A Polícia Civil do Maranhão realizou na manhã deste sábado, 10, uma mega operação de combate ao tráfico de drogas na cidade de Timon. No total, foram expedidos 15 mandados de prisão. “Entretanto, conseguimos dar cumprimento a dez mandados. Foram presos oito homens e duas mulheres. Os outros cinco já estão sendo considerados foragidos”, explica o chefe de investigação de plantão, Paulo Rodrigues. A operação, que recebeu o nome de Anúbis, foi planejada e conduzida pelo 1º Distrito Policial de Timon e tinha como objetivo combater o tráfico de drogas na cidade vizinha a Teresina. Mesmo assim, as prisões foram efetuadas por toda a cidade.

 

 

 

“Os trabalhos foram iniciados por volta das 5h de hoje. Cerca de 80 policiais civis de todo o Maranhão estavam envolvidos nesta ação. A última prisão foi efetuada por volta das 8h”, conta o chefe de investigação.

 

 

 

Colaboraram com a ação a Polícia Civil de Caxias (MA), o Grupo Tático Aéreo e agentes da Polícia de Civil, ambas da cidade de São Luís (MA).

 

 

 

“A grande maioria já tinha passagem pela polícia e são traficantes conhecidos”, informa Paulo Rodrigues.


Cidade verde

 

cantodoburitiQuatro pessoas foram presas na cidade de Canto do Buriti, 405 quilômetros ao Sul de Teresina, nesta semana, supostamente envolvidas com o tráfico de drogas. Na ação a polícia encontrou 17 papelotes de crack, maconha, três revólveres e uma balança de precisão.

 


De acordo com informações do delegado da cidade de Canto do Buriti, Eduardo Aquino de Araújo, após várias denúncias da população envolvendo entorpecentes, a polícia conseguiu chegar a quatro acusados. Eles foram identificados como Mauro César Aguiar dos Santos, 19 anos, Carline Prado Duarte, 21 anos, Rafael Nonato da Silva, 23 anos, e Paulo Cícero Martins de Araújo, 44 anos.

 

 

 

Com os acusados Rafael Nonato e Paulo Cícero a polícia encontrou 17 papelotes de maconha embalada em papel de alumínio pronta para a venda e um pedaço de maconha prensada enrola em um saco plástico.

 

 

 

Após a prisão dos dois primeiros suspeitos, ocorrida na última segunda-feira, 05, o delegado Eduardo Aquino solicitou ao juiz da comarca de Elizeu Martins, Ítalo Gurgel de Castro, o mandado de busca e apreensão a casa dos outros dois acusados, cumprido no dia seguinte.

 

 

 

A residência se localiza na Rua Padre Cícero, no centro da cidade de Canto do Buriti. No local a polícia achou três revolveres 38, sendo que um se encontrava com a numeração raspada, uma balança de precisão e um plástico com resíduos de maconha. Na oportunidade, os outros dois acusados foram detidos. 

 

 

 

A ação foi liderada pelo delegado do município Eduardo Aquino, o delegado Thiago Rabelo, da cidade de Bom Jesus, com apoio da Polícia Militar, sob comando do Tenente Geysel Oliveira.



Cidade Verde

 

caminhoneteO comerciante, radialista, político e mecânico, Djalma Ibiapina Resende, morreu na manhã desta sexta-feira, 09, aos 53 anos, em um trágico acidente de trabalho ocorrido no pátio de sua residência, em Boa Hora Piauí, enquanto consertava uma caminhonete D10 de sua propriedade.

 

Conforme informações de parentes colhidas no local pelo radialista Frank Ribeiro da Radio Verdes Canas FM, Djalma Resende trabalhava embaixo de uma caminhonete D10 quando o macaco que sustentava o veículo escorregou e a camioneta caiu sobre ele.

 

O corpo da vitima foi encontrado por volta das 11:00h da manhã debaixo do veículo por um cliente que veio ao local comprar cimento.

 

A equipe médica do município foi acionada mais ao chegar ao local constatou que o mesmo já estava sem vida.  A polícia militar também esteve no local fazendo a perícia.

 

Djalma Resende era dono de um deposito de material de construção, era um radialista considerando polêmico por sempre discutir assuntos da política local e também era mecânico. Atualmente era o presidente do Partido verde (PV) no município de Boa Hora.



Meio Norte

 

Os agentes penitenciários do Piauí vão paralisar suas atividades nos dias 14 e 15 de março. A categoria ameaça iniciar uma greve por tempo indeterminado, no próximo dia 27, caso o Governo do Estado não atenda às reivindicações dos trabalhadores.

 

A decisão foi tomada em assembleia geral nessa quinta-feira, 08. Segundo o Sinpoljuspi (Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores Administrativos das Secretarias da Justiça e de Segurança Pública do Piauí), os pontos acertados com o Governo do Estado após a greve do ano passado ainda não foram cumpridos.

 

"O Governo se comprometeu em convocar mais 50 agentes penitenciários em novembro de 2011 e os demais até fevereiro de 2012; o Estatuto dos Servidores Penitenciários ficou "engavetado" na Secretaria da Justiça", informa o Sindicato.

 

O Sindicato reivindica também a regulamentação da Lei Complementar nº 147/2011, que criou o Quadro de Apoio Policial na Secretaria da Segurança Pública, com criação de tabela de vencimento específica para estes servidores; reajuste no auxílio-alimentação para R$ 294,00 e melhores condições de trabalho.

 

A pauta de reivindicações conta também com outros pontos: suspensão dos descontos nos contracheques dos servidores quando estes entram de férias ou licença para tratamento de saúde; pagamento de periculosidade ou insalubridade aos servidores que trabalham nas cozinhas das unidades prisionais; pagamento salarial isonômico aos agentes penitenciários lotados na Penitenciária de Parnaíba, há mais de 20 anos na condição de serviço prestado e Reajuste na Gratificação de Auxílio Metrológico dos Servidores do IMEPI.

 

Os servidores pedem ainda que sejam exonerados os gerentes das Penitenciárias de Parnaíba, Irmão Guido e Penitenciária Feminina de Picos, devido à precariedade de funcionamento dessas unidades.



Portal O Dia

 

Subcategorias