solidosA Secretaria das Cidades mantém uma série de encontro de validação do Plano de Regionalização da Gestão dos Resíduos Sólidos e, nesta quinta-feira (26), realiza uma reunião com prefeitos e representantes das cidades que fazem parte do Território Vale do Rio Sambito. O encontro será no município de Valença, no auditório da Prefeitura Municipal.

O secretário Merlong Solano aguarda para o encontro representantes dos 14 municípios do Território. Sendo eles, Aroazes, Prata do Piauí, Santa Cruz dos Milagres, São Félix do Piauí, São Miguel da Baixa Grande, Barra D’Alcântara, Elesbão Veloso, Francinópolis, Inhuma, Lagoa do Sítio, Novo Oriente do Piauí, Pimenteiras, Valença e Ipiranga do Piauí.

Já foram realizadas reuniões de validação em Parnaíba (Planície Litorânea), Campo Maior (Território dos Carnaubais), Esperantina e Piripiri (Território dos Cocais). Segundo Merlong Solano, mais territórios serão visitados. “Faltam cinco territórios para serem visitados. Vale do Rio Guaribas, Vale do Canindé, Vale dos Rios Piauí e Itaueiras, Alto Parnaíba e Chapada das Mangabeiras. O último, Território Entre Rios, será realizado em Teresina em fevereiro”, disse o secretário.

Com a validação do plano pelos prefeitos de todos os territórios, o passo seguinte é a elaboração do Plano de Gestão Integrada, que tem como finalidade a estruturação dos consórcios públicos aceitos pelos prefeitos de todos os territórios.

 

Fonte: governo do Estado

Os servidores do Instituto de Assistência e Previdência do Estado do Piauí (IAPEP) iniciaram, nessa terça-feira, 24, uma paralisação de 72 horas. O protesto comprometeu o atendimento aos segurados, já que os servidores efetivos aderiram ao ato e somente os que ocupam cargos comissionados estão trabalhando. A possibilidade de greve, segundo o sindicato, não está descartada.

Mônica de Oliveira, presidente do Sindicato de Servidores do IAPEP, explica que há quatro anos o salário está defasado. “A assembleia decidiu pela paralisação não somente por conta do salário, mas o estopim é o atraso na entrega dos vales. Há dias não recebemos o vale transporte e o vale alimentação está atrasado há 29 dias”, denuncia a sindicalista.


Tendo paralisado mais de seis vezes no ano de 2011, a categoria não aceita mais negociar com o secretário de Administração, Paulo Ivan. “O governador Wilson Martins nunca nos recebeu. Nós enviamos novamente um ofício a ele, solicitando uma audiência, nós não podemos paralisar os serviços todo mês. Se ele não nos receber, vamos deflagrar greve.”


Por problemas técnicos, o sistema de atendimento ao segurado não funcionou na segunda-feira, 23. Por conta disso, os beneficiados que não foram atendidos ontem retornaram hoje e se depararam com o sistema paralisado. “O atendimento está deixando muito a desejar. Se tiver 10% funcionando é muito”, avisa a servidora.

 

 

Portal AZ

O sistema carcerário instalado no município de Floriano, onde mais de 200 presos condenados e não condenados estão cumprindo penas, foi visitado na manhã de hoje, 25, pelo secretário de Justiça do Estado do Piauí, Henrique Rebelo. Nos dez meses que está na pasta o secretário já visitou inúmeros presídios no estado e disse que nesse período muitas questões já foram resolvidas e concertadas, graças a algumas medidas que foram tomadas.  Ele destacou uma das questões que vinham ocorrendo com frequência, que eram as fugas do sistema prisional do Estado.

henriquerabelo0
O secretário anunciou que o município vai ganhar uma nova penitenciária e que essa deve abrigar cerca de 150 presos em regime fechado. A obra deve ser erguida nas imediações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Ministério da Justiça já aprovou os projetos que foram enviados pelo atual secretário. “O projeto foi enviado na nossa gestão e o Ministério já decidiu pela obra do sistema carcerário que será em regime fechado e que terá capacidade para 140 vagas, sendo que esse local onde estamos agora será destinado a uma penitenciária de regime semi-aberto”, colocou o secretário Henrique Rebelo na manhã dessa quarta-feira quando esteve na Penitenciária Gonçalo de Castro que fica na comunidade Vereda Grande, em Floriano.


“Nós já tivemos reuniões com defensores públicos, promotores, juízes e com representantes da sociedade civil organizada e com a OAB no objetivo de que os problemas maiores fossem resolvidos, como exemplo, a superlotação. Hoje estamos no limite, mas a direção dessa penitenciária tem sido muito capaz e responsável, no sentido de que as coisas aqui andem muito bem e nisso foram tomadas medidas no controle de visitas, apreensões de drogas, armas e as disciplinas  com os servidores, enfim, medidas que tem dado bons resultados”,  externou o secretário Henrique.



O secretario de Justiça foi recebido no Presídio local pelo tenente PM Alberone Pereira, diretor do sistema local, que após uma conversa disse à imprensa que não fez ainda o que se propôs a fazer quando lhe foi entregue a direção da penitenciária local.  “Firmamos o compromisso com o secretário de fazermos mudanças necessárias e urgentes na penitenciária de Vereda Grande, não fizemos tudo ainda nesse período que estamos como diretor, mas com o nosso corpo de servidores já realizamos algumas ações que surtiram efeitos positivos, principalmente no combate as drogas e entrada de aparelhos celulares”.


Ex-diretora Rosangela Oliveira


O secretário Henrique Rebelo disse que recebeu a denúncia contra a ex-diretora do presídio Rosângela Oliveira que é acusada de facilitar a entrada de drogas nas dependências do presídio Gonçalo de Castro. Ao Ministério Público florianense foram feitas ainda outras denúncias, como por exemplo, o envolvimento pessoal dela com presidiários.


Henrique rebelo citou que foi instaurada uma sindicância e Rosângela Oliveira  deve responder pela parte criminal, de acordo com o que a lei determinar e que a Secretaria já tomou as providências administrativas.

 

Da redação

IMAGEM: piauinoticias.com - Carlos Iran

O grupo liderado pelo prefeito Joel Rodrigues (PTB), pode não ter o Partido dos Trabalhadores (PT) como aliado nas eleições de outubro próximo. Num encontro de líderes petistas florianenses com  representantes da executiva estadual, essa foi uma das questões colocadas em pauta. Um dos mais recentes filiados ao PT, professor Gilmar Duarte que já esteve como vereador pelo município de Floriano-PI, cedeu uma entrevista ao piauinoticias.com e disse que numa reunião que se realizou do partido o código de ética, estatuto e resoluções internas, foram algumas dos questionamentos discutidos.

gilmarduarte0
“Foram dadas algumas pinceladas rápidas pela Regina que é suplente no Senado quanto ao comportamento do PT e colocado também que o grupo petista é plural, ou seja, tem vários pensamentos, e isso, fez o partido crescer em todo o País”, disse o petista florianense, afirmando que as alianças com outros partidos estão em processo de discussão e devem ser definidas até o final do mês de março.


O PT na cidade de Floriano se divide, pois os dois vereadores com mandatos que são do partido andam em situações opostas. O vereador Edvaldo Araujo, presidente local,  é um aliado da gestão pública municipal, enquanto que o parlamentar petista Raimundo Martins, tem uma postura diferente e trabalha com o grupo de oposição ao governo local. “Está havendo um problema quanto a questão da aliança em Floriano, nem sempre a maioria está aceitando o que está ocorrendo no município, nas o objetivo é que seja aceito a posição da maioria”, disse Gilmar.


O ex-vereador e professor afirmou que nesse encontro foi questionado o seu nome como um provável pré-candidato a prefeito florianense pelo partido e do bancário Edvan Costa, como um dos pretendentes a uma cadeira na Câmara Municipal. “O partido me autorizou a me lançar como um dos pretendentes a prefeitura de Floriano e estamos disponibilizando o nosso nome para as pesquisas que já estão sendo feitas, então, o PT tem hoje pré-candidato, é um partido grande o maior do Brasil e não significa dizer que vamos chegar a uma chapa majoritária, mas temos que discutir a coligação com a prefeitura municipal de Floriano. Vamos discutir se o PT continua ou não na aliança com o grupo do atual gestor”.  


Uma assembleia a ser marcada é onde terá a definição de como o PT vai se comportar em relação a uma coligação visando às eleições de outubro, concluiu.

 

Da redação

IMAGEM: piauinoticias.com

Subcategorias