estrangeirosNessa segunda-feira, 22, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu dois colombianos e um venezuelano acusados de invadirem e levarem mais de R$ 1 milhão em joias da joalheria Rubi, do Teresina Shopping, no último domingo, 21. Os criminosos foram presos durante uma abordagem da PRF, na BR-050, na cidade de Catalão-GO.

Os suspeitos estavam fugindo em um veículo Fiat Uno com destino a São Paulo, mas já estavam sendo monitorados pela PRF, com apoio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado do Piauí (GRECO), e das Polícias Militar de Goiás, Distrito Federal e Piauí. Eles são integrantes de uma quadrilha de furtos à shopping centers e estão sendo investigados pelo furto na joalheria Rubi, no Teresina Shopping, e em uma loja de celulares de um shopping de São Luís-MA.

As joias que foram furtadas não estavam com os suspeitos. A Polícia Civil acredita que o material já foi despachado e está em diligências para reaver as joias.

Os presos foram conduzidos à Central de Flagrantes de Catalão e devem responder por furto qualificado, uso de documentos falsos e formação de quadrilha.

Entenda o caso

Criminosos invadiram a Joalheria Rubi do Teresina Shopping e levaram mais de R$ 1 milhão em joias. O crime aconteceu na madrugada desse domingo (21), antes da abertura do shopping.

Os bandidos tiveram acesso ao local através de um salão de beleza que fica ao lado da joalheria, ainda no sábado (20). Durante a madrugada do domingo, eles conseguiram fazer um buraco na parede do salão, por onde entraram na joalheria.

Os suspeitos levaram mais de R$ 1 milhão em produtos e furtaram o sistema de monitoramento do salão de beleza. Os funcionários da joalheria só descobriram o crime quando foram abrir o estabelecimento, já na tarde do domingo, e então acionaram a polícia.

 

Com informações GP1

Foto: divulgação PRF