Estão abertas, até 31 de julho, as inscrições de três editais de estímulo à iniciação científica e à inovação tecnológica no Instituto Federal do Piauí.

Para concorrer à seleção, o pesquisador proponente deve ser professor efetivo do IFPI; possuir o título de doutor, ou perfil equivalente - RSC III (exigência do CNPq), emitido por programa de pós-graduação reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES; não estar afastado ou se encontrar em processo de afastamento de suas atividades, por qualquer motivo; não estar em atraso ou com pendências junto ao CNPq ou editais da PROPI cujos prazos para prestação de contas (processo físico e/ou no Sistema Unificado de Administração Pública - SUAP) já findaram; estar com Currículo Lattes atualizado nos últimos seis meses.

As inscrições serão feitas pela submissão de projeto através do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP), no site do IFPI, onde os editais estão disponíveis na íntegra.

Os Programas são financiados com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq e gerenciado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia do Piauí - IFPI.

Confira a lista de editais com inscrições abertas.

 

Edital nº 99, de 10/07/2019 – PIBIC-EM-CNPq

Voltado para o desenvolvimento do pensamento científico e iniciação à pesquisa de estudantes do Ensino Médio.

Bolsas ofertadas: 7

 

Edital nº 100, de 10/07/2019 – PIBIC-CNPq

Voltado para o desenvolvimento do pensamento científico e iniciação à pesquisa de estudantes de graduação do ensino superior.

Oferta de bolsas: 9

 

Edital nº 101, de 10/07/2019 – PIBITI-CNPq

Visa estimular estudantes, do ensino superior, ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação.

Oferta de bolsas: 4

 

Ifpi

Termina hoje (12) o prazo para que os candidatos pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) complementem a inscrição no site do programa na internet.

Para garantir a vaga, o candidato deve prestar informações como nome do fiador, caso seja necessário, e o percentual de financiamento.

A relação com os pré-selecionados já está disponível no site do Fies desde a última terça-feira (9).

Caso o candidato perca o prazo, as vagas ficarão disponíveis na lista de espera para todos os candidatos não contemplados na primeira fase.

A lista serve para que esses estudantes tenham a oportunidade de preencher vagas que não forem ocupadas. Essa etapa ocorre de 15 de julho a 23 de agosto.

Para a segunda edição do ano, 46,6 mil vagas foram ofertadas em 1.756 instituições de ensino privadas de todo o país.

Com financiamento a juro zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos.

Para concorrer ao financiamento, o candidato precisa ter feito qualquer uma das últimas dez edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas questões e não ter zerado a redação.

P-Fies

O resultado para o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) foi divulgado no último dia 9.

Diferentemente do Fies, no P-Fies os juros são variáveis e as condições são definidas pela instituição de ensino e pelo banco.

Para participar, o estudante precisa ter renda familiar mensal bruta por pessoa de até cinco salários mínimos.

Os aprovados no P-Fies devem comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição com a qual fecharão o contrato para validar suas informações.

O P-Fies é por chamada única, sem lista de espera.

 

Agência Brasil

Foi realizada na manhã desta sexta feira, no auditório da OAB Subseção de Floriano, uma cerimônia de admissão de oito novos advogados.

Os novos profissionais do Direito foram saudados pelo Presidente da OAB-PI, Dr Celso Barros Coelho Neto, e pela Presidente da Subseção de Floriano, Dra Miriam Xavier.

oab

Familiares e amigos, além de vários integrantes da área jurídica, marcaram presença.

oabpi

Os advogados admitidos são:

- Andréa Cristina Professor
- Carlito Marques de Oliveira Júnior
- Débora Carvalho Silva Ribeiro
- Maiara D Gonçalves Fontenele
- Neina Amanda R. Ribeiro
- Patrícia Emanuelle F Carvalho
- Pedro de Alcântara Cronemberger L Filho
- Sara de Sousa Silva

O Conselho do Fundo Nacional da Educação Básica (FUNDEB) em parceria com a Prefeitura de Floriano, realizou na manhã desta quinta-feira (11), a abertura do curso de capacitação técnica do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e das políticas de transporte escolar (PNATE e Caminho da Escola) em Floriano. 

O encontro que reuniu representantes de cerca de 62 municípios da mesorregião do sudoeste piauiense, busca orientar, atualizar e esclarecer dúvidas de dirigentes técnicos das prefeituras municipais e secretarias de educação, gestores das escolas municipais e outros agentes envolvidos com a gestão descentralizada destes programas (PDDE, PNATE e Caminho da Escola), além dos membros do Conselho de Controle Social - CACS. "O FNDE não quer apenas repassar recursos. O importante é termos resultados efetivos na educação", afirma Carlos Decotelli, presidente do FNDE. 

fnde

O curso iniciou hoje e se estenderá até amanhã (12 de julho) no auditório do IFPI, com objetivo de capacitar os participantes quanto aos aspectos legais, regulamentares e operacionais destes programas afim de que estejam aptos para efetivar os processos da execução, correção de falhas e prevenção de irregularidades, de modo a favorecer o alcance dos objetivos e metas das referidas políticas, bem como sobre os aspectos inerentes ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). 

O secretário de Educação de Floriano, Joab Carvalho, afirma que o município tem garantido o transporte escolar aos alunos. São cerca de 25 transportes que realizam o deslocamento de cerca de 2.500 alunos em 27 rotas distribuídas por toda a zona rural. "Nós recebemos do Governo federal o repasse de R$ 13.700 reais/mês para manter o transporte escolar, entretanto os investimentos feitos giram em torno de R$ 215.000/mês, sendo completados por recursos próprios advindos do Fundo de Participação do Município para a Educação. Temos trabalhado para tentar garantir a qualidade dos serviços para nossas crianças", afirmou.

 

 Da redação