• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma
 Dario
cajuina aeroporto
verdurão santo antonio
Paraiba
Perturbações durante o sono podem afetar negativamente a fixação de dados na memória, uma das funções das noites bem dormidas. Mais do que respeitar as horas de sono, o ideal para aprimorar a capacidade da memória é manter o sono contínuo, sem interrupções.


A constatação é de um estudo realizado por pesquisadores do Hospital Brigham and Women, em Boston, publicado nesta semana na revista científica “PLoS One”.


Os autores do estudo, liderados por Ina Djonlagic, chegaram a essa conclusão ao analisar pacientes com apnéia do sono (pausas na respiração ao dormir), que leva a distúrbios.


Eles demonstraram um desempenho inferior durante a noite e em atividades motoras recentemente apreendidas do que pessoas sem apneia, testadas em um outro grupo.


"A consolidação da memória durante a noite requer um sono com continuidade, independente da quantidade total de sono", concluem os autores.



G1