Em feriados e fins de semana, os registros apresentam tendência de redução em relação aos dados normais de dias úteis, o que pode não representar uma diminuição real de casos. Os dados diários nacionais são do consórcio de veículos de imprensa, formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde. No total, o País chegou nesta segunda-feira a 333.153 mortes.

copvi

Os números desta segunda-feira mostram 39.629 novos casos confirmados, fazendo o total chegar a 13.023.189. Segundo dados do Ministério da Saúde, o País tem 11.436.189 pessoas recuperadas da doença e 1.244.660 em acompanhamento médico.

O cenário da pandemia continua preocupante nas cidades brasileiras, que viveram em março o mês mais letal de todo o período até aqui. Uma projeção que o Brasil pode chegar a julho com mais de 560 mil mortes. Consórcio reúne dados desde 8 de junho

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal.

A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

msn

Imagem ilustrativa