A OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgou um levantamento alertando que deve aumentar nos próximos 10 anos o número de casos de doenças vinculadas à mudanças climáticas. Entre elas estariam câncer de pulmão, infartos, problemas cardíacos e pulmonares.

A saúde e o clima estão mais conectados do que imaginamos. O aumento das temperaturas podem ter aumentado o número de incêndios, e consequentemente, a poluição proveniente das queimadas das florestas.

O pneumologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Elie Fiss, explica que a fumaça com particulas dispersas no ar tem 'grandes consequências' e afetam o sistema respiratório, aumentando as crises de asma, sinusites, e até mesmo causando câncer e efisema pulmonar.

"A poluição industrial é resultante da queima de petróleo e muitos estudos mostram não só a correlação com doenças respiratórias, como também com doenças cardíacas e vasculares", explica. Segundo especialista até mesmo doenças neurológicas podem estar relacionadas à poluição.

O médico falou também sobre as epidemias, a vacinação, a higiene, e como o meio ambiente afeta o ser humano.

 

R7