Por ordem judicial uma casa foi demolida nessa tarde quarta-feira, 4, na comunidade Taboleirinho, zona rural do município de Floriano-PI.  A ação de demolição foi acompanhada pelo oficial de justiça Marcos Sobral que numa entrevista explicou,  “estamos com uma ação de retaliação de posse com um pedido de concessão de medida liminar”.
ceciliacasa72012

 Ainda nas declarações do oficial, houve a reintegração de posse e existia uma casa construída no local, o que deixou uma certa pendência, no entanto, disse, “a outra parte entrou com um pedido de demolição desse imóvel construído aqui dentro e o juiz concedeu liminarmente, o mérito da ação ainda vai ser julgado, mas foi concedida essa medida”, disse.
ceciliacasa72012c

A mulher que estava morando no casebre, a dona Cecília Maria da Conceição,  pediu um tempo para que as coisas fossem retiradas,  pois  segundo informações da própria moradora, a autorização era para que houvesse a demolição com  os seus bens ainda no local.  “Cheguei da rua e  estão  aqui para derrubar a casa, eu pedi que deixassem eu desocupar, tirar as minhas coisas de dentro, e disseram que a ordem era para não deixar tirar nada de dentro, eu tirei, mas temos prova que esse terreno é nosso”, disse a dona de casa.
 ceciliacasa72012b


A casa foi construída a cerca de três meses e  a dona Cecília morava com o marido e um filho. A ordem judicial é uma determinação do Juiz Noé Pacheco, titular da 1ª Vara de Floriano-PI.
 ceciliacasa72012d
 
Da redação
IMAGENS: piauinoticias.com
Populares do município de São Francisco do Piauí ainda choram a perda do seu Joaquim de Oliveira Costa, (seu Quincas) como era mais conhecido.
motoquincas

O vaqueiro faleceu no domingo, 01º de julho, por volta das 15:00h vítima de um acidente de moto. Ele estava da casa da sua mãe no povoado Salinas para a sede do município quando perdeu o controle do veiculo, caiu num bueiro e morreu em seguida.

motoquincas0

Seu Quincas deixou a esposa e 8 filhos, vários netos e muitos amigos. A moto que estava sendo pilotada pelo seu Joaquim teve muitos danos, foi retirada do local da ocorrência e levada para a cidade.



De Sao Francisco - Rafael Oliveira

reconstituiçaoA segunda parte da reconstituição do Caso Décio Sá terminou por volta das 23:00h dessa terça-feira, 03, confirmando sem contradições, segundo a polícia, o depoimento de Jhonathan de Sousa Silva, 24, assassino confesso do jornalista Décio Sá, 42, executado a tiros no dia 23 de abril, em um bar da Avenida Litorânea, em São Luís.


Dividido em duas partes, o segundo momento da reconstituição refez não só a ação do crime, mas também o trajeto de fuga do assassino. Equipe policial, peritos e homicida refizeram o momento em que Décio Sá saiu do Sistema Mirante, por volta das 22:00h, e passou a ter o carro seguido pelo assassino, que esperava a saída do jornalista na garupa de uma motocicleta, dirigida por um companheiro.


Segundo informações repassadas pelo próprio Jhonathan, ele tentou abordar o carro de Décio Sá na Avenida dos Holandeses, em frente ao PetisCaldos, mas desistiu porque percebeu que uma viatura da polícia vinha logo atrás. Neste momento, os dois perderam o jornalista de vista e seguiram em frente, fazendo o retorno próximo ao Shopping do Automóvel, no Calhau, rumo à Avenida Litorânea.


O assassino relatou, ainda, que ele e seu companheiro resolveram passar pela orla para ver se viam o carro do jornalista, sem saber que ele estava lá. Eles reconheceram o veículo pela placa, estacionado próximo ao bar Estrela do Mar. Jhonathan então parou em frente ao estabelecimento, desceu e executou o jornalista.


O executor então saiu do bar, subiu na garupa da motocicleta e parou novamente alguns metros à frente, onde entregou a pistola .40 usada no crime sem o pente para seu companheiro e subiu as dunas. No alto da colina, ele mudou de camisa e sandálias, abandonando o que foi usado no assassinato no local e seguiu andando, da Igreja do Calhau até o retorno da Cohama, onde pegou um táxi e seguiu para o sítio em São José de Ribamar, onde foi preso, dia 6 de junho.


Segundo testemunhas, o assassino se mostrou tranquilo durante toda a reconstituição do crime, chegando a sorrir em algumas instantes.



G1/Maranhão

Três dos quatros detentos que fugiram da Penitenciária Irmão Guido foram recapturados ainda na noite dessa terça-feira, 03. O presídio fica localizado na BR 343.


O Serviço de Inteligência da Secretaria Estadual de Justiça prendeu  novamente:  Isaias de Sousa Almeida, 24 anos, preso desde julho de 2006, Reginaldo Santos de Melo, detido em julho de 2010. Também foi recapturado Jefferson Jerry da Silva,  27 anos, preso em junho de 2010.


Os detentos fugiram ontem após cavarem um buraco no pátio do pavilhão B e pularem o muro do presídio. De acordo com a Secretaria Estadual de Justiça, a fuga contou com a participação de oito presos. Entretanto, quatro conseguiram fugir.


O Grupo Especial de Operações (GEO) e a Polícia Militar estão em diligências para a captura, o último fugitivo, identificado por  Francisco Antônio Pereira Cândido, 25 anos, preso desde dezembro de 2011.



portaldaclube.com