luisenriqueO técnico da seleção espanhola de futebol, Luis Enrique classificou o jogo de futebol sem torcida como algo "mais triste que dançar com a irmã". Em uma entrevista concedida no programa Colgados Del Aro, o ex-treinador do Barcelona não escondeu a frustração que é assistir a uma partida de futebol com os portões fechados para a torcida.

"[Jogar sem torcida] é mais triste que dançar com sua própria irmã. Eu vi o futebol alemão e é lamentável. Se ouvem os insultos e se perde a intimidade dos bons momentos, mas deve-se entender que esse é um negócio que gera muito dinheiro e mesmo que o espetáculo fique muito diferente de quando há pessoas no estádio, isso pode ajudar na quarentena", disse Luis Enrique.

O treinador da Espanha falou sobre como é e como deve ser a relação de um técnico com seus jogadores no vestiário e destacou a importância de ser justo com todos os membros de um time.

"Cada vez que acontece uma briga no vestiário você precisa ver como trata o craque do time da mesma forma que aquele que não joga ou o que se atreveu a falar qualquer coisa. São essas coisas que marcam sua relação com o grupo, se você foi justo e sincero", falou Enrique.

Luis Enrique passou cerca de cinco meses afastado da seleção para acompanhar o tratamento da filha, Xana, que faleceu em agosto de 2019. Após um período afastado, o treinador retomou o posto em novembro de 2019 com olho na Eurocopa 2020, que foi adiada por conta da pandemia do novo coronavírus e será disputada no meio de 2021.

"A incerteza dói e nos assusta e assim será o dia a dia. Esperamos que se reiniciem todas as atividades, e que o futebol comece porque a gente faz o que mais gosta e logo vamos voltar com os amistosos. Em tese, a seleção deveria jogar amistosos em setembro, mas só acontecerá se a normalidade estiver restaurada. Outras coisas são mais importantes agora e vamos esperar", declarou Enrique.

 

Yahooesportes