaíba. Corpo de Bombeiros faz buscas