• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma

segundotempo1112013Com o intuito de democratizar o acesso ao esporte, bem como de preencher o contraturno escolar das crianças e adolescentes, o Programa Segundo Tempo contemplou no ano de 2012 um total de 18 mil pessoas no Piauí. As atividades são desenvolvidas em 180 núcleos espalhados pelo Estado, que podem ser escolas ou espaços comunitários. Para 2013, a Fundação Estadual de Esportes (Fundespi) prevê o início das atividades ainda no primeiro trimestre.

 

Segundo Marcos Aurélio, presidente da Fundespi, o órgão está aguardando uma liberação por parte do Ministério dos Esportes para, posteriormente, dar início às ações. “Somente no ano passado envolvemos cerca de 400 colaboradores na prestação de serviços para o programa em todo o Estado”, enumera.

 

O programa Segundo Tempo foi idealizado pelo Ministério dos Esportes e tem como finalidade colaborar com a inclusão social, bem-estar físico, promoção da saúde e desenvolvimento intelectual e humano. As modalidades esportivas desenvolvidas são de cunho individual e coletivo, além de ações complementares.

 

Dentre os benefícios verificados com a adoção do programa estão: melhoria do rendimento escolar, diminuição da evasão dos alunos, melhoria da autoestima e das habilidades e capacidades motoras dos estudantes, além de contribuir para a geração de emprego e renda, visto que o desenvolvimento das atividades demanda a manutenção de técnicos para auxiliar os alunos na condução das atividades esportivas.

 

govpi