Com o empate em 2 a 2 com o Atlético-MG pela ida das quartas da Libertadores, o Palmeiras atingiu a marca de 107 gols no ano de 2022. Boa parte desses tentos saíram de bolas paradas, uma das maiores armas da equipe comandada por Abel Ferreira. Até o momento, o Verdão balançou as redes 67 vezes com o jogo correndo e 40 com a bola parada. Lendo esses números em porcentagem, são 63% com bola rolando, que é a maioria, e 37,38% com bola parada, algo que é muito forte neste time desde a chegada do português.

scarpa

Entre os tentos marcados a partir deste fator favorável, três foram em cobrança de falta direta, dois em cruzamento a partir de uma falta, 19 através do escanteio e 16 em cobranças de pênalti.

Dentre os principais marcadores neste quesito estão Gustavo Gómez e Murilo. A dupla de zagueiros do Palmeiras acumula 15 gols feitos no ano, todos na bola parada, sendo oito para o capitão paraguaio e sete para o camisa 26. Por trás dos bons números dos companheiros e do time, existe um responsável: Gustavo Scarpa. O meia é líder em assistências do Palmeiras no ano e, 50% das suas participações em gols foram em bolas paradas.

Com malas prontas para o futebol inglês e despedida marcada para o final da temporada, pode se dizer que o meia é o jogador mais decisivo em bolas paradas em toda a América. Até então foram 42 jogos, nove assistências, 12 grandes chances criadas, 105 passes decisivos e 104 cruzamentos corretos na conta do camisa 14. No empate com o Galo, os dois gols alviverdes saíram de jogadas iniciadas pelos pés do jogador que, com o pé esquerdo, cobrou uma falta e um escanteio com muita precisão para que os companheiros pudessem fazer a felicidade das arquibancadas.

  • A comissão técnica tem muito mérito nisso. O trabalho mental tem sido a prioridade dessa equipe, e isso nos ajudou muito. Aí depois, basta você estar bem mentalmente para que a técnica e o jogo tático acabem fluindo. Eu estou feliz para caramba, graças a Deus, vivo meu melhor momento da carreira. Amadureci como pessoa, como jogador, mas amanhã é um novo dia. Não adianta carregar os elogios de uma partida, temos que pensar na próxima - disse Scarpa em entrevista após o jogo.

55 gols do Palmeiras no ano tiveram origem pelo lado direito, 23 pelo lado esquerdo e 29 pelo centro. Como é possível ver, a maioria dos gols saem pela direita, com 51,40% do total, ou seja, pouco mais da metade dos tentos é por ali, mostrando a força de Scarpa ao lado de Dudu, Veiga e Marcos Rocha, que costumam jogar no setor.

Enquanto os jogadores citados seguirem fazendo a diferença, a bola parada alviverde ainda dará muito mais ‘dor de cabeça’ para os adversários. Agora resta saber o desfecho da história construída pelos comandados de Abel Ferreira e se esta ‘carta na manga’ poderá, novamente, dar alegria aos palmeirenses.

Confira um breve raio-x dos gols do Palmeiras na Libertadores:

35 gols 23 de bola rolando 12 de bola parada (7 escanteio, 3 pênalti, 1 falta direta e 1 a partir da falta)