• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) promoverá, de 28 a 31 de agosto, a 10ª edição do Seminário Regional de Educação Ambiental e Escolas Sustentáveis (SEMEARES). Com o tema “Cidades Sustentáveis”, o evento será realizado em formato híbrido, transmitido pelo canal oficial do YouTube da UFPI, com atividades presenciais no Colégio Técnico de Teresina (CTT). No último dia, haverá uma feira na Praça Rio Branco, no centro da capital. A programação do seminário inclui plantio de árvores, palestras, minicursos, oficinas, lançamentos de livros, além de uma mostra cultural e científica.

Discutir temas relevantes para a sociedade no âmbito da educação sustentável é uma das premissas do seminário, como destaca a coordenadora, Profª Maria Majaci Moura. “A ideia do projeto é incentivar e conscientizar as pessoas sobre a sustentabilidade. Por isso, trabalhamos com escolas sustentáveis e abrimos este espaço para discussão sobre cidades sustentáveis. Abordamos temas dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), que incluem energia, saúde, água e educação”, explica.

Para a professora, o evento terá apresentações diversas, com a participação de várias empresas e foco na discussão sobre como diminuir os impactos negativos das empresas privadas. Ela também descreve o funcionamento do evento e a expectativa de público.

“Teremos exposições de diversas empresas que apresentarão seus desenvolvimentos e medidas mitigadoras para reduzir impactos negativos. Os estudantes da Universidade podem participar apresentando trabalhos, participando de oficinas e das discussões. É importante que as pessoas façam a inscrição no site da UFPI. Nossa proposta é que o evento seja híbrido. Já temos inscritos de várias partes do Brasil, então esperamos um aumento significativo no número de participantes este ano, especialmente com a transmissão pelo YouTube, que permite a participação remota”, conclui.

O evento é destinado a estudantes, professores e ao público em geral interessado em um planeta sustentável. Com certificado de 40 horas de participação, as inscrições já estão abertas e seguem até 20 de agosto.

Para mais informações, acesse o site: https://www.even3.com.br/xsemeares/

Confira a programação.

As inscrições para as vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao primeiro semestre de 2024 podem ser feitas até a próxima segunda-feira (1º) exclusivamente pela internet, por meio do sistema Fies Seleção, disponível no Portal Acesso Único do MEC.

De acordo com o Edital 19/2024, que trata do processo de oferta e ocupação de vagas remanescentes do Fies, o resultado da ordem de classificação e da pré-seleção será divulgado no dia 4 de julho, constituído de chamada única e de lista de espera.

“As vagas remanescentes do Fies referem-se às oportunidades de financiamento que não foram preenchidas durante as etapas regulares de seleção do programa. Elas são destinadas exclusivamente aos estudantes efetivamente matriculados no curso, turno e local de oferta para os quais se inscreveram”, informou o Ministério da Educação.

Segundo o MEC, os candidatos devem estar obrigatoriamente em situação de “cursando” no momento da inscrição no Fies ou devem ter cursado o referido semestre com aproveitamento em pelo menos 75% das disciplinas, caso o semestre já tenha sido encerrado.

CadÚnico Candidatos com renda familiar per capita de até meio salário-mínimo que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) terão prioridade na classificação para a ocupação das vagas remanescentes. Nesses casos, também será possível solicitar a contratação de financiamento de até 100% dos encargos educacionais cobrados pelas instituições.

Entenda O Fies foi instituído pela Lei nº 10.260, de julho de 2001. A proposta é conceder financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos. Os cursos devem ser ofertados por instituições de educação superior privadas participantes do programa, bem como ter avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Agência Brasil

Com o objetivo de monitorar o influenza e outros vírus respiratórios, avaliar os dados de amostras sequenciadas do SARS-CoV-2, acompanhar a tendência de morbimortalidade das doenças respiratórias e mensurar os casos de internação e óbito por SRAG, o projeto Vigilância laboratorial do plano de contingência para sazonalidade e epidemias das síndromes gripais foi aprovado para Implementação da Política Nacional de Vigilância em Saúde (PNVS). O projeto é coordenado pela professora da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Carla Solange de Melo Escórcio Dourado, do Curso de Farmácia, em parceria com o Laboratório Central do Estado (LACEN-PI), desde fevereiro de 2024.

projetoextensao

O projeto tem apoio e financiamento do Ministério da Saúde, do Decanato de Extensão da Universidade de Brasília (DEX/UnB), do Fórum de Pró-reitores de Extensão das Instituições Públicas de Educação Superior Brasileiras (FORPROEX) e da Federação Nacional dos Farmacêuticos (FENAFAR).

Segundo a Profª. Carla Solange, no contexto do enfrentamento das síndromes gripais, a investigação laboratorial para o diagnóstico da covid-19 e outros vírus respiratórios é uma estratégia essencial e reconhecidamente eficaz como apoio na interrupção da cadeia de transmissão. “Nosso propósito é apoiar em caráter complementar o LACEN/PI, no que diz respeito ao monitoramento do influenza e outros vírus respiratórios durante o período de sazonalidade”, finaliza.

Ufpi

As inscrições para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médios de Instituição Estrangeira (Revalida) do segundo semestre de 2024 terminam nesta sexta-feira (28). Os médicos formados no exterior que desejam atuar no Brasil devem fazer a inscrição no Sistema Revalida aqui. O prazo também vale para as solicitações de atendimento especializado e tratamento por nome social.

revalida

Quem não tiver o diploma deve apresentar a declaração ou o certificado de conclusão do curso. O documento deve ter sido emitido por instituição de ensino superior de medicina reconhecida pelo Ministério da Educação do país de origem ou órgão equivalente. Além disso, o documento deve ser autenticado pela autoridade consular brasileira.

Além da autenticação por autoridade consular, há a alternativa de validar o documento por meio do processo de Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros, conforme define o Decreto nº 8.660, de 29 de janeiro de 2016

O documento que esteja em idioma diferente da língua portuguesa, inglesa, francesa ou espanhola deverá ser acompanhada de tradução juramentada.

A divulgação da nota de corte para esta edição do Revalida será no dia 10 de julho, já a divulgação do cartão de confirmação da inscrição será no dia 30 de julho.

As provas do Revalida 2024/2 estão previstas para o dia 25 de agosto e será aplicada nas seguintes cidades: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Revalida

O exame é composto por duas etapas (teórica e prática), que abordam as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria, e medicina da família e comunidade (saúde coletiva). O objetivo é avaliar habilidades, competências e conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil