Em parceria com o Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do Estado iniciou nesta terça-feira (11) em Floriano, o curso de formação de tutores para implementação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil.

saude

A ação que reúne profissionais de saúde da atenção básica de Floriano e cidades vizinhas, como Guadalupe, Nazaré , São José do Peixe, Porto Alegre e Tamboril tem como objetivo qualificar o processo de trabalho destes profissionais no intuito de reforçar e incentivar a promoção do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável para crianças menores de dois anos no Sistema Único de Saúde.  

Durante 3 dias, a Secretaria estará capacitando enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e outros profissionais que serão responsáveis por disseminar a estratégia e realizar oficinas de trabalho nas suas respectivas equipes e UBS, visando discutir a prática do aleitamento materno e planejar ações de incentivo à alimentação saudável na infância, de acordo com a realidade local.

“Amamentação é muito mais que colocar um bebê no peito materno.

Apesar de comum, é um assunto que deve ser trabalhado, principalmente porque temos um grande número de mulheres que não fazem a amamentação exclusiva até os 6 meses e/ou da forma correta.

Então, esse curso estará reforçando o trabalho dos nossos profissionais, que acompanham e orientam as puérperas e mães, com mais eficácia e segurança.”, afirmou Thais Braglia, secretária de saúde.

 

site pmf

O número de municípios com oferta de bolsas para cursos a distância por meio do Programa Universidade Para Todos (ProUni) subiu 39% no segundo semestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. Os números são 926 e 667, respectivamente. A Educação a Distância (EaD) é, muitas vezes, a única opção de acesso ao ensino superior, em municípios onde não há oferta de cursos presenciais.

O número total de bolsas para cursos a distância no programa também cresceu no período. De acordo com a lei que criou o ProUni, a oferta de bolsas, seja EaD ou presencial, deve ser proporcional a quantidade de cursos ofertados nas instituições de educação superior. A cada 10,7 estudantes pagantes, uma vaga deve ser ofertada gratuitamente por meio do programa.

No segundo semestre de 2018 eram 40.109 ofertas de bolsas de cursos a distância; na segunda edição do programa neste ano, 41.763. O crescimento se deve ao aumento nas bolsas integrais, destinadas a estudantes que comprovem renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.

Esse tipo de bolsa, na modalidade EaD, passou de 27.724 no segundo semestre de 2018 para 34.903 na segunda edição deste ano. Já a oferta de bolsas parciais em EaD, foi de 12.385 na segunda edição de 2018 para 6.860 na edição do mesmo período deste ano. As bolsas parciais, de 50%, são para estudantes que comprovem renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos.

Inscrições - As inscrições para bolsas oferecidas pelo ProUni foram abertas nesta terça-feira, 11 de junho. São 169.226 bolsas em 33.830 cursos em instituições de ensino superior particulares. A inscrição é feita exclusivamente pelo site do ProUni até sexta-feira, 14.

Do total de bolsas ofertadas, 68.087 são integrais (100% gratuitas) e 101.139 são parciais (desconto de 50% nas mensalidades). Esta edição conta com a participação de 1.100 instituições.

 

Mec

Os estudantes selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem, a partir de hoje (12), fazer matrícula nas instituições de ensino para as quais foram selecionados. O prazo vai até o dia 17. Cabe aos candidatos verificar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio.

O resultado da chamada única do Sisu foi divulgado segunda-feira (10) e está disponível no site do programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear auxílio para pagar transporte, moradia e outras despesas nas próprias instituições de ensino superior, de acordo com determinados critérios, como renda familiar. Os programas de assistência estudantil são implementados diretamente pelas instituições.

Lista de espera

As vagas que não forem preenchidas serão ofertadas para os estudantes em lista de espera. Quem não foi selecionado em nenhuma das duas opções de curso feitas na hora da inscrição na chamada única e quiser integrar a lista tem até o dia 17 para fazer a adesão, no site do Sisu.

O candidato deve acessar o sistema e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. O estudante poderá manifestar interesse para a primeira ou segunda opção de curso. Ao finalizar a manifestação, o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

Esses estudantes serão convocados a partir do dia 19. A convocação para a matrícula será feita pelas próprias instituições de ensino. Nessa etapa caberá aos próprios candidatos acompanhar a convocação na instituição na qual estiverem pleiteando uma vaga.

Sisu 2019

Nesta edição, o Sisu oferece 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país. A seleção é feita com base no desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018. Para participar é preciso ter obtido nota acima de zero na redação do exame. Ao todo, 640.205 estudantes se inscreveram no programa, de acordo com balanço divulgado pelo MEC.

 

Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) abriu a consulta de vagas do Programa Universidade para Todos (Prouni) 2019, com ingresso na faculdade neste segundo semestre nestasegunda-feira (10). Considerando no sistema informatizado as oportunidades cadastradas, o curso deAdministração soma 17.004 bolsas de estudo disponibilizadas e é a graduação com o maior número de oportunidades.

aluno

São disponibilizadas em 983 municípios brasileiros, 8.180 bolsas integrais e 8.824 parciais. As oportunidades estão distribuídas entre diversos estados, com destaque para São Paulo, com 196 cidades ofertantes; Minas Gerais (129) e Paraná (86).

No segundo lugar do ranking está a graduação em Pedagogia, com 13.387 bolsas de estudo, sendo 9.269 integrais e 4.118 parciais. Em seguida, está o curso de Ciências Contábeis, que soma 10.817 vagas, com 4.524 bolsas integrais e 6.293 parciais.

A segunda edição de 2019 do Prouni disponibiliza 33.830 cursos de graduação em 1,1 mil Instituições de Ensino Superior (IES) privadas. São 169.226 oportunidades. Deste total, 68.087 (40,23%) são bolsas de estudo integrais, com desconto de 100% na mensalidade e 101.139 (59,76%) são parciais, que cobrem 50% do valor mensal.

Bolsas ensino a distância

Pouco mais da metade das bolsas integrais ofertadas pelo ProUni 2019.2 será na modalidade Educação a Distância (EAD). São 34.903 vagas, ou seja, 51,26%. O restante (48,7%) são disponibilizadas em cursos presenciais.

Requisitos para participar do Prouni

Entre os requisitos exigidos estão a realização do Ensino Médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral e a participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. É preciso ter alcançado a pontuação mínima de 450 pontos nas avaliações e não ter zerado a redação. O Prouni também permite a inscrição de portadores de deficiência e professores da rede pública.

Agência Educa Mais Brasil