O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), previsto para esta sexta-feira, 17 de janeiro, tende a gerar expectativa e ansiedade em muitos jovens que estudaram o ano inteiro para conquistar um lugar nas universidades. Como lidar com esses sentimentos e ter equilíbrio emocional até o dia da publicação da lista de aprovados?

O psiquiatra André Salles, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), explica que, assim como em tudo na vida, é preciso saber lidar com situações estressantes com serenidade e atividades que acalmem a mente.

O Portal MEC elaborou algumas perguntas para Salles explicar como lidar com a expectativa dias antes do resultado do Enem.

Portal MEC: O que o jovem deve fazer para diminuir a ansiedade nessa espera, nessa expectativa de um resultado que vai mudar a vida dele? Falta menos de uma semana para o resultado do Enem.

André Salles: Aproveitar que está em um período de férias, um período mais tranquilo para colocar em prática coisas que gosta de fazer. É importante também que a grande maioria dos jovens já tenha em mente suas possibilidades. A partir disso, uma alternativa para aliviar o estresse é sentar junto às pessoas mais próximas, seus responsáveis, e traçar planos, mesmo que sejam mais amplos, e avaliar quais possibilidades seriam realmente viáveis, quais não seriam, que tipo de expectativa é mais plausível que aconteça, que tipo de expectativa de fato é mais remota. Assim o estudante pode já traçar um plano, mesmo que seja geral, das possibilidades que tem para enfrentar num futuro próximo.

Existe algum esporte, algum lazer, alguma alternativa para aliviar esse estresse? Seguindo nesta linha, que dicas você dá para viver cada dia desta semana com menos ansiedade?

Não só nesse período agora de espera do Enem, mas ao longo do ano — e da vida — as pessoas devem procurar atividade para melhorar a saúde mental. Temos os esportes e o lazer, como exemplo. Mesmo com mudanças na vida ou uma rotina mais atarefada, é primordial colocar dentro da nossa rotina diária um momento, um horário para poder praticar atividade física ou práticas integrativas. Dentro disso, estão as atividades que nos dão prazer, exercícios que a gente gosta, se sente bem e à vontade para fazer.

O que evitar para não piorar a ansiedade?

Vai de acordo com o perfil das pessoas. As mais ansiosas, mais tensas, devem evitar ler notícias sobre o assunto, especulações, prognósticos porque isso, de fato, agrega uma ansiedade, uma expectativa para quem já é mais tenso. Conversar, ver as possibilidades, ver as expectativas reais, fazer planos mais amplos para poder se sentir bem com qualquer que seja o resultado, é o melhor caminho. Importante também evitar substâncias que possam aumentar a ansiedade, como o uso excessivo de cafeína ou de substâncias termogênicas que podem aumentar a ansiedade, além de qualquer tipo de situação que atrapalhe o sono.

Como lidar com o resultado negativo? Quem obtém êxito comemora e quem não passa pode desencadear sentimentos muito negativos e destrutivos? Quais as dicas para não deixar isso acontecer?

Lidar com uma expectativa é difícil e obter um resultado negativo é sempre muito delicado para todo mundo, porém é preciso estar sempre muito claro que o Enem, assim como todos os desafios, pode ter resultados positivos ou negativos. O lado bom de um resultado negativo é que a pessoa pode avaliar o que não foi feito da maneira correta dentro do seu planejamento anual, para que consiga se reorganizar para o próximo ciclo.

Enem – Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da educação básica. Podem participar do exame alunos que estão concluindo ou que já concluíram o ensino médio em anos anteriores.

O Enem é utilizado como critério de seleção para os estudantes que pretendem concorrer a uma bolsa no Programa Universidade para Todos (ProUni), a uma vaga pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), financiamento estudantil (Fies) e vagas em universidades portuguesas. Além disso, cerca de 500 instituições de ensino superior do Brasil usam o resultado do exame como critério de seleção para o ingresso, seja complementando ou substituindo o vestibular.

 

MEC

Estudantes e professores universitários de todo o mundo têm até o dia 16 de fevereiro para se inscrever no Desafio Campus 2030, uma competição internacional que tem por objetivo promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. A iniciativa é organizada pelo Centro de Informação das Nações Regional (UNRIC), localizado na Bélgica, a Agência Universitária de Francofonia e a plataforma Agorize, em parceria com a UNESCO.

Estudantes e professores devem propor soluções para os campi mais sustentáveis. As iniciativas precisam ser relacionadas a temas como padrão de vida dos alunos, o campus na cidade, novas questões educacionais e vida digital no campus. As propostas devem contemplar pelo menos três Objetivos de Desenvolvimento Sustentável sem ter impacto negativo nos outros ODS.

De acordo com as regras, os estudantes devem ter 18 anos – ou autorização dos pais ou responsáveis – e ter matrícula ativa em instituição de ensino superior. Cada pessoa pode participar de apenas uma proposta no Desafio.

Os times devem reunir de 2 a 5 pessoas e é possível se unir a um time já existente – atualmente, 121 equipes procuram participantes. As propostas devem ser uma apresentação com cinco slides no formato PPT ou PDF. Na fase classificatória, 30 times selecionados receberão treinamento e apoio para aprofundar e melhorar suas propostas antes da seleção final, em junho.

Os vencedores receberão como prêmio uma Expedição de Aprendizado de uma semana no exterior, válido para duas pessoas do time e incluindo passagens aéreas, acomodação, treinamento e encontros profissionais.

Os projetos precisam ser submetidos em inglês ou francês até o dia 16 de fevereiro na plataforma https://www.agorize.com/fr/challenges/campus-2030?lang=en.

 

Ufpi

chamada2ªOs campi do Instituto Federal do Piauí divulgam a segunda chamada de candidatos para matrículas em cursos ofertados no Exame Classificatório 2020-1. Confira:

Campus Angical: dias 15 e 16 de janeiro de 2020, das 8h às 16h, na Coordenação de Controle Acadêmico. Lista de convocados.

Campus Corrente: nos dias 15 de 16 de janeiro de 2020, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30, na Coordenação de Controle Acadêmico. Lista de convocados.

Campus Pedro II: nos dias 13 e 14 de janeiro de 2020, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30, na Coordenação de Controle Acadêmico. Lista de convocados.

Campus Piripiri: de 14 a 16 de janeiro de 2020, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30, na Coordenação de Controle Acadêmico. Lista de convocados.

 

Ifpi