Um policial militar que estava de plantão no Hospital do Parque Piauí, zona Sul de Teresina, foi abordado por dois homens armados e teve a arma roubada nesta quinta-feira, 12. A ação foi registrada por volta das 11:00h.

“O policial estava de costa e não viu o movimento em que os dois homens chegaram. A dupla estava em uma moto de cor preta, modelo Fan, e estavam com um revólver calibre 38”, informa o soldado Ernane Silva, do 6º Batalhão de Polícia Militar.

Após serem informadas sobre o roubo, guarnições da PM ainda tentaram uma perseguição a dupla. Os suspeitos foram seguidos até imediações do bairro Cidade Nova, na cidade de Timon (MA), mas conseguiram despistar as viaturas.

“Não tivemos êxito. Os suspeitos conseguiram se infiltrar na região e sumiram. Entretanto, as buscas vão continuar pela região”, explica o soldado que participava do plantão do 6º Batalhão de Policia Milita na tarde de hoje.

O policial militar não teve identidade revelada, mas sabe que mediante a ação dos suspeitos não esboçou reação perante a abordagem.


Fonte:cidadeverde
Mesmo com uma equipe reduzida de policiais civis e sem investigador, o delegado Daniel Pires trabalha em cima de uma nova modalidade de crimes em Campo Maior, que é identificar juntamente com a Polícia Federal quem está passando dinheiro falso na cidade.

O delegado informou que em menos e 40 dias já tomou conhecimento de cinco casos e ouviu três vítimas, uma delas é Ana Cristina Alves Cavalcante, que recebeu na manhã desta quinta-feira, 12, uma nota de R$ 100,00 de uma agência bancária da cidade, segundo depoimento da vítima.

“O que nos chama atenção é que todas as notas falsas aprendidas e enviadas para a Polícia Federal são de R$ 100,00 modelo novo. As notas falsas são tão idênticas com as verdadeiras que são confeccionadas em papel moeda, o que dificulta a identificação”, contou o delegado. Os casos foram encaminhados para a Polícia Federal que já está investigando para saber de onde estão partindo as notas e a fabricação.


Fonte: Com informações do PortalCampoMaior.
A Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) da Polícia Militar (PM) informou que um morador do bairro Santa Maria da Codipi, Francisco de Assis Pessoa dos Santos, de 29 anos, foi atingido com uma bala na cabeça e foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

A bala atingiu Francisco de Assis de raspão. Francisco de Assis estava recolhendo madeira em um matagal quando foi abordado por um homem e uma mulher, que estavam armados com uma espingarda 12.

Francisco de Assis pode ter sido vítima de tentativa de roubo. Ele passa bem.


Fonte:meionorte
A Polícia Federal solicitou ao Instituto de Polícia Científica da Paraíba todas as “contraprovas” realizadas pelo órgão no corpo da estudante de Direito, Fernanda Lages, morta no dia 25 de agosto. A confirmação foi dada pelo direto do Instituto, Humberto Jorge de Araújo Pontes, que está em Teresina visitando as novas instalações do Instituto de Criminalística do Piauí.

Ele disse que o Instituto da Paraíba realizou análise de DNA e toxicológico no corpo da estudante. Humberto Jorge afirmou que já recebeu ofício do delegado da PF solicitando os exames feitos.

“Vamos encaminhar todas as contraprovas como: unha, sangue, material biológico para a perícia da Polícia Federal. As contraprovas ficaram em poder do Instituto para casos de serem questionados”, declarou.
Humberto Pontes elogiou as instalações do novo Instituto de Criminalística, mas alertou que é preciso a contratação imediata de novos peritos e equipamentos. O órgão tem hoje, cerca de 50 peritos.

Durante a visita o diretor está sendo acompanhado pelos peritos, Jorge Andrade e Carlos Belfort que são da Associação dos Peritos do Estado do Piauí.


Fonte: cidadeverde