Os Campi Floriano e Parnaíba do Instituto Federal do Piauí conquistaram prêmios durante a final da Feira Brasileira de Jovem Cientista (FBJC), que aconteceu de forma totalmente virtual, de 26 a 28 de junho. A final da feira teve quase 300 projetos de pesquisas científicas desenvolvidos por professores e estudantes das cinco regiões do Brasil.

O projeto “A importância do uso das praças para a qualidade de vida da população”, da aluna Samya Alves, sob a orientação de Júlia Santiago e José Júnior, ganhou os prêmios Mulheres na Ciência e Destaque em apresentação. Já o projeto “Análise para aplicação de turbinas eólicas em áreas urbanas”, dos alunos Mateus dos Santos e Marcos de Sousa, que teve orientação dos professores Uesllei Reis e Laís Félix, ganhou o 2º lugar em Engenharias e o prêmio Estreante Destaque.

Os alunos Noemy de Carvalho e Ryan da Rocha ganharam o 2º lugar em Excelência em inovação do Innovalab e o 3º lugar no “prêmio destaque por área do conhecimento”, na área de Ciências Exatas e da Terra. O projeto premiado foi “Desenvolvimento alternativo de experimentos de física para o ensino médio”, sob a orientação dos professores Deymes de Aguiar e Lucas Izídio.

Para o diretor geral do Campus Floriano, Odimógenes Lopes, as premiações servem como incentivo à continuidade de projetos e para o surgimento de novos trabalhos que ajudam na formação acadêmica dos alunos. “Essa premiação é importante porque mostra que os alunos do IFPI estão produzindo pesquisas de qualidade e buscando cada vez mais o universo da ciência”, destacou.

Para Marcos de Sousa, a participação foi uma excelente experiência e um novo aprendizado. “Gostei bastante, principalmente da forma como foram organizadas as salas para apresentações dos trabalhos. Fiquei bastante empolgado em ganhar o segundo lugar em engenharia com um projeto em andamento”, comentou.

A experiência de participar de um evento online foi algo novo e possibilitou a utilização de novas ferramentas na visão de Mateus dos Santos. “O formato de evento possibilitou a participação em todas as palestras e workshops. Tivemos a oportunidade de conhecer vários projetos e interagir com os demais estudantes”, disse.

Aluna do curso Técnico Integrado em Edificações, Samya Alves, destaca que participar da feira foi uma experiência nova e muito enriquecedora. “Ter a oportunidade de estar ali como finalista com tantos projetos inovadores foi muito gratificante. Aprendi lições que levarei para vida. Refleti sobre o mundo e saí de lá motivada a continuar descobrindo coisas novas, a pesquisar e, de alguma forma, mudar algo ao meu redor”.

Noemy de Carvalho, do curso Técnico Integrado em Edificações, acredita que a feira veio para agregar conhecimento, principalmente por ser um evento nacional. “A experiência adquirida nesse evento, sem dúvida, é algo que levarei pra vida. Sinto-me honrada em poder representar as mulheres na área da ciência e poder levar o engajamento feminino para uma área que ainda predomina a atuação masculina”.

O diretor do Campus Parnaíba, Luís Fernando Souza, ressalta que para a comunidade acadêmica local é um grande motivo de orgulho e satisfação proporcionar a jovens tão talentosos a possibilidade de desenvolvimento científico. “Ter alunos premiados em eventos como esse só reforça a qualidade da educação oferecida no IFPI”, finalizou.

 

 Ifpi

liveidososO Programa de Extensão Universitária para Pessoas Idosas (PTIA), da Universidade Federal do Piauí (UFPI), realizou ontem (30) a sua tradicional festa junina. Dessa vez, o evento aconteceu de forma diferente, sem contato físico, mas com muita animação. Para isso, o Programa, que tenta continuar com atividades remotas, propôs a(os) alunos(as) que comemorassem o São João cada um de sua casa, caracterizados(as) e com comidas típicas, além de brincadeiras, poemas, músicas e danças conduzidas por professores voluntários, bolsistas e colaboradores.

O evento ocorreu pela plataforma Google Meet, conduzido pela Profa. Dra. Teresa Cristina Moura Costa, atual coordenadora. Por se tratar de uma atividade desafiadora, colocando os(as) idosos(as) em contato com novas tecnologias, exigiu uma preparação destes para acessar a plataforma. Dessa forma os(as) discentes bolsistas estiveram nos grupos vinculados aos cursos ministrados, orientando os mesmos sobre como acessar o salão virtual para participar da festa.

A atividade teve como objetivo possibilitar às pessoas idosas a vivência de atividades culturais típicas da nossa região e a convivência entre os(as) participantes mesmo que de forma remota. Como o público alvo do programa é considerado grupo de risco da covid-19 em tempos de isolamento social, a atividade contribuiu no processo de sociabilidade entre os(as) idosos(as), buscando diminuir as consequências desse atual período. “Nesse momento que é tão difícil pra todos, inventar situações que ativem é uma coisa muito boa”, afirmou Raimunda Coelho, aluna de Capoterapia.


Além da participação dos(as) idosos(as) que estão matriculados(as) no PTIA, bolsistas, colaboradores(as) e voluntários(as), as docentes coordenadoras do Projeto Direito e Cidadania, Profa. Dra. Maria D’alva Macêdo Ferreira e Profa. Dra. Maria do Rosário de Fátima e Silva, e do Projeto PTIA na Comunidade, Profa. Dra. Iolanda Fontenele Carvalho, também estavam presentes.

Todas as atividades presenciais do Programa foram suspensas atendendo as recomendações dos órgãos de saúde e as deliberações do Comitê de Gestão de Crise da UFPI, mas as equipes dos projetos continuam trabalhando, produzindo informações e desenvolvendo algumas atividades de forma remota, relacionadas às suas respectivas áreas de atuação. As informações produzidas são publicizadas no Instagram @ptiaufpi e nos os 15 (quinze) grupos de whatsapp. Todo esse trabalho só é possível porque além do empenho dos(as) coordenadores(as) de projetos, o apoio de 09 (nove) discentes bolsistas da graduação de diferentes cursos da UFPI, que continuaram a desenvolver suas atividades mesmo de forma remota, tem sido fundamental.

Sobre o Programa:

O PTIA é vinculado ao Departamento de Serviço Social (DSS), já existe há 22 (vinte e dois anos) e está cadastrado na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PREXC) da UFPI. Atualmente funciona por meio do desenvolvimento de sete projetos: Direito e Cidadania; Arte e cultura; Educação e Saúde, pilares para o envelhecimento ativo; Sociabilidade e Convivência; PTIA na comunidade; e Fica em casa com o PTIA.

Além disso, o trabalho de colaboradores(as) voluntários(as) como a Profa. Marcela Castro da capoterapia, monitores(as) de extensão têm sido decisivos na construção de alternativas que garantam não só a vinculação da pessoa idosa ao Programa, mas, também, a inclusão digital, a intergeracionalidade, o acesso à informação e a vivência de atividades que favoreçam a sua qualidade de vida.

 

Ufpi

 

A Universidade Federal do Piauí (UFPI), por meio da Pró-Reitora de Ensino de Graduação (PREG), convoca os graduandos listados no ANEXO I para colação de grau coletiva, por meio remoto e por procuração, nos termos estabelecidos na Portaria no 030/2020-PREG, de 26 de junho de 2020, e na Portaria no 033/2020-PREG, de 30 de junho de 2020. Os graduandos listados e interessados em colar grau, por meio remoto e por procuração, deverão fazer solicitação, mediante envio de e-mail, para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. , até o dia 5 de julho de 2020.

CONVOCAÇÃO PREG

ANEXO I - LISTA DE GRADUANDOS CONVOCADOS

ANEXO II - PROCURAÇÃO

ANEXO III - REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE CONCLUSÃO DE CURSO

PORTARIA 030.2020 - PREG/UFPI - COLAÇÃO DE GRAU COLETIVA

PORTARIA 033.2020 - PREG/UFPI - COLAÇÃO DE GRAU COLETIVA (NUTRIÇÃO/CCS)

 

 

Ufpi

Secretário de Educação de Floriano-PI pode ser convocado para dar esclarecimentos sobre as aulas paradas, em relação ao período do coronavirus.

dessimcamara

 

Quem abordou a pauta na Câmara na sessão Legislativa dessa noite de segunda, 29, foi o vereador Dessim Almeida, da base de oposição mas que por quase todo o mandato esteve como homem da base governista.

Ele afirma que Educa ão tem sofrido grandes perdas e explica o porque.

 

Da redação