A Delegacia Regional de Água Branca solicitou à justiça a prisão temporária de um estudante do curso de pedagogia que teria ameaçado, via rede social, fazer um atentado na escola Landri Sales, localizada em São Pedro do Piauí.

Segundo as investigações da polícia, o jovem de 21 anos e um adolescente de 16 foram os responsáveis pelas postagens ameaçadoras na internet. Os dois mantiveram contato virtual após o menor de idade saber que, quando aluno da escola Landri Sales, o estudante de pedagogia  sofreu bullying, chegando até a ser agredido fisicamente no colégio.

O adolescente contou que tinha admiração pelo rapaz e teria feito as ameaças para se "solidarizar". "Uma das justificativas do adolescente seria se solidarizar com o rapaz que foi aluno da escola Landri Sales. Os dois afirmam que não tinham contato físico, apenas virtual. Há um mês criaram os perfis falsos com o e-mail do adolescente. O adolescente diz que criou os perfis, mas que as postagens eram feitas pelos dois", conta o delegado Paulo Nogueira, titular da Delegacia Regional de Água Branca.

O delegado pediu a prisão temporária do estudante de pedagogia, mas o pedido foi negado pela justiça. O juiz da comarca de São Pedro do Piauí autorizou apenas o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do rapaz. O celular do suspeito foi apreendido e será periciado.

Em depoimento, o estudante de pedagogia, que não teve o nome revelado, admite que tinha ciência das ameaças, mas nega que o conteúdo tenha sido feito por ele.  "Ele disse que ficou sendo instigado pelo adolescente para fazer o massacre, mas teria afirmado ao menor de idade que "algo dessa magnitude", nas palavras dele, precisava ser muito bem planejado e  teria dito que não ia entrar nessa e bloqueou o adolescente das redes sociais", contou o delegado Paulo Nogueira ao Cidadeverde.com.

O adolescente foi autuado por ato infracional análogo à ameaça. A Polícia Civil vai sugerir acompanhamento psicológico  para o menor de idade, que teria muita admiração pelos adolescentes que promoveram uma chacina em uma escola da cidade de Suzano, em São Paulo. No dia 13 de março, o colégio foi palco de um massacre em que dois ex-alunos munidos de arma, besta (arma medieval) e machadinhas deixaram sete mortos, entre alunos e funcionárias, e outros oito feridos.

A Polícia Civil do Piauí aguarda a conclusão das perícias  que estão sendo realizadas nos celulares e computadores apreendidos.

Por conta das ameaças, as aulas nas escolas do município de São Pedro do Piauí foram suspensas e só retornam na próxima segunda-feira (18).

 

cv

cigarroNa noite de ontem, 12, na BR 343, na cidade de Piripiri, policiais rodoviários federais realizaram apreensão 5.000 maços de cigarros contrabandeados. Todo o carregamento era transportado no veículo VW/KOMBI. O veículo era conduzido por um homem de 42 anos e transportava a carga do Paraguai.

O carregamento estava no interior do veículo sem nenhum artifício de camuflagem.

No momento da abordagem, o condutor não obedeceu a ordem de parada efetuada pelos policiais, empreendendo fuga. Os policiais realizaram o acompanhamento tático ao veículo e conseguiram apreender o carregamento, o veículo e realizaram a detenção do condutor.

O condutor, o carregamento de cigarros e o veículo foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil no município de Piripiri/PI para os procedimentos que o caso requer. O condutor poderá responder pelo crime de contrabando.

PRF PRESERVANDO VIDAS

usinaUma explosão numa Usina de açúcar e álcool, na cidade de União, por volta das 17:30h dessa terça-feira, 12, deixou um homem identificado como Cavalcante Veloso Costa, de 71 anos, morto. Ele era engenheiro eletricista, natural de Recife, no Pernambuco.

Os outros dois funcionários feridos na explosão foram identificados como Ariovaldo Douglas, que é engenheiro eletricista e o eletricista César Carlos. O caso está sendo acompanhando pelo delegado de União, Francílio Queiroz.

Os queimados, sobreviventes foram levados para um Hospital de Teresina. A explosão teria sido causada pelo rompimento de uma válvula de pressão. O IML foi chamado para o local para o recolhimento do corpo.

mn

bandidoonibusPor volta das 7:50h desta terça-feira, 12, um assaltante foi morto durante troca de tiros com um policial militar durante assalto a um ônibus, da linha Bandeira Tribuzzi, na saída da ponte do São Francisco, na Avenida Beira Mar, em São Luís.

O assaltante foi identificado como Leonardo Silva Nascimento, de 24 anos, residente na Rua Joaquim Serra, no bairro Fé em Deus.

Pelas informações, três assaltantes adentraram o ônibus na área do Jaracati. Dois deles pularam a catraca e passaram a fazer tomar celulares e pertences dos passageiros. O terceiro, que ficou na parte da frente, sacou um revólver calibre 38 e também passou a tomar celulares de passageiros. Um deles foi atingido com uma coronhada.

Um policial militar à paisana, lotado no Batalhão de Turismo (BPTUR), estava na parte da frente e também teve o celular subtraído. No momento em que o assaltante ficou de costas, o PM sacou uma pistola e disparou tiros. Mesmo ferido, o criminoso ainda disparou um tiro, mas no policial não foi atingido.

A cobradora Erika disse que foram momentos de pânico. “Quando o policial disparou e matou o bandido, os outros dois ficaram desesperados na parte de trás, batendo para abrir a porta. A nossa preocupação era com o fato de os outros dois estarem armados. Poderia ter sido uma tragédia, disse a cobradora.

 

falanordeste

Foto: divulgação WhatsApp