A Vigilância Sanitária de Floriano realizou na noite desta quinta-feira (21) blitzen em bares e restaurantes da cidade com o objetivo de garantir a efetividade do decreto que consta medidas sanitárias e de distanciamento social para estes locais. A ação teve o apoio da Polícia militar.

Após um período de estabilidade, o número de novos casos de coronavírus volta a apresentar aumento em Floriano. Com a tendência alta, existe a possibilidade do risco de lotação de leitos no Hospital Regional Tibério Nunes. Segundo Jussinaldo Duarte, diretor da Vigilância Sanitária, o relaxamento da população em relação a medidas de distanciamento social pode refletir significativamente no aumento de casos e posterior superlotação de leitos do HTN.

A Vigilância Sanitária fez 03 notificações de bares e estabelecimentos onde foi constatado cumprimento de regras básicas como o uso obrigatório de máscara, higienização das mãos com álcool gel, distanciamento de pessoas e de cadeiras dos bares e restaurantes e também o horário limite de funcionamento.

“As empresas notificadas serão revisitadas pela Vigilância Sanitária e se não houver uma mudança de comportamento, o Município não descarta a edição de um novo decreto proibindo a realização de eventos ou medidas mais duras”, disse Jussinaldo Duarte. É valido salientar que os estabelecimentos que descumprirem as medidas estipuladas no decreto, estarão sujeitos a multas e interdição juridicamente previstas em lei.

bares

Interdição

No inicio da tarde de ontem (21), um estabelecimento de distribuição de bebidas localizado na Avenida Eurípedes Aguiar foi interditado por descumprir o decreto municipal e regras sanitárias de combate à pandemia.

Ao todo, foram 10 notificações e 03 multas, por causa das aglomerações que também provocaram diversos chamados ao COPOM da PM de Floriano. O Ministério Público do Piauí notificou o município recomendando medidas urgentes para coibir as aglomerações e o não cumprimento das regras sanitárias.

botecoss

Denuncie

A população pode ajudar denunciando estabelecimentos que descumprem as regras sanitárias e de distanciamento social, através dos telefones, da Vigilância Sanitária (9 9416-7708) e da Ouvidoria (9 9430-6799) ou ainda acionando a Polícia Militar (190). Veja imagens da ação da Vigilância no Cais, na noite de ontem, quinta-feira, 21

Da redação