dedodecepadoNa cidade de Caracol, a senhora Yolanda Pereira Dias teve o dedo decepado durante briga com o marido, Targino Pereira, que chegou em casa bêbado. Segundo informações, o marido, além de bêbado, estava agressivo. O marido tentou agredi-la e na tentativa de se proteger, Yolanda acabou sendo mordida no dedo.

O caso resultou na separação do casal. Foi registrado Boletim de Ocorrência e Targino Pereira foi preso por 12 dias e solto após pagar fiança. O caso aconteceu no dia 10 de março de 2012.

Portal SRN

Na noite dessa terça-feira, 10, por volta das 18:30h o ex-presidiário Luis Carlos Fontes dos Reis, 26 anos, mais conhecido como “Veim” foi morto com três tiros no bairro Promorar, zona Sul de Teresina. Um acertou as costas e o coração da vítima.

José Carlos já possui várias passagens pela policia, inclusive na última quinta-feira, 05, foi preso portando um revólver calibre 38 e autuado por porte ilegal de arma, porém pagou fiança e foi liberado.  Um homem que estava na garupa de uma moto preta fez os disparos. O ex-presidiário veio a óbito ainda no local.

A polícia garante já ter informações de quem seriam os autores do crime, mas não divulgou os nomes para não atrapalhar as investigações. Inclusive, um deles teria completado 18 anos no último dia 26 e já tem passagem pela divisão do menor infrator. A polícia pretende capturá-lo dentro de 24h.



GP1

A babá Maria Lúcia Sousa dos Santos, 21 anos, teve uma gravidez normal e estava aguardando a chegada do seu segundo bebê. Por volta da 1:00h da madrugada do sábado, 7, ela deu entrada na Maternidade Evangelina Rosa em Teresina e começou a ser preparada para dar a luz. Por volta das 9:00h, o procedimento para o parto começou, mas o tamanho da criança fez com que o menino, que nasceu com 4,300kg acabasse tendo o braço quebrado.

 

“A médica que me atendia no posto de saúde dizia que os exames davam que (o parto) ia ser normal. Fiz três ultrassons tudo estava normal, mas hora deviam ter mudado”, descreve.

 

Lúcia diz que quem começou a realizar o procedimento foi um acadêmico. “Os ombros ficaram enganchados foi aí que eles chamaram uma médica, depois veio outro. Ela puxou pelo braço do bebê para terminar de sair. Depois só ouvi ela dizer ‘eita, quebrou’. O bracinho foi quebrado perto do ombro esquerdo e agora está enfaixado”, narra.

 

A babá diz que seu filho foi atendido por um ortopedista na última segunda-feira, 9, que colocou o membro no lugar. Uma nova avaliação deve ser feita no final do mês. Lúcia conta ainda que tem outra preocupação além do braço quebrado do bebê. “Eu estou de alta aqui no Espaço Acolher e ele está na UCI de médio risco porque está com uma infecção, vomitando muito e não consegue mamar. Está tomando antibiótico por um cateter no umbigo”, conta.

 

Após o susto da hora do parto, Lúcia, que também é mãe de uma criança de 4 anos, não esconde sua apreensão. “Fico preocupada porque a gente sempre ouve que histórias sobre a Maternidade. Dizem que o braço dele não vai ter problema porque ele é novo. Mas não me falaram nada sobre por que isso aconteceu”, pontua.


Cidade verde

Um homem conhecido em Jatobá do Piauí (134 km de Teresina) como Neto Dias, faleceu nessa terça-feira, 10, depois de cair de um carro que transportava passageiros para a comunidade Quem Diria, zona rural de Jatobá do Piauí.


O carro voltava da feira na cidade de Campo Maior, quando próximo a comunidade Morada Nova, na PI-320, o homem acabou caindo do veículo em movimento. Na queda, Neto Dias bateu a cabeça e já ficou desacordado.

Uma equipe do SAMU foi acionada e ainda tentou reanimar a vítima que já estava sem vida. O corpo foi transferido para o necrotério do Hospital Regional de Campo Maior.

Neto Dias escapou quase ileso de outro acidente de carro no ano passado, que vitimou o ex-vereador daquele município, Nonato Maria, que faleceu depois que o veículo que dirigia capotou na estrada de Cabeceiras, próximo a Campo Maior.



Campo Maior em foco