• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma

 

O jovem José Augusto foi assassinado com cinco tiros quando ia comprar cigarros em uma mercearia no bairro Santa Barbara, zona leste de Teresina. Ele já tinha passagens pela policia por envolvimento com drogas e por causa disso foi aconselhado pela família para sair da cidade.

 

Segundo testemunhas, José Augusto correu quando foi atingido, mas o assassino efetuou mais disparos. Os tiros atingiram a cabeça, braços e mão. Uma ambulância do SAMU ainda foi tentar socorrer José Augusto, mas ele não resistiu e morreu no local do crime. O corpo foi removido pelo carro-tumba do IML.

 

O pai da vitima afirmou que José Augusto Já havia sido preso por tráfico de drogas. Ele declarou que a policia já sabe o nome do suspeito, mas está apurando para saber se é verdadeiro.

 

O homem que assassinou José Augusto estava em uma motocicleta.


Meio Norte

 

Será divulgado nesta segunda-feira, 6, às 10:00h, o resultado do Vestibular 2012 da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), direto do Campus Clóvis Moura, localizado no bairro Dirceu Arcoverde, zona Sudeste de Teresina.

De acordo com o reitor da instituição, Carlos Alberto Pereira da Silva (foto), a divulgação será alusiva, como parte da comemoração do aniversário de dez anos do Campus.

No Vestibular 2012, a Uespi registrou 30.700 inscritos para 4.260 vagas disponíveis para 11 campis da instituição. O curso mais concorrido foi o de Medicina, com 52 candidatos por vaga; em segundo lugar Direito (Teresina) com 24.50 por vaga e em terceiro lugar Odontologia (Parnaíba) com 23.75 candidatos para cada vaga disputada.


Portal da Clube

 

Denunciada a superlotação e falta de comida na penitenciária de Picos. A denuncia é do presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores Administrativos das Secretarias da Justiça e de Segurança Pública do Estado do Piauí (Sinpoljuspi).  Vilobaldo Carvalho. A acusação foi feita em repercusão a visita do secretário Estadual de Justiça à Penitenciária José de Deus Barros em Picos.


“A situação do sistema prisional vem se agravando com os anos. O que se tem visto na Penitenciária de Picos é grave. O espaço tem 144 vagas e atualmente são 320 presos”, disse Vilobaldo Carvalho. Outro problema apontado diz respeito à redução de alimentação na Penitenciária. A decisão foi expressada através de portaria reduzida de 300 para 200 a quantidade de refeições individuais destinada ao presídio.


“Segundo a portaria, a redução se deu para se ter maior controle. Para essa quantidade de presos é necessário até 10 quilos só de carne por dia e o que vai é bem abaixo disso”, pontuou o presidente do Sinpoljuspi. Vilobaldo Carvalho também analisou a falta de efetivo para atuar na segurança da penitenciária. Atualmente, segundo o representante de classe, são quatro agentes dedicados à segurança do local por turno.



“É necessário ter mais agentes. Temos 100 pessoas concursadas ainda não chamadas. São quatro agentes por plantão. Deveria ter no mínimo 10. Peço que não se receba mais presos em Picos e que alguns que estão lá sejam transferidos para penitenciária a de São Raimundo Nonato, inaugurada recentemente”, disse o Vilobaldo Carvalho.

Da redação

Os beneficiários do Programa Bolsa Família no Piauí que não receberam a transferência de renda este mês, por falta de atualização dos dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, têm até 29 de fevereiro para confirmar os dados na prefeitura. No estado, 21.249 famílias estão com os benefícios bloqueados. Em todo o país, 729 mil famílias estão nessa situação.


O prazo para que não houvesse bloqueio do benefício terminou no dia 31 de dezembro. Agora, as famílias precisam procurar as prefeituras de seus municípios para atualizar as informações e voltar a receber os recursos do Bolsa Família.


As famílias que atualizarem as informações até 29 de fevereiro terão seus benefícios desbloqueados e poderão sacá-los no mês seguinte. Caso contrário, o pagamento será cancelado.


A atualização cadastral periódica é um dos mecanismos de controle do programa de transferência de renda, que atende 13,3 milhões de famílias. Mudança de endereço ou de renda, localização da escola dos filhos para acompanhamento da frequência escolar e composição familiar são informações fundamentais para a boa gestão do programa.


O processo de revisão cadastral ocorre anualmente desde 2009 e é feito pelos municípios e Distrito Federal para todas as famílias que completam dois anos sem atualização ou confirmação em seus cadastros, conforme prevê o Decreto 6.135 de 2007.


Recursos – O MDS apóia as ações de gestão do programa nos municípios com repasse mensal de recursos e também com informações técnicas para que o processo ocorra sem transtornos. No início de cada ano, o ministério identifica todas as famílias com cadastros sem atualização nos últimos dois anos. Essa relação é colocada à disposição dos gestores no Sistema de Gestão Integrada do Programa Bolsa Família.


Os recursos repassados mensalmente aos municípios podem ser empregados na atividade de revisão cadastral. As famílias identificadas na listagem recebem avisos em seus extratos bancários de pagamento. Caso não façam a atualização e tenham os benefícios bloqueados, nova mensagem é encaminhada pelo extrato, orientando a família a procurar a gestão municipal.


Para ser atendida pelo programa, a família deve ter renda por pessoa de até R$ 140 por mês. Os valores dos benefícios variam de R$ 32 a R$ 306, de acordo com o perfil de renda e o número de integrantes da família. R$ 1,5 bilhão é transferido por mês para essa população. Para garantir o benefício, as famílias precisam manter os filhos na escola, a agenda de saúde em dia e atualizar dados de renda, número de integrantes, endereço e escola dos filhos, pelo menos a cada dois anos.

 

 

MDS