×

Observação

There is no category chosen or category doesn't contain any items

ossadaO 22° Distrito Policial está investigando o aparecimento de uma ossada humana encontrada na tarde de ontem, 11, em um matagal próximo ao bairro Nova Teresina, zona Norte da cidade.

 

De acordo com o delegado Miguel Vicente, titular da delegacia, não foi encontrado junto aos ossos nada que identifique o sexo da vítima ou a causa da morte. "Acionamos a perícia e o IML (Instituto Médico Legal) para que sejam feitos alguns exames, mas até o momento não temos nenhuma reclamação anterior que possa ser associada a este fato", disse.

 

Miguel Vicente acrescentou que não há indícios de que a ossada tenha sido retirada de algum cemitério para a prática de rituais de magia negra, a exemplo da ossada encontrada em novembro, no bairro Santa Maria da Codipi, próximo ao Nova Teresina.

 

"A única coisa que conseguimos afirmar é que a morte aconteceu há muito tempo. Não há tecidos nem nada que indique qualquer outra coisa. Mas, diferente do outro caso, o local é de difícil acesso, então é provável que a vítima tenha morrido e se decomposto neste matagal", finalizou.

 

cidadeverde

mootoPoliciais Militares da Força Tática prenderam uma dupla enquanto faziam uma ronda de rotina na Varzantinha em Ilha Grande de Santa Isabel, em Parnaíba – Piauí, no início da noite de terça-feira, 11.

 

 

Os suspeitos identificados por Itamar de Jesus Araújo Ferreira, de 30 anos, residente na Rua do Lourão – projetada 123, nº 1249; e Marcos André Fernandes Rodrigues, que reside na Projetada 127, nº 260, Ilha Grande de Santa Isabel, foram abordados em uma moto Pop 100cc, de cor preta e sem placa, com a quantia de R$ 53,00 em dinheiro.

 

Os policiais realizaram buscas no limite de 20 metros do local da área de abordagem e encontram, ainda, uma trouxa contendo 16 pedras de crack. Os acusados foram conduzidos à Central de Flagrantes.

 

portaldocatita

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 12, a Operação Calouro, que deve cumprir 70 mandados de prisão de suspeitos de integrar organizações criminosas especializadas em fraudar vestibulares de medicina em todo o Brasil. Além dos mandados de prisão, a Justiça Federal de Vitória (ES) expediu outros 73 mandados de busca.

 

De acordo com a PF, mais de 290 policiais federais em 10 estados e no Distrito Federal estão mobilizados na operação.

 

A assessoria de imprensa da PF no Espírito Santo afirmou que, até as 9h30 desta quarta, ainda não tinha um levantamento de quantos mandados haviam sido cumpridos, mas informou que a atuação dos suspeitos envolviam processos seletivos de pelo menos 20 instituições de ensino superior.

 

Uma entrevista coletiva será realizada ainda na manhã desta quarta para apresentar o balanço da operação.

 

Em comunicado divulgado nesta quarta, a Polícia Federal afirmou que as investigações de fraudes em vestibulares de medicina foram feitas ao longo de um ano e seis meses e, de acordo com as apurações, "as organizações criminosas agem por meio de diversos métodos clandestinos para atingirem o objetivo de fraudarem os vestibulares, seja por meio da falsidade documental e substituição do aluno durante as provas, seja por meio da produção de um gabarito e sua difusão não autorizada e clandestina por algum meio eletrônico aos alunos".

 

Ainda segundo a nota, essas organizações são "altamente especializadas, lucrativas, organizadas e disseminadas". A PF ressaltou a "nocividade das quadrilhas" e afirmou que as instituições que oferecem cursos de medicina "são ludibriadas em seu processo de seleção dos melhores alunos interessados no ingresso, seja para o meio médico, que recebe profissionais completamente alheios aos princípios éticos, seja para a saúde pública em geral, que será atendida por profissionais com sérios desvios de conduta".

 

G1

Foi preso nessa terça-feira, 11, na zona Sul de Teresina, Anderson Pereira dos Santos, mais conhecido como “borracha”. Ele estava dormindo quando foi denunciado pelo próprio pai.

 

Anderson é suspeito de ter praticado mais de 100 roubos somente este ano, na Vila Irmã Dulce. O pai do acusado teria aproveitado o momento em que o filho estava dormindo para ir denunciá-lo no 23° Distrito Policial.

 

Por conta do número de crimes, a população organizou uma audiência pública, na quadra poliesportiva do bairro. Os comandos das policias civil e militar participaram da reunião e atribuíram a maioria dos crimes a um único suspeito.

 

Já existem seis inquéritos contra Anderson no 23º DP.

 

GP1