• Vamol
  • Roma
  • Fiat
  • Floriano Veiculos

Um garoto de 12 anos foi morto pelo próprio pai depois de se recusar a fazer o dever de casa. O progenitor encharcou o filho de querosene e ateou fogo no menino. O triste episódio aconteceu na cidade Orangi Town, no Pasquistão. 

Segundo  tabloide "Daily Star", os graves ferimentos causados no menino Shaheer Khan causaram seu falecimento dois dias após o incidente, que aconteceu na última quarta-feira (14). 

paifiljo

Foto: Reprodução/Urdu.geo.tv

De acordo com relatos dos policiais, o pai tentava assustar jogando o óleo no momento em que ambos discutiam sobre a importância dos estudos. O garoto insistia em sair para soltar pipa e o pai, que havia visto algumas respostas de seu dever de casa e não ficou satisfeito, tentava impedi-lo. 

Em meio à discussão, o pai jogou querosene no filho e acendeu um fósforo com o objetivo de aumentar a intimidação. Porém, a chama acabou atingindo o garoto. Com o fogo no corpo, o pai junto com a mãe, Shazia Khan, iniciaram um processo de apagar a chama jogando cobertores sobre a criança.

Infelizmente, os esforços dos progenitores não foram suficientes e o adolescentes acabou com queimaduras gravíssimas pelo corpo e foi levado ao hospital, onde faleceu dois dias depois. (Com informações de “Daily Star”)

Fonte: O Tempo