• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma

 

quadrilhapresaUma quadrilha composta por quatro elementos foi presa na noite dessa terça-feira, 14, após uma ação policial no Mário Covas, localizado na zona Sul de Teresina. Com o bando foram encontradas três armas de fogo e celulares. Do grupo, dois foram identificados como Luciano e Manoel dos Reis Silva.

 

 

 

O armamento foi encontrado dentro do veículo de Manoel, que negou ser proprietário da mesma. Segundo ele, alguém foi até lá e dispensou o revólver para incriminá-lo. “Eu trabalho com dinheiro a juros, sou um aposentado, compro e vendo carros”, afirmou. Sobre o porte ilegal de arma, Manoel alegou defesa própria, citou um exemplo de sua mãe, que passou por uma tentativa de homicídio. “Ando armado porque tenho inimigos que me querem morto”.

 

 

 

Os outros dois integrantes da quadrilha negaram conhecer Manoel e Luciano, e disseram ser moradores da região.

 

 

 

O tenente Frazão, da Rone (Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais), declarou que todos do grupo já são conhecidos da Polícia Militar. Segundo ele, os acusados ficavam realizando exposição de armas para a sociedade, com a finalidade de causar pânico na população. “A abordagem foi feita, os elementos presos e todos serão encaminhados para a delegacia”.


Meio Norte

 

 

palha diasO advogado, jornalista e escritor William Palha Dias, 93 anos, faleceu em sua casa, em Teresina, na noite dessa terça-feira, 14. Autor de "Os Irmãos Quixaba" entre outras obras, ele ocupava a cadeira de número 4 da Academia Piauiense de Letras.

 

 

Palha Dias sofreu um acidente vascular cerebral há três anos, que complicou seu quadro de saúde posteriormente. Nessa terça-feira, o juiz sofreu uma crise asmática, seguida de uma parada cardíaca, falecendo em sua casa, na rua Rio Grande do Sul, bairro Piçarra, zona Sul de Teresina.

 

 

Entre seus seis filhos está o advogado Sales Palha Dias. O escritor também era avô do cantor Saulo Dugado. A família ainda definirá onde acontecerão velório e sepultamento.

 

Vida e obra

 

William Palha Dias nasceu em Caracol, Sul do Piauí. Era juiz aposentado e romancista. Além da Academia Piauiense de Letras, o escritor fazia parte do Instituto Histórico e Geográfico do Piauí, Instituto Histórico de Oeiras e à União Brasileira de Escritores no Piauí.

 

 

Sua primeira obra foi lançada em 1959: Caracol na História do Piauí. Depois disso vieram Endoema (1965); Vila de Jurema (1973); ...E o Sibarita casou... (1978); Os Irmãos Quixaba (1979); Mulher Dama, Sinhá Madama (1982); O Dia-a-Dia de Todos os Dias (1983); Alcorão Rubro (1994); Memorial de Um Lutador Obstinado (1997); Flagrantes do Quotidiano (1998); Papo-Amarelo – Drástica Solução (2000); São Raimundo Nonato - de Distrito-Freguesia a Vila (2001) e Marcas do Destino (2003).

 

 

Adotado em vestibulares no Piauí, Os Irmãos Quixaba virou um filme curta-metragem em 2004.

 

Luto

 

O professor Cineas Santos, que também nasceu em Caracol, lamentou o falecimento do escritor. "William Palha Dias, meu conterrâneo de Caracol, era um ficcionista, um historiador muito preocupado com a sua aldeia. Além de escritor, foi um magistrado correto e honrado. É uma grande perda para todos nós."


Cidade verde

 

Esta confiormado que o Corpo de Bombeiros do Piauí vai realizar uma operação especial durante o feriado de carnaval. Segundo o comandante da coorporação, coronel Manoel Santos, serão enviados reforços para as cidades de Luís Correia, Parnaíba, Floriano, Picos, Barras, Campo Maior, Água Branca, Cajueiro da Praia, Oeiras, Bocaina e Teresina.


As cidades que recebem maior fluxo de turistas terão atenção especial. “Estaremos com todo efetivo em ação, fazendo atendimento e trabalho de prevenção”, diz.


O coronel Santos informa que o Corpo de Bombeiros marca presença em todos os eventos do Piauí e relata que no final de ano, somente em Parnaíba foram realizados mais de 100 atendimentos. Em Parnaíba, ele diz que há um efetivo permanente e nas datas especiais são enviados mais bombeiros militares para a região.

 

piaui.pi

Um detento, ainda não identificado, foi morto nesta terça-feira (14) na Casa de Custódia. Ele ocupava uma vaga no pavilhão F e teria sido morto por um rival. Segundo informações iniciais, o corpo estaria com cerca de 20 perfurações.

A arma utilizada no crime ainda não foi divulgada. O detento morto trabalhava como zelador dentro da penitenciária.  Policiais do 10º Distrito Policial já chegaram à Casa de Custódia, assim com a Perícia Criminal e representantes da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos.

A perícia criminal já foi iniciada.

 

 

 

Cidade verde