A Vigilância Sanitária de Floriano e Barão interceptou 2 ônibus de passeio na manhã de hoje. Os veículos vinham de locais distintos, um da cidade de Sergipe e outro do estado do Rio Grande do Sul. A preocupação dos técnicos está no fato desses locais apresentarem casos confirmados do vírus Covid-19, por isso a fiscalização sanitária tem aumentado.  

aoni

Um dos ônibus tinha como destino a cidade de Barão de Grajaú e segundo o motorista da empresa que fazia o transporte, ao menos 20 passageiros tinham residência na cidade vizinha a Floriano. Jussinaldo Duarte, diretor da Vigilância Sanitária de Floriano, esclareceu que o transporte em alguns estados está proibido, como é o caso do Maranhão. Por isso, o veículo permaneceu estacionado no Posto Fiscal Pontões até ser liberado. A preocupação do órgão é quanto às pessoas que vem de outros estados com destino especifico a Floriano.  

"Sabemos o correto é que florianenses vindos de outros estados, turistas ou trabalhadores que tenham negócios na cidade permaneçam em isolamento social por pelo menos 14 dias. Essa medida é preventiva, pois se a pessoa estiver com o vírus Covid-19, ela não vai propagar a doença. Essas pessoas precisam informar os órgãos competentes de onde vem e quanto tempo irão permanecer em Floriano visto que existe um protocolo a ser seguido. ", disse.  

aonibus

As Secretarias de Saúde de Floriano e Barão de Grajaú firmaram acordo para manter um protocolo de fluxograma entre as cidades e manter as autoridades sanitárias informadas sobre o enfrentamento ao vírus nos dois municípios. "Não vamos retirar o direito de ir e vir do cidadão, mas temos que garantir que nossas famílias fiquem o mais longe possível do vírus e isso só é possível com o aumento das fiscalizações sanitárias. É importante lembrar que não é uma restrição e sim uma prevenção. Todos foram examinados, receberam máscaras e serão monitorados", disse James Rodrigues, Secretário de Saúde de Floriano.  

Os 21 passageiros que tinham como destino o município de Barão de Grajaú fizeram um cadastro e serão monitorados pela Secretaria de Saúde da cidade.

 

PMF