Os trabalhadores da educação Pública estadual entram nesta quarta-feira no terceiro dia de greve. A categoria quer o reajuste do piso salarial da categoria no valor de 22%, já que esse mesmo percentual já foi repassado pelo Governo Federal para o Estado desde de janeiro de 2012.


De acordo com o SINTE-PI estão nos quadros do estado 23 mil trabalhadores em educação e, a paralisação já atinge a 90% das 800 escolas da rede pública estadual do Piauí. A presidente do SINTE-PI, Odeni Silva disse que o movimento segue até que o governo respeite a Lei do Piso. “Nós sabemos que Governadores e Prefeitos são contra esse reajuste de 22% para o Piso, mas a categoria não vai abrir mão”, afirma Odeni.



Os trabalhadores em educação voltam a avaliar o movimento amanhã, quinta-feira, dia 01 de março, às 9 horas, no Teatro de Arena da Praça da Bandeira. 



Acesse Piauí