A Secretaria de Saúde e o curso de Nutrição da Faculdade de Floriano, FAESF, firmaram parceria para a realização de Capacitação de Boas Práticas de Manipulação em Serviços de Alimentação. O curso será organizado pela Coordenação do curso de Nutrição junto com a Vigilância Sanitária de Floriano. 

Segundo Priscila Osório, coordenadora do curso de Nutrição da FAESF, o curso tem o objetivo de capacitar, apoiar e auxiliar os manipuladores de alimentos a aperfeiçoarem o controle sobre os requisitos para a prática de suas atividades, reduzindo assim o risco de doenças associadas ao consumo de alimentos.

aaaa

James Rodrigues, Secretário de Saúde de Floriano, afirma que a proposta trazida pela FAESF é baseada em grandes cursos que são realizados brasil à fora e que terá um impacto significativo em micro e pequeno empreendedores que desejam enriquecer ainda mais seus conhecimentos e oferecer um serviço de qualidade a seus clientes. 

Os serviços de alimentação são aqueles que preparam alimentos para o consumo. Isso inclui restaurantes, lanchonetes, padarias, rotisserias, cozinhas industriais e institucionais. O conteúdo das aulas é voltado para o treinamento de pessoas que trabalham com a manipulação e o preparo de alimentos nesses estabelecimentos — tanto as que entram em contato direto como as que têm contato indireto com esses alimentos.

ascom

Continuam as cobranças de populares pela Biblioteca municipal de Floriano que está sem funcionar e as instalações em estado de abandono.

O Carlos Iran, colaborador do Piauí Notícias, afirma que teve informações de que a Biblioteca era de responsabilidade da pasta da Cultura, por isso,  procurou o professor Regis Monteiro que é o titular da pasta da Cultura, Esporte e Lazer.

regis

O secretário explica a situação e revela que a Cultura tem uma biblioteca própria e mais, que recebe o nome de Nilvaldo Júnior, já felecido. 

Na entrevista, observe que o secretário Regis se aborreceu com umas pessoas que estavam na mesma sala e conversando durante a entrevista.

Da redação

Site reúne instituições de diferentes países com dicas e informações sobre o tema

intercambioPara quem deseja fazer um intercâmbio, mas ainda não decidiu o destino, vale participar do Salão do Estudante, que organiza feira de intercâmbio virtual para quem quer estudar fora. São mais de 300 instituições participantes de países como Portugal, Alemanha, Canadá e Estados Unidos e outros. Os eventos são direcionados para cursos de especialização, graduação, pós-graduação, MBA, mestrado e doutorado.

O participante vai poder conversar diretamente com representantes de faculdades de todo o mundo, tirar dúvidas e receber aconselhamento sobre intercâmbios em outros países.

Nos eventos, os interessados podem entender o funcionamento de cada instituição, conhecer sobre valores para cada curso e ter acesso a descontos oferecidos somente aos participantes das feiras. A próxima feira virtual, como foco em intercâmbios para Portugal, deve ocorrer em outubro deste ano. Para conferir a programação é preciso acessar o endereço https://salaodoestudante.com.br/.

Como fazer um intercâmbio universitário?

Para poder realizar o intercâmbio através da faculdade, o aluno precisa se direcionar ao departamento responsável por esses acordos na instituição, conferir as opções de universidades parceiras e escolher a melhor opção, respeitando suas preferências pessoais e os objetivos acadêmicos.

É preciso levar em conta algumas coisas na escolha do país e da universidade para o intercâmbio, como pesquisar sobre quanto custa viver no lugar, qual o idioma e, principalmente, saber quais disciplinas são ofertadas na faculdade pretendida.

Precisa saber inglês para fazer intercâmbio?

É um diferencial ser fluente no idioma do país na hora de fazer um intercâmbio no exterior. O inglês, por exemplo, é considerado um idioma universal, facilitando a comunicação com pessoas de outras nacionalidades.

Caso tenha dúvidas quanto ao seu nível de Inglês, é possível conferir através de um teste de nivelamento gratuito. A ferramenta oferecida pelo Educa Mais Brasil, além de mostrar o nível de domínio da língua, também indica instituições com bolsas de estudo mais próximas de você.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

privaoslibedadeTermina às 23h59 de hoje (4) o período de adesão para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade, o Encceja PPL/2020. Nessa etapa, os gestores devem informar se as unidades prisionais e socioeducativas que administram vão participar do programa.

O Encceja PPL serve de caminho para a obtenção de certificados de conclusão dos ensinos fundamental e médio por pessoas presas ou submetidas a medida socioeducativa que inclua privação de liberdade.

Para aderir, os órgãos de administração prisional e socioeducativa devem enviar ofício ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) assumindo as responsabilidades pela realização do exame.

No documento, que também deverá ser assinado pelo secretário de estado responsável pela instituição de administração prisional e socioeducativa, os órgãos precisam identificar um responsável para o acesso ao sistema do exame. A solicitação deve ser feita pelo e-mail //Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo./">Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., com o assunto “Adesão Encceja Nacional PPL 2020”.

Uma vez feita a adesão da unidade prisional ou socioeducativa, os internos terão prazo de 7 a 18 de junho para solicitar a inscrição na prova, de modo voluntário e gratuito. No mesmo prazo, será possível pedir atendimento especial e tratamento pelo nome social.

Podem se inscrever no exame todos que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos na idade apropriada, que vai de, no mínimo, 15 anos para o ensino fundamental e 18 anos para o médio.

De acordo com o Inep, as provas do Encceja PPL têm o mesmo nível de dificuldade do exame regular. A única diferença está na aplicação, que ocorre dentro de unidades prisionais e socioeducativas indicadas pelos respectivos órgãos de administração prisional e socioeducativa de cada unidade da Federação.

As provas serão aplicadas em parceria com secretarias estaduais de Educação, que são as responsáveis pela emissão de certificados. A aplicação está marcada para os dias 13 e 14 de outubro. Vale lembrar que se trata ainda da realização da edição 2020 do exame. Devido à pandemia de covid-19, todo o cronograma de realização do Encceja acabou sendo adiado mais de uma vez, a mais recente em abril.

Ainda segundo o Inep, é responsabilidade das unidades prisionais e socioeducativas oferecer condições logísticas e de segurança para a aplicação do Encceja PPL, com todas as condições sanitárias exigidas pela pandemia.

Agência Brasil

Foto: Thathiana Gurgel/DPRJ