assaltoabancococalA cidade de Cocal viveu uma das maiores noite de terror da sua história. Um bando com cerca de doze homens explodiram a agência do Banco do Brasil do município para levar o dinheiro que estava nos caixas eletrônicos e no cofre. Os bandidos ainda alvejaram a viatura da polícia e delegacia com tiros de fuzil e calibres 12 e 725.

 

O fato aconteceu durante a madrugada por volta da 1:00h desta quarta-feira, 4. O prédio da agência bancária ficou bastante destruído. Policiais de Parnaíba e da Cico foram enviados até o local. O imóvel está sendo periciado.

 

De acordo com o agente Robson Castilho, do 1º DP de Parnaíba, os criminosos provavelmente utilizaram dinamite. "É um estrago muito grande. O prédio está em estado de demolição", descreve.

 

O radialista Eudes Alves, do blog Cocal Notícias, disse que foi ao local poucos  minutos após a explosão e chegou a ver os bandidos. "Eu estava me aproximando, quando vi dois na frente do banco atirando para cima. Eles me viram também e começaram a atirar contra o meu carro", narra. 

 

O radialista acrescenta que os bandidos estavam em dois carros, um branco e um prata. “Um dos veículos ficou na porta da delegacia, para intimidar os policiais e outro ficou no banco. Eles ainda atiraram no pneu da viatura da polícia”, pontua.


Cidade verde e Cocal Notícias

teleentregaAgentes do 8º Distrito Policial de Teresina prenderam na manhã desta terça-feira, 03, um homem acusado de manter um tele entrega de drogas no bairro parque Jurema, zona Sudeste de Teresina. “Com o acusado foram encontrados 100 gramas de cocaína, uma balança de precisão, R$ 1.400 em dinheiro, uma motocicleta que seria utilizada para as entregas e celulares com contatos de clientes”, informa o chefe de investigação, Fred Maia.

 

O homem foi identificado como Mauro Adriano Mesquita Ferreira, de 29 anos, e segundo a polícia já estava sendo investigado há algum pela prática de tráfico de drogas na região em que residia. “Quando ele chegou na delegacia começamos a receber várias ligações de pessoas encomendando as drogas. Uma parte da cocaína foi achada com ele, outra parte estava enterrada no quintal da casa”, disse Fred Maia.

 

Para auxiliar no flagrante, o 8º DP contou com a participação do canil da Polícia Militar do Piauí. A residência está localizada na rua Sumaré. No ato da abordagem, o acusado estava acompanhado de uma menor, com quem teria relacionamento estável.

 

“O delegado Jefferson Kalume participou do flagrante e também solicitou a prisão do Mauro. Ele está preso no 8º DP, onde vai aguardar as resoluções da justiça”, revela o chefe de investigação.



Cidade verde




Após levantamento de informações feito pela Policia Federal (PF) foram apreendidos nessa madrugada em Cristino Castro-PI , por volta das 1:30h, cerca de 95 quilos de maconha que estava sendo encaminhada para Floriano-PI.
 


Na operação comandada pelo delegado federal Carlos Alberto que trabalhou com um grupo de policiais da corporação foi preso Fábio da Cruz. A quantidade citada de droga estava de São Caetano do Sul, estado de São Paulo.
 


A mercadoria estava em um ônibus clandestino.  O homem preso e a droga apreendida foram levados para Teresina onde a Polícia  Federal deve dar andar andamento nos procedimentos de apreensão e prisão de acordo com a legislação vigente.


ATUALIZADA às 10:51h
De acordo com o tenente coronel Lisandro Honório, comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, os homens da PF pernoitaram em Floriano e o homem que estava com a maconha Fábio da Cruz, ficou preso no próprio Quartel. Hoje cedo, eles seguiram viagem para  a capital piauiense.
 
 
 
Da redação

medicoacusadoMarcelo Martins de Moura, 26 anos, poderá ser posto em liberdade nesta terça-feira, 03, caso a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ/PI) aceite o novo pedido de liberdade impretado pelo advogado de defesa, Ezequiel Cassiano.


O médico é acusado de provocar o acidente que matou cinco pessoas da mesma família. O acidente aconteceu no último dia 9 de junho, na BR 343, entre as cidades de Altos e Campo Maior.


Se o TJ acatar a solicitação do advogado, o médico Marcelo Martins deixará a prisão após 23 dias. Ele foi preso temporariamente, mas a juíza titular do juizado especial de Altos, Carmem Maria Soares, decretou a prisão  preventiva justificando que o acusado cometeu uma sucessão de crimes como fuga e omissão de socorro às vítimas.


O relator do processo é o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar. Sem dar muitos informações, o desembargador disse em uma entrevista que o habeas corpus têm prioridade de julgamento e que três desembargadores analisarão o processo.


Este não é o primeiro pedido de habeas corpus impretado pela defesa de Marcelo. O primeiro foi negado pelo desembargador Erivan Lopes, ainda no mês de junho. No documento, Lopes destacou que o médico assumiu o risco de causar mortes no trânsito ao dirigir o veículo embriagado.


O advogado de Marcelo, Ezequiel Cassiano, sustentará a tese da inconstitucionalidade da prisão e deve ter direito a sustentação oral.



Portal da Clube